Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento <p>Periódico de Artes Cênicas do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas, do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).<br /><strong>Periodicidade</strong>: Contínua<br /><strong>Ano de criação</strong>: 1997</p> <p> </p> pt-BR <p><strong>Declaração de Direito Autoral</strong><strong></strong></p><p>Os leitores são livres para transferir, imprimir e utilizar os artigos publicados na Revista, desde que haja sempre menção explícita ao(s) autor (es) e à <em>Urdimento</em>e que não haja qualquer alteração no trabalho original. Qualquer outro uso dos textos precisa ser aprovado pelo(s) autor (es) e pela Revista. Ao submeter um artigo à <em>Urdimento </em>e tê-lo aprovado os autores concordam em ceder, sem remuneração, os seguintes direitos à Revista: os direitos de primeira publicação e a permissão para que a Revista redistribua esse artigo e seus meta dados aos serviços de indexação e referência que seus editores julguem apropriados.</p><p> Este periódico utiliza uma <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR">Licença de Atribuição Creative Commons</a>– (CC BY 4.0)</p><p> </p> urdimento.ceart@udesc.br (Vera Collaço) portal.periodicos@udesc.br (Marcela Reinhardt de Souza) qua, 06 abr 2022 23:11:10 -0300 OJS 3.2.1.1 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Conversas de Warung - Kopi luwak com Ni Luh Putu Sutarini https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21076 <p>Entrevista com a dançarina balinesa de <em>legong</em> Ni Luh Putu Sutarini nascida no vilarejo de Peliatan na regência de Gianyar em Bali. Putu já se apresentou em diversos países entre Marrocos, Japão e Singapura. É também considerada uma das melhores dançarinas de <em>legong</em> da atualidade. Discípula da grande dançarina Sang Ayu Muklen do vilarejo de Pejeng, Putu (45 anos), além de transmitir a tradição da dança através de aulas para jovens balineses e estrangeiros também assume a produção e direção administrativa do grupo <em>Tri Pusaka Sakti Ensemble</em> – um dos mais tradicionais e conceituados de Bali, no vilarejo de Batuan.</p> Igor de Almeida Amanajás Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21076 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Representatividade Indígena nos cursos de Licenciatura em Teatro https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21550 <p>Nesta entrevista, realizada durante o Seminário Internacional de Pedagogias Teatrais e Povos Indígenas: descolonizando a formação da pessoa artista-docente pesquisadora, a licenciada em Teatro pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), Eliana Silva Santos Pataxó e o licenciado em Teatro pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), Edimar Srenokra Xerente, ao lado das orientadoras de seus Trabalhos de Conclusão de Curso, Maria Aparecida de Souza (UESB) e Karylleila Andrade (UFT) comentam as vivências nas suas comunidades, as dificuldades para entrar e permanecer na universidade, as relações com os currículos e disciplinas dos cursos, as intervenções artísticas e pedagógicas realizadas durante o período de graduação e ao final, o retorno para a comunidade e a continuidade dos estudos. Em maio de 2021, diante da crise sanitária ocasionada pelo novo coronavírus (COVID-19), a entrevista foi realizada através de uma chamada de vídeo.</p> Ana Carolina Fialho Abreu, Juliano Casimiro de Camargo Sampaio Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21550 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Carta para Sofia: Um manifesto amoroso https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21496 <p>O texto pretende ser um manifesto, em forma epistolar, sobre as confluências entre pesquisa, arte e vida, no sentido de refletir sobre a academia e as relações acadêmicas estabelecidas entre orientação e pessoa orientanda, visando lançar luz ao como se investiga e se instiga a investigar, observando os processos experimentados em direção à produção tal qual uma doula acompanha uma gestação, com rigor e responsabilidade tais que podem superar normas e modos tradicionais de se encarar uma pesquisa e seus resultados finais.</p> Sônia Machado Azevedo Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21496 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 (des)educação estética em Weapon is a part of my body: Corpo e política em discurso https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21457 <p>O artigo apresenta reflexões desencadeadas a partir do espetáculo <em>Weapon is a part of my body</em>, uma coprodução entre Brasil, Israel e Reino Unido, com atuação do brasileiro Pedro Granato e da israelense Ruthie Osterman, tomando como princípio norteador o conjunto de potencialidades que a obra oferece para se pensar o que nomeamos, neste ensaio, como (des)educação estética e suas reverberações para os debates sobre corpo e política na cena contemporânea. O quadro teórico-metodológico tem sua moldura envernizada pela Análise Dialógica do Discurso. Elegemos como texto base o ensaio O problema do conteúdo, do material e da forma na criação literária, escrito por Bakhtin em 1934, no qual o autor oferece elementos para uma reflexão sobre estética geral.