Pescadores de caranguejo de São Caetano de Odivelas/PA: o saber e o fazer na perspectiva da etnomatemática

Autores

  • Ronny Gleyson Maciel de Moraes Universidade Federal do Pará
  • Erasmo Borges de Souza Filho Universidade Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.5965/2357724X05092017141

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar saberes e fazeres presentes nas atividades laborais de pescadores de caranguejo do município de São Caetano de Odivelas, Estado do Pará. A fundamentação teórica está situada na perspectiva da Etnomatemática, com base em D’Ambrósio (2002), Barton (2004) e Vergani (2007). A pesquisa apresenta um conteúdo analítico constituído por meio de entrevistas, diálogos informais, registros fotográficos e audiovisuais, que constituem a fonte de informações para as análises. No desenvolvimento da pesquisa, destacamos os saberes tradicionais envolvidos na pesca de caranguejo e os reflexos do envolvimento entre o homem e natureza. Tal envolvimento é um elo entre o saber e o fazer compactuados no processo de difusão de conhecimentos dentro desse contexto sociocultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-04

Como Citar

MACIEL DE MORAES, Ronny Gleyson; DE SOUZA FILHO, Erasmo Borges. Pescadores de caranguejo de São Caetano de Odivelas/PA: o saber e o fazer na perspectiva da etnomatemática. Revista BOEM, Florianópolis, v. 5, n. 9, p. 141–160, 2017. DOI: 10.5965/2357724X05092017141. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/boem/article/view/9848. Acesso em: 17 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos