Mapeando.sensíveis: a fotografia e o ateliê como formas de pensamento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267932023099

Palavras-chave:

fotografia, catálogo, arte

Resumo

O texto que segue é uma reflexão sobre a experiência de construção do catálogo fotográfico “Mapeando.sensíveis: a fotografia no curso de Artes Visuais da URCA”. O projeto mapeou a produção artística do(a)s estudantes realizada durante os ateliês das disciplinas de “Fotografia I” e “Fotografia II”, ao longo dos dez primeiros anos de existência (2008-2018) do Curso de Licenciatura em Artes Visuais da Universidade Regional do Cariri – URCA, e constituiu-se como um dispositivo para debater a fotografia e as práticas de ateliê como forma de pensamento no campo artístico. Para tanto, dividi este artigo em “O catálogo”, “Mapeando” e “Sensíveis”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rubens Venâncio, Universidade Regional do Cariri

Sou fotógrafo, pesquisador, professor do curso de Artes Visuais da Universidade Regional do Cariri (URCA), mestre em Sociologia (UFC), doutor em Artes (UFMG) e pós-doutor em Comunicação (UFC). A partir da ideia de poéticas do esquecimento realizo trabalhos artísticos sobre desparecimento e resistência por meio da fotografia, abordando arquivos, ruínas, sertões, álbum de família. Realizei duas exposições individuais e participei de vários festivais e exposições coletivas no Brasil. Atualmente coordeno o coletivo "uaná | fotografia, pesquisa, poéticas (URCA/CNPq), componho a coordenação do FotoKariri (Festival de Fotografia), organizei o livro "Mapeando.sensíveis: a fotografia no curso de Artes Visuais da URCA" (Editora Caseira, 2020) e publiquei o fotolivro "Iminências" (Editora Caseira, 2022). @rubens_venâncio | @uanafotografia

Referências

AMARAL, Elisa Martins Campos do. Observatório: por uma materialidade da imagem na arte. 2011. 367 f. Tese (Doutorado em Artes) – Escola de Belas Artes, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011.

GODOY, Vinícius de Oliveira. Arquivos de arte: entre a subjetividade e a objetividade históricas. In: Colóquio do Comitê Brasileiro de História da Arte, 30., 2010, Rio de Janeiro. Anais...Rio de Janeiro: Museu Nacional.

PIMENTEL, Lúcia Gouvêa. Cognição imaginativa. Pós. Belo Horizonte. EBA/PPGA/UFMG, v. 3, n. 6. novembro, p. 96-104. 2013.

SILVA, Fernanda Pequeno da. Ateliês Contemporâneos: possibilidades e problematizações. Anais do 56º Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas, Rio de Janeiro, pp. 59-73. 2017.

SILVEIRA, Paulo. Página violada: da ternura à injúria na construção do livro de artista. Porto Alegre: UFRGS, 2008.

SOULAGES, François. Estética da Fotografia: perda e permanência. São Paulo: Editora SENAC, 2010.

TEIXEIRA, Henrique Augusto Nunes. Fotografia: campo expandido para o ensino da arte. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Belas Artes, 2012.

VENÂNCIO, Rubens (orgs.). Mapeando.sensíveis: a fotografia no curso de Artes Visuais da URCA. Florianópolis: Ed. Caseira, 2021.

Downloads

Publicado

2024-01-04

Como Citar

VENÂNCIO, Rubens. Mapeando.sensíveis: a fotografia e o ateliê como formas de pensamento. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 9, n. 3, p. 099–110, 2024. DOI: 10.5965/24471267932023099. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/24520. Acesso em: 29 maio. 2024.