</p> Jean Carlos Gonçalves, Michelle Bocchi Gonçalves Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21457 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 A.part.tir da Residência de criação Entoar o corpo sensível: diálogo epistolar entre Vitor Lemos e Tiago Porteiro https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21559 <div> <p class="Predefinidas"><span class="Nenhum"><span lang="PT">Em setembro de 2021, em Lisboa, ocorreu a </span></span><span class="Nenhum">Resid</span><span class="Nenhum"><span lang="FR">ê</span></span><span class="Nenhum"><span lang="PT">ncia Artística Internacional -Entoar </span></span><span class="Nenhum"><span lang="IT">o corpo sens</span></span><span class="Nenhum"><span lang="PT">ível - </span></span><span class="Nenhum"><span lang="IT">orientada por Carlos Simioni (Lume Teatro) e Stephane Brodt (Amok Teatro).</span></span><span class="Nenhum"><span lang="PT"> Os pedagogos-investigadores-artistas Tiago Porteiro e Vitor Lemos dela fizeram parte. O primeiro participou nas práticas enquanto o segundo as observou. Foi a partir deste diferente posicionamento que os autores desenvolveram conjuntamente uma reflexão em formato epistolar. Nas cartas abordam-se noções de corpo sensível e suas implicações nos processos de formação, tal como considerações sobre metodologias de investigação-criação do/a ator-atriz. No remate da conversa o tema da “(des)educação” surge atrav</span></span><span class="Nenhum"><span lang="FR">é</span></span><span class="Nenhum"><span lang="PT">s de um diálogo mais direto, associando-o a temáticas disseminadas ao longo das cartas. </span></span></p> </div> Vitor Lemos, Tiago Mora Porteiro Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21559 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Reverberar: Arte y Acontecimiento https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21501 <p><span style="font-weight: 400;">Desplegar un escrito que dé cuenta de un saber y un análisis sobre el acontecimiento y sus consecuencias en el plano ontológico y por ende en el artístico, nos invita a revisar algunos conceptos y acciones en nuestra propuesta de investigación-creación. Se trata de transitar escrituras que hagan visibles los límites y posibilidades creadoras del acontecimiento, la fabulación, y el llamado a un pueblo. Inicialmente, abordamos el concepto de acontecimiento, el cual nos acerca a la fuerza de la fabulación y la manera como genera actos de resistencia ante el proyecto cultural de la modernidad que nos permiten convocar una apuesta de arte participativo desde la imagen: Llamar a un pueblo.</span></p> Angela Maria Chaverra Brand, Carlos Mario Jaramillo Ramírez Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21501 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 (Des)Escolarização performativa: rituais escolares e percursos metodológicos para a dança na escola https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21547 <p>A partir dos Estudos da Performance na Educação, esta investigação buscou compreender alguns dos sentidos da noção de estudante em performance por meio de uma experiência com dança em aulas de Arte numa escola pública de educação básica. Ao partir da análise de uma audiovisualidade produzida nessa experiência, observou-se um ritual escolar que, assentado sobre símbolos de controle, é subvertido por estudantes em performance que constantemente reconfiguram as suas ordens. Ao adentrar às performances sociais no espaço escolar, estudantes passaram a tensionar as suas posições de sujeito, tornando-se, pois, necessário, maior atrelamento ao corpo, cuja dança se fez inquietação sobre práticas performativas mais (des)escolarizadas.</p> Jair Mario Gabardo Junior, Thaís Castilho Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21547 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Poéticas Afro-ameríndias no ensino superior de Dança: Corpos insurgentes em performances de (re)existência https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21129 <p>Este artigo discute a formação de professores/as de dança por meio de abordagens artístico-pedagógicas baseadas nas noções de ancestralidade e espiritualidade vindas de culturas afro-ameríndias, a partir de três experiências docentes no ensino superior. A combinação entre estrutura curricular, projetos pedagógicos e artísticos em consonância com as histórias de vida dos estudantes, colabora com a abertura de fissuras na monocultura do saber instaurada na universidade. O reconhecimento e a produção de poéticas afro-ameríndias se materializam por meio de processos criativos e pedagógicos em vivências com práticas culturais tradicionais, donde reflete-se performances de (re)existência a partir de corporalidades e narrativas insurgentes.