O Nacionalismo de Vieira Brandão na Tocata 1 (Estudo n.4) para piano solo

Mauren Liebich Frey Rodrigues, Cristina Maria Pavan Capparelli Gerling

Resumo


O presente estudo discute a postura e o engajamento do compositor José Vieira Brandão (1911-2002) frente às correntesnacionalistas brasileiras a partir dos escritos teórico-analíticos do compositor na Tese de Livre Docência (1949). Este posicionamento se evidencia na sua prática composicional. A análise da Tocata n.1 (Estudo n.4) foca na obra dedicada a Villa-Lobos, acatado como o representante máximo do modernismo nacionalista e com quem Brandão teve uma maior proximidade. Este procedimento analítico leva em consideração alguns dos principais aspectos socioculturais compartilhados por Brandão. Como ferramentas analíticas para o discurso musical, são adotados alguns parâmetros estabelecidos por Agawu (2009) com foco nas tópicas, adaptadas para a música latino-americana por Plesch (1996) e para a brasileira por Piedade (2013). Através desta obra torna-se possível compreender como os “novos rumos estéticos” (BRANDÃO, 1949) retratam em música a construção de um ideário nacional brasileiro. Por fim, é possível compreender como a Tocata 1 para piano representa a maneira como o compositor apropria-se de elementos musicais característicos desta época para se posicionar quanto ao seu meio cultural e sua visão artística.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAWU, V. Kofi. Music as a Discouse: Semiotic Aventures inRomantic Music. New York: Oxford University Press, 2009.

ANDERSON, Benedict. Comunidades Imaginadas. São Paulo: Cia das Letras, 2008.

BRANDÃO, José Vieira. Tese de Concurso à Docência-livre de Piano da Escola Nacional de Música da Universidade do Brasil. Rio de Janeiro: Não Publicada. 1949.

CONTIER, Arnaldo. O Nacional na Música Erudita Brasileira: Mário de Andrade e a questão da identidade cultural. Revista Fenix, vol.1 Ano 1 n.1, 2004.

GELLNER, Ernest. Nations and Nationalism. London: Basil Blackwell, 1983.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós modernidade. Rio de Janeiro: Lamparina, 2014.

HOBSBAWM, Eric. Nações e Nacionalismo desde 1780: programa, mito e realidade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

LIMA, Paulo Costa. Estrutura e superfície na música de Ernst Widmer: As Estratégias Octatônicas. Tese (Doutorado em Artes). Escola de Comunicações e Artes, Programa de Pós-Graduação, Universidade de São Paulo, 2000.

MONELLE, Raymond. The Musical Topic. Bloomington: Indiana University Press, 2007.

PEPPERCORN, Lisa. Villa-Lobos: Biografia ilustrada do mais importante compositor brasileiro. Rio de Janeiro: Ediouro, 2000.

PIEDADE, Acácio T. C. Música e Retoricidade. In: Anais do IV Encontro de Musicologia de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP: USP, 2012a.

_________. “Rhetoricity in the music of Villa Lobos: musical topics in Brazilian early XXth-century music”. Comunicação apresentada na International Conference on Music Semiotics in Memory of Raymond Monelle. Edinburgo: The University of Edinburgh, 2012b.

_________. “A teoria das tópicas e a musicalidade brasileira: reflexões sobre a retoricidade na música”. In: El oído pensante 1. Disponível em: . Acesso em: 25 fev. 2016.

_________. Uma análise do Prelúdio das Bachianas Brasileiras Nr.2 sob a perspectiva das tópicas, retoricidade e narratividade. Comunicação apresentada na conferência Topical Encounters and Rhetorics of Identity in Latin American Art Music, Oxford University. UDESC, 2015.

PLESCH, Melanie, La música en la construcción de la identidad cultural argentina: el topos de la guitarra en la producción del primer nacionalismo. In: Revista Argentina de Musicología nº 1, Córdoba, AAM, 1996, pp. 57-68.

_________. El Rancho Abandonado: Algunas Reflexiones em Torno a los Comienzos del Nacionalismo Musical en la Argentina. Jornadas del 5º Centenario del Descubrimiento de América, Buenos Aires, UBA, 1992.

_________. Topic theory and the Rhetorical Efficacy of Musical Nationalisms: the Argentine Case. Anais da International Conference on Music Semiotics In memory of Raymond Monelle. University of Edinburgh, Outubro, 2012.

_________. Una pena estrordinaria: tópicos disfóricos en el nacionalismo musical argentino. In: Acta Musicologica. Ed. Bärenreiter. 2014

SANTOS, Jane Borges de Oliveira. Biografia documentada de José Vieira Brandão: pianista, educador, regente coral e compositor. Dissertação de mestrado em musicologia pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, 2003.

SADIE, Stanley. Dicionário Grove de Música: edição concisa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1994.

MOREIRA, Gabriel Ferrão. O elemento indígena na obra de Villa-Lobos: observações músico-analíticas e considerações históricas. Dissertação (mestrado) Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Artes, Florianópolis, 2010.

NEVES, José Maria. Música Contemporânea Brasileira. São Paulo: Ricordi Brasileira, 1981.




DOI: https://doi.org/10.5965/2525530402012017098

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores, diretórios e bases de dados

                       

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.