Embaralhar imagens. A colagem como exercício na educação geográfica

Autores

  • Karina Rousseng Dal Pont Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267412018133

Resumo

Decomposição, justaposição e sobreposição são alguns dos princípios da colagem. Utilizada como processo técnico no Japão desde o século XII, esta linguagem ganha impulso no mundo moderno com os dadaístas na primeira metade do século XX. Com as obras Andy Warhol 1 e Roy Licheinstein 2 , e a Pop art na década de 1960 que a colagem abre espaço nas artes visuais. Se destaca ao tecer críticas aos modos como a sociedade se organizava, principalmente pela apropriação dos objetos de consumo. Este movimento artístico assegura "a colagem como procedimento estético" (VARGAS, 2011, p.52) ao confrontar a arte tradicional, ao mesmo tempo em que provocam os expectadores a refletir sobre questões da sociedade moderna em vigência, como consumismo, as guerras e a produção de produtos em série. Mas, qual a potência da colagem ao aproximá-la da educação geográfica?

Downloads

Publicado

2018-04-10

Como Citar

DAL PONT, K. R. Embaralhar imagens. A colagem como exercício na educação geográfica. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 4, n. 1, 2018. DOI: 10.5965/24471267412018133. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/12373. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos Seção temática