</p> Renata de Lima Silva, Carolina Laranjeira, Gabriela Di Donato Salvador Santinho Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21129 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 (Des)Educação do corpo pelas artes na formação de pedagogas(os) https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21566 <p>O artigo aborda uma proposta de estudos em práticas corporais que vem sendo realizada no curso de Licenciatura em Pedagogia, a partir de combinações de elementos do sistema Laban, da Técnica Klauss Vianna, dos Jogos Teatrais de Viola Spolin e das culturas do brincar, o que gera abordagens multifocais e espaços mais abertos à formação de professoras(es) para a (des)Educação do corpo oprimido. São discutidas especificidades do trabalho com o corpo neste curso e a pertinência da multirreferencialidade, como uma posição epistemológica frutífera na formação corporal de profissionais da Educação. As principais bases conceituais que fundamentam as práticas são apresentadas em forma de memorial, no qual narra-se sobre professoras-formadoras, suas técnicas, didáticas e metodologias. Descreve-se os experimentos artísticos e didáticos realizados, ao mesmo tempo em que são desenhadas suas análises, por meio do diálogo entre as práticas e os substratos teóricos</p> Lucia Maria Salgado dos Santos Lombardi Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21566 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 A arte de desarmar: corpo, escrita e dispositivos performativos em tempos sombrios https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21541 <p>Dispositivos que articulam exercícios de atenção, escrita e práticas performativas foram meios de investigação de hábitos perceptivos, que desencadearam a invenção de linguagens e formas de compartilhamento, envolvendo ambientes artísticos e educacionais, na perspectiva de uma cena expandida. Ao lado dos procedimentos propriamente ditos, desenvolveu-se uma reflexão sobre o atual contexto de crises, em que se inserem atividades artísticas e formativas, especialmente no Brasil. As proposições dialogaram com saberes tradicionais, artísticos e acadêmicos, conectando dimensões sensoriais, perceptivas, afetivas e cognitivas, para a construção de ambientes e experiências coletivas. O artigo integra procedimentos da pesquisa na sua forma, intercalando reflexões teóricas com relatos curtos e “imagens”, que dialogam indiretamente com os temas abordados.</p> Cassiano Sydow Quilici Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21541 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Corporeidade e teatro de animação na escola: esconder ou mostrar https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21513 <p>Um dos maiores desafios encontrados no ensino das artes da cena é o de colocar o estudante em evidência no momento de compartilhar com os colegas sua criação cênica, sobretudo, quando o que normalmente é posto em destaque é o seu corpo. Ao refletir sobre tal aspecto, o presente texto tratou da possibilidade do trabalho corpóreo com estudantes do Ensino Fundamental com o ponto de partida no Teatro de Animação – reflexão teórica a partir da minha pesquisa de Doutorado em Artes Cênicas, em andamento, na Universidade de Brasília. Este artigo abordará os seguintes aspectos: o percurso corpóreo dentro do Teatro de Animação, voltado para o Ensino Fundamental; o corpo na sombra; a corporificação do boneco com as mãos e o corpo em cena na animação direta. Como procedimento metodológico, fez-se uso de análise de artigos, dissertações e teses. Concluiu-se que a corporeidade no teatro de animação apresenta nuances únicas para a experiência nas aulas de teatro no Ensino Fundamental.</p> Jailson Araújo Carvalho Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21513 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Alguém acaba de morrer lá fora: Uma experiência cênica no Instagram https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21542 <p>Este texto contém o <strong>relato</strong> e análise do processo de criação teatral, pertencente à última etapa de formação de uma importante escola pública de teatro do Estado do Rio de Janeiro, desenvolvido com perspectivas de autonomia e visando um ensino decolonial, ocorrido no período pandêmico, tendo a experiência remota como alternativa para o momento.</p> <p> </p> Daniele Geammal Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21542 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Atravessamentos sensíveis da obra “Corpo e(n)cena: ensaios urgentes” https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21488 <p>Resenha do livro <em>Corpo e(n)cena: ensaios urgentes</em>, obra organizada por Jean Carlos Gonçalves, Sônia Machado de Azevedo e Renato Ferracini. Esta coletânea integra a Coleção LiCorEs: Linguagem, Corpo e Estética, apresentando 8 ensaios e um posfácio que se debruçam, através de olhares múltiplos, sobre as urgências e as relações do corpo e da cena na contemporaneidade.</p> Andrio Robert Lecheta Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21488 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Uma anti-boneca de quatro costados: Tussy Marx e o feminismo socialista do século XIX https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21532 <p>Neste texto, apresenta-se a obra da historiadora Rachel Holmes, recém traduzida para o português, sobre a vida de Eleanor Marx. Destaca-se na biografia seu ativismo socialista bem como a trajetória no campo do teatro, no qual trabalhou desde 1875 até o final de sua vida. Neste sentido, sublinhou-se seu papel como tradutora de obras protofeministas, como <em>Madame Bovary</em> e <em>Casa de Bonecas</em>, de Gustave Flaubert e Henrik Ibsen, de quem fez traduções de outros textos dramatúrgicos. Destacou-se no comentário o trabalho que a filha caçula de Marx realizou