Formação e resistênica: vestígios da ética copeliana no teatro de grupo

José Ronaldo Faleiro, Naiara Alice Bertoli, Gabriela Corrêa Gianetti

Resumo


O presente estudo pretende refletir sobre como as visões éticas de Jacques Copeau empregadas em sua renovação na arte teatral no início do século XX, norteiam o fazer con- temporâneo dentro do conceito de teatro de grupo. E ainda, diante desse paralelo através do tempo, proponho essa relação como uma das prerrogativas para um teatro que alcance um diálogo com os espectadores de seu tempo.

Palavras-chave


Copeau; ética; teatro de grupo;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1808312904062009085



Direitos autorais 2009 José Ronaldo Faleiro, Naiara Alice Bertoli, Gabriela Corrêa Gianetti

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Software de verificação de originalidade e prevenção de plágio