Koellreutter e Guarnieri: aproximações e afastamentos entre dois polos

Autores

  • Achille Picchi UNESP
  • Iracele Vera Livero de Souza UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312907092012366

Palavras-chave:

Guarnieri, Koellreutter, música viva, escola paulista de composição

Resumo

Este artigo trata da relação entre duas máximas figuras da composição e atuação no Brasil num momento histórico específico, entre os anos 1940 a 1960. Justifica-se pela reflexão sobre o Música Viva, tanto o Movimento como o Grupo e a Escola Paulista de Composição ainda demandarem estudo. A metodologia empregou cartas, artigos de jornal da época, memória e depoimentos. Chega-se às considerações finais sobre instigantes diferenças e posicionamentos dessas duas figuras, tão próximas e ao mesmo tempo tão distantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-23

Como Citar

PICCHI, A.; SOUZA, I. V. L. de. Koellreutter e Guarnieri: aproximações e afastamentos entre dois polos. DAPesquisa, Florianópolis, v. 7, n. 9, p. 366-379, 2018. DOI: 10.5965/1808312907092012366. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/dapesquisa/article/view/13969. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Música