junto à Federação Social Democrata, à Liga socialista e ao Sindicato dos Trabalhadores do Gaz da Inglaterra, agremiações nas quais atuou em diferentes frentes: educação, agitação e propaganda, tradução e ainda, solidariedade internacional. Além disto, sublinhou-se a militância que teve junto ao socialismo feminista do final do século XIX, tema de seu livro <em>A questão da mulher: de uma ponto de vista socialista</em>, de 1886. </p> Carmen Susana Tornquist Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21532 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Reflorestar o pensamento ou Ações Performágycas y o ator-xamã https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21565 <p>Ao longo desse artygo foram abordadas aproxymações possýveys entre as artes da cena, com ênfase no teatro-performatyvo, y a performatyvydade dos xamanysmos yndýgenas das terras bayxas da Améryca do Sul. Tomado como conceyto tensyonador a ydeya corporyfycada de ator-xamã, buscou-se neste escryto evydencyar/cryar certos fluxos entre um y outro, ysto é, entre o ator-performer y o xamã yndýgena, partyndo tanto da ydeya de experyêncya y da anályse de prátycas empýrycas, como da cura(dorya) de dyferentes vozes - de pesquysadores, acadêmycos, lýderes yndýgenas, xamãs etc. - que foram postas em dyálogo. Apesar de não haver um aprofundamento teóryco em conceytos especýfycos - em certo sentydo - chamou-se para dançar aquy algumas sementes de pensamento, tays quays, ações performágycas, trabalho do ator sobre sy, a ydeya de andança, a efetyvydade dos sonhos, o não-método, dentre outras ymagens e encantamentos que não se deyxam capturar. Nhauêra abre os camynhos para a floresta do pensar.</p> Way Pury, Carolina Prymeyra, Malandro Vermelho, Thalita Castro Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21565 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Diferentes tradições, vidas que se entrelaçam: O encontro de duas artistas em Manaus https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21515 <p>Duas mulheres artistas de diferentes tradições - a artista-performer indígena e a artista-performer não indígena - se encontraram pela primeira vez ao realizarem uma performance artística juntas e descobriram afinidades que as levaram a trilhar um caminho onde vida e arte se entrelaçam, estabelecendo um diálogo entre os diferentes saberes de cada uma, buscando novas possibilidades de criação para as suas práticas poéticas, se reinventando a cada novo desafio que se apresenta, como a pandemia de COVID-19.</p> Vanessa Benites Bordin, Mepaeruna Tikuna Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21515 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Os pronomes empáticos e o perspectivismo dramatúrgico: sobre “Nós Outros”, da Fala Companhia de Teatro https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21562 <p>Em 2018, acompanhei parte do processo criativo do espetáculo teatral</p> <div><em>Nós Outros</em></div> <p>, concebido pela Fala Companhia de Teatro, de Curitiba, criado a partir da vivência dos atores e do dramaturgo e diretor Don Correa com indígenas das etnias Guarani e Kaingang, na Aldeia Tupã Nhe´e Kretã, em Morretes, Paraná. Este artigo busca cotejar memórias do processo criativo do diretor do espetáculo com algumas reflexões a partir da minha atuação como antropólogo convidado no processo de criação do espetáculo. Procurei interpretar os dispositivos cênicos e dramatúrgicos propostos por Don Correa inspirado pelo perspectivismo ameríndio (Viveiros de Castro, 1996) e pela “arte antropológica” (Ingold, 2020). O texto revela cruzamentos de fronteiras do dramaturgo como etnógrafo e do antropólogo como espectador, crítico e participante do processo criativo e permite sublinhar instâncias comuns entre a escrita dramatúrgica e a escrita antropológica, apresentando-as como formas criativas e autorais de relações com a alteridade.</p> Cauê Krüger, Don Correa Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21562 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Perspectivas xamânicas sobre as artes da cena: Um diálogo cosmopolítico com as culturas ameríndias https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21533 <p>Considerações teórico-práticas a respeito da performatividade ritual do/a xamã ameríndio/a e as possíveis aproximações com o campo expandido das artes cênicas, confrontando entendimentos sobre os conceitos: contemporâneo, modernidade e arcaico. Diálogo artístico-filosófico crítico entre as bases do pensamento ocidental de matriz kantiana e as metafísicas canibais sul-ameríndias. Aferições acerca das concepções sobre natureza, arte, estética da existência, representação, teatralidade, espetáculo, afeto, alteridade, corpo, cosmopolítica, espiritualidade e sonho. </p> Carlos Henrique Guimarães Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21533 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 A proposição cosmopolítica na obra de Jaider Esbell e Vó Bernal https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21543 <p>Esse material descreve a passagem do artista Jaider Esbell (1979-2021) e de sua parceira, Vó Bernal (1945 - 2020), no ano de 2019, pelo Projeto “Rios, roças e redes” do evento Jardinalidades, produzido pelo SESC/SP. Pretende-se investigar se as ações propostas pelos artistas podem compor com o pensamento sobre cosmopolítica (Stengers, 2018), como elo de responsabilidade entre humanos e não humanos a partir de experiências simbólicas pertinentes ao campo da arte.</p> Flaviana Benjamin Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21543 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Atuar-atuado: cena, pajelança e uma possível rotação de perspectiva https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21549 <p>“Atuado” é o termo usado na Pajelança Cabocla de Pena e Maracá para se referir ao corpo em performance da pajé. Este artigo trouxe a proposição de uma aproximação dessa prática e algumas reflexões sobre os possíveis diálogos da noção de <em>atuado</em> com a contemporaneidade das artes cênicas e performativas. Para tanto, partiu-se da hipótese de que esse cruzamento oferece elementos com valor de fertilidade para uma cena que ensaia novos modos de pensar e ver os mundos. A proposição se origina do encontro da autora deste artigo com a memória da própria avó, pajé cabocla de pena e maracá, e imbricou trabalhos de campo no Marajó com questões das Artes da Cena e pensamentos que discutem e desdobram o conceito de perspectivismo ameríndio.</p> Katia Brito Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21549 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Cenas rupestres de lutas corporais no Parque Nacional Serra da Capivara, possíveis interpretações https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21602 <p>Este trabalho é baseado em pesquisa de campo realizada no sudeste do Estado do Piauí e, posteriormente, no Alto Xingu (Brasil Central). Por meio de um corpus de lutas corporais nos registros rupestres, foram apresentadas possíveis inferências sobre essas pinturas. Para além apenas do olhar de pesquisadores, remanescentes de povos originários, que engajavam-se em lutas corporais ritualizadas, apresentaram suas próprias interpretações. Em conclusão, se não foi possível obter os códigos utilizados pelos grupos ancestrais que os pintaram na Serra da Capivara; em outra medida, foi possível refletir sobre o fenômeno que permite à autóctones, na atualidade, interpretarem aqueles registros à sua maneira.</p> Leandro Paiva, Deise Lucy Oliveira Montardo, Michel Justamand, Gabriel Frechiani de Oliveira , Vitor José Rampaneli de Almeida, Gabriela Rabello Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21602 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 O espanto da atriz: efeitos éticos e estéticos no encontro com mulheres indígenas Guarani Mbya, na cena da Cia Livre https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21595 <div> <p class="BodyA"><span lang="PT">Este artigo analisa duas produções da Cia Livre, apresentadas em 2019, baseadas na peça de aprendizado </span><em><span lang="PT">Os Horácios e os Curiácios</span></em><span lang="PT"> (1933), de Brecht, e que tematizam a luta pela terra no Brasil hoje. Esse confronto foi sintetizado, em </span><em><span lang="PT">Morte e Dependência na Terra do Pau-Brasil</span></em><span lang="PT"> e </span><em><span lang="PT">Os Um e Os Outros</span></em><span lang="PT">, como uma disputa entre o povo dos Um (povo que considera a si mesmo como universal) e o povo dos Outros (todos os outros povos, com suas culturas humanas, extra-humanas, animais, vegetais e minerais). A crítica ao modelo est</span><span lang="FR">é</span><span lang="IT">tico-filos</span><span lang="ES-TRAD">ó</span><span lang="PT">fico do teatro Euro-ocidental aqui efetivada observa as contradições urdidas pelas presenças de int</span><span lang="FR">é</span><span lang="PT">rpretes indígenas e não-indígenas, que espelham os dissensos e coalizões entre diferentes perspectivas das lutas emancipat</span><span lang="ES-TRAD">ó</span><span lang="PT">rias. Como as experiências delas foram traduzidas na cena? Que tipo de sociabilidade foi ali projetada? Que forma teatral pode emergir da experiência de descentralização do sujeito ocidental que o grupo indica nesses trabalhos?</span></p> </div> Lucia Regina Vieira Romano Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21595 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Como quebrar barragens: Outros processos políticos e artísticos para reparar o irreparável https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21494 <p>Por meio de uma escrita-percurso, o artigo apresenta algumas vivências da autora durante o “Amazônia centro do mundo”, evento que reuniu ao longo de três dias lideranças indígenas, pesquisadoras(es) e ativistas em Altamira (PA), cidade onde foi erguida a segunda maior Usina Hidrelétrica do mundo. O texto é tecido em conjunto com a narrativa sobre o espetáculo <em>Altamira 2042</em> de Gabriela Carneiro da Cunha, em diálogo com a entrevista realizada com esta atriz sobre a criação do espetáculo. O intuito é argumentar que, quando as instituições se revelam incapazes de reparar o irreparável, a arte pode assumir a responsabilidade de instituir outras imaginações naquelas e naqueles que compartilham do mesmo trabalho artístico.</p> Paloma Bianchi Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21494 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Plataformas digitais e as manifestações estéticas indígenas: para recolher ao longo do caminho https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21933 <p>Este artigo tem a intenção de apresentar a experiência dos fazeres estéticos indígenas, de modo especial a partir da Plataforma Tepi (Teatro e Povos Indígenas). A produção do Tepi Podcast, surgiu de uma parceria firmada entre o Podcast Paraskeué e o Tepi, perfazendo a ideia de como o <em>podcast</em> pode ser um instrumento de registro das falas e modos de fazer de artistas indígenas, ao mesmo tempo, em que temos a ascensão das plataformas digitais como instrumentos potentes para a presença indígena no ambiente virtual.</p> Naine Terena de Jesus, Flávio Justino Fêo Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21933 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Expediente https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21689 <p>O Expediente apresenta o Corpo Editorial e Conselho de Pareceristas que compõe a <em>Urdimento</em> - Revista de Estudos em Artes Cênicas, v.1, n. 43, abril de 2022.</p> Corpo Editorial Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21689 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Corpos infinitos: Processo coletivo de criação da videodança Endless https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20694 <div> <p class="LO-normal1">O texto é um relato de experiência que trata de elementos de composição no processo de criação coletiva da videodança <em>Endless</em> - <em>ou esqueci de lembrar</em>, do grupo Tatá, produzido a distância, devido ao isolamento social, em 2020. A análise do texto tem como foco três elementos: um deles é a preparação corporal, que tem como base as práticas de produção da conexão corpo-mundo, como um espaço contínuo. O outro é a relação dos intérpretes-criadores com a câmera e suas dificuldades de adaptação. O terceiro elemento abordado é a edição do vídeo, com foco nas transições. A pesquisa identifica a composição de Endless como uma transcriação. Evidencia a emergência da dimensão da presença na operação de transcriação, reconhecida como produção de afetos. Apresenta as noções afeto, corpo infinito e conexão, que emergem da experiência de criação.</p> </div> Bianca Mendes Ascari, Maria Fonseca Falkembach, Rayssa de Oliveira Fontoura, Stephânia Fitaroni Batista Lengruber Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20694 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Editorial https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21692 <p>Informações sobre oconteúdo da <em>Urdimento</em> - Revista de Estudos em Artes Cênicas, v. 1, n.43, abr. 2022.</p> Corpo Editorial Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21692 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Editorial - Dossiê Temático I: Corpo e(n)cena e (des)educação I https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21951 <p>O presente dossiê apresenta, em meio a uma série de perguntas e questões que constituem as pesquisas dos integrantes de seu comitê editorial, um escopo rico e fértil de discussões acadêmico-científicas escritas por pesquisadores interessados em articular relações entre Corpo e(n)cena e (des)educação.</p> Jean Carlos Gonçalves, Sonia Machado de Azevedo, Tiago Mora Porteiro, Ángela María Chaverra Brand, Thaís Castilho Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21951 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Dossiê Temático II: As artes da cena dos e com os povos indígenas https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21953 <p>Neste Dossiê Temático, o Comitê Editorial teve como objetivo reunir trabalhos realizados entre e com os povos indígenas, que envolvem tanto artistas indígenas como também não indígenas, mas que, sobretudo, estivessem engajados nas lutas e nos processos de visibilidade das culturas e manifestações desses povos.</p> Maria Brígida de Miranda, Tereza Mara Franzoni, Luciana Hartmann, Deise Lucy Montardo, Luiz Davi Vieira Gonçalves, Graciela Chamorro, Naine Terena de Jesus Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21953 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Matemática curva: uma série em confinamento https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21928 <p>Espetáculo produzido nas disciplinas - Montagem Teatral I e II – 2021/2022</p> André Carreira Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21928 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Uma revolução necessária: Pela presença efetiva do Teatro do Oprimido nas Licenciaturas em Teatro https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20014 <p>Este artigo cartografa a presença ou ausência do Teatro do Oprimido nas licenciaturas em Teatro de universidades públicas da região Sudeste do Brasil, lançando mão da análise dos Projetos Político Pedagógicos e da súmula curricular de tais instituições, além de entrevistas semiestruturadas com artistas-docentes-pesquisadores estudiosos do tema. A partir deste estudo, evidenciam-se os impactos e as contribuições que o método criado por Augusto Boal pode oferecer à formação de professores de teatro, assim como à Educação Básica. Por fim, propõe-se o desenho curricular de uma disciplina centralmente dedicada ao Teatro do Oprimido como uma revolução possível e necessária.</p> Adilson Ledubino, Waldimir Rodrigues Viana, Marcia Strazzacappa Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20014 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 “Salamandra”: Filosofia-Performance, corpo e saúde holística https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21640 <p>A partir da Prática Artística como Pesquisa e da Filosofia-Performance, problematizo como o corpo performático constrói, reconstrói e cambia sentidos de fenômenos diversos, ampliando entendimentos do movimento e do gesto como exercício filosófico e aliados a dimensões de saúde holística. Compartilho trabalhos em que seres se movem enquanto geram autoconhecimento, potência energética e espiritualizada relacionadas à qualidade de vida. A Performance “Salamandra” (2018) e o projeto de intercâmbio artístico “Salamandra” (2020), foram realizados em momentos de doenças, dores e aflições. Reflexões complexificam conexões teórico-práticas e alargam pensamentos sobre cura, ciência, realidade, corpo, filosofia, performance, cognição, imaginação e arte.</p> Alba Pedreira Vieira Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21640 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Reperformance: a presença em questão https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20218 <p>A proposta básica desta pesquisa foi esboçar uma definição possível de reperformance, cotejando-a com a problemática geral da relação entre presença e arquivo no campo das atividades performáticas. Para tanto, considerou-se a eclosão histórica das reperformances, típica dos anos 2000, a partir da exposição <em>Seven Easy Pieces</em>, de Marina Abramović, com ênfase na análise de um caso-exemplar – a obra <em>Seedbed</em> – e nas eventuais aproximações e diferenças que esta manteve com a performance de “origem”, de Vito Acconci. Como resultado, propôs-se a noção de “redução arquival” como uma categoria central para a definição de reperformance, considerando-se suas potencialidades dialógicas, de ordem trans-histórica.</p> Artur Correia de Freitas Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20218 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 A utopia ciborgue dos comuns: Teatro digital como dissonância e ressonância coletivas https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1-31 <p>O artigo apresenta um processo criativo, inspirado pelo texto de Bertolt Brecht, Os dias da Comuna de Paris, realizado no âmbito da disciplina de Montagem, do curso de Licenciatura em Teatro da Universidade do Estado de Santa Catarina. Abordando a interrupção desse percurso criativo, determinada pela pandemia de COVID-19, o artigo investiga as novas estratégias empreendidas pelo grupo, utilizando vídeos e a plataforma digital do Zoom, para dar continuidade à criação, acessando, nesta análise crítica, os conceitos de utopia, a partir de Thomas More, e de “ciborgue”, apresentado por Donna Haraway.</p> Barbara Biscaro, Ivan Delmanto Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1-31 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Vulgar sem ser sexy: Corpo, trabalho e cena na poesia de Mila Teixeira https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21108 <p>O artigo tem como objeto a análise de poemas do livro <em>A proclamação da vulgaridade ou quantos furos uma calcinha pode ter?</em>, da poeta, roteirista e dramaturga Mila Teixeira, publicado pela editora Urutau, em 2021. A partir da noção de crueldade em Artaud, o texto busca uma aproximação com o anúncio da vulgaridade, proclamado pela escritora. Através do destaque de versos que sugerem a confluência entre vida e obra, a poesia é analisada pela perspectiva do trabalho em arte como prática de investigação do corpo e recriação das relações. Os relatos e imagens compartilhados pela autora são interpretados como situações cênicas que revelam a manifestação de um estado-poético-teatral em sua produção. Por fim, a escrita autoficcional é abordada como proposição para a expansão dos espaços de escuta e compartilhamento das experiências encarnadas.</p> Caio Riscado Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21108 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Notas sobre o conceito de representatividade https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21115 <p>Olhando para o recente movimento que tem lutado por representatividade nas artes nos últimos anos, o artigo propõe algumas reflexões acerca das implicações éticas, estéticas, políticas e sociais que atravessam a representação de grupos sociais minoritários no teatro contemporâneo. A partir da construção de uma compreensão do conceito de representatividade dentro do campo das artes cênicas e de uma análise de alguns dos seus modos de operação dentro e fora da cena, objetiva-se, também, apresentar e levantar propostas de enfrentamento para artistas que desejam criar sob uma perspectiva representativa, plural e emancipatória.</p> Conrado Dess Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21115 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Odisseia dos sentidos: um espetáculo de luz e fogo https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20482 <p>Neste artigo, argumenta-se sobre o processo que levou à montagem do <em>Odisseia dos sentidos</em>, um espetáculo de circo que estreou em 2011 e foi remontado três vezes para, enfim, constituir um grande <em>show </em>de malabarismo de luz e fogo. A análise descritiva expõe o ponto de vista de dois artistas sobre um processo de criação em circo, que focalizou a técnica da manipulação de objetos. No início, a obra se destacou por seu caráter principalmente performático, mas posteriormente foi recebendo novas nuances estéticas, num processo de construção e direção coletiva que consolidou uma dramaturgia que afluiu não apenas o olhar dos artistas, mas também do público que assistiu as apresentações em diferentes cidades da Bahia, no Brasil e na Europa.</p> Cristina Alves de Macedo, Fabio Dall Gallo Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20482 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Aplicación del abordaje metodológico de la Investigación en las Artes https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20246 <p>El artículo describe un estudio realizado teniendo como base los parámetros para la Investigación en las Artes según Henk Borgdorff. Los parámetros son presentados y puestos en diálogo con autore(a)s contemporáneos de las Artes Escénicas con objeto de apuntar similitudes entre ello(a)s y demostrar la posibilidad de diálogo entre sus concepciones. El estudio consistió en la mezcla de diferentes procedimientos de práctica escénica, realizados en distintas etapas y fases, con objetivo de sistematizar el proceso de creación dramatúrgica actoral. Como resultados fueron producidos un texto dramatúrgico con dos versiones, una <em>performance</em>, un ensayo abierto del espectáculo en proceso y un espectáculo teatral finalizado<em>. </em>También fue elaborada una propuesta metodológica que sistematiza el proceso de creación dramatúrgica actoral. Los resultados apuntan que la Investigación en las Artes es un abordaje metodológico que puede ser adoptado por actores/actrices-investigadore(a)s en pesquisas prácticas.</p> Elisa Martins Lucas Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20246 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 A cena como campo ampliado: o ambiente e o Viewpoints https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20874 <p>Este artigo apresenta considerações sobre a cena como campo ampliado a partir da noção de ambiente presente em propostas e projetos de Richard Schechner e Hélio Oiticica e de perspectivas da prática dos <em>Viewpoints</em>. Propõe-se aqui um olhar para a abertura da cena a partir de iniciativas que articulam corpo, espaço e tempo nos processos de criação. Schechner e Oiticica lançam propostas ambientais que ampliam as possibilidades de reflexão sobre o fenômeno da arte como espaço de relação no tempo e no espaço. O Viewpoints, por sua vez, estimula a investigação desse campo ambiental do ponto de vista da prática e da experiência da cena. Pretende-se assim, abordar perspectivas de uma cena ampliada levando-se em consideração a noção de ambiente, bem como das experiências ambientais propostas pelo <em>Viewpoints</em>. </p> Giselly Brasil Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20874 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Considerações acerca do Tempo: Contribuições de Bergson e Deleuze aos estudos da performance https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20700 <p>Este artigo propõe um modo de olhar para a arte da performance através da lente da esquizoanálise. Aborda questões relativas à compreensão do Tempo enquanto fluxo contínuo, a partir dos conceitos de duração e devir encontrados nas obras de Henri Bergson e Gilles Deleuze, tomando como objeto de análise a performance <em>Às vezes fazer alguma coisa não leva à nada</em> do artista belga Francis Alÿs. Partindo da noção de subjetividade como movimento e da atividade criadora enquanto afirmação da diferença e da vida, o trabalho discute linhas possíveis para se pensar as relações estéticas, transversalizando-as também com as filosofias de Nietzsche e Espinosa, além de outros intercessores para tecer suas considerações a respeito do Tempo na arte e do Tempo da arte.</p> Manolo Kottwitz Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20700 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Tensões entre o popular e o erudito: a obra teatral-musical Fulaninho em observações sociocuturais https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20372 <p>Fruto de estudos e experimentos artísticos dialogados com o curso de Artes Cênicas da Universidade Federal da Grande Dourados, a presente reflexão aborda questões socioculturais na problematização de imaginários sociodiscursivos que cercam o universo híbrido teatral-musical. Por meio do teatro popular musical <em>Fulaninho</em>, que estreou no Teatro Municipal de Dourados em 2018, são observadas inquietações que perpassam tensões entre a cultura popular e a cultura erudita e que podem agir como fomento na propagação de estereótipos. Os tópicos do artigo passam pelo reconhecimento desses tensionamentos, pelo diálogo com a obra <em>Fulaninho</em> e culminam em reverberações no âmbito acadêmico com propostas de discussão em espaços de ensino e pesquisa.</p> Marcos Machado Chaves Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/20372 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300 Grupo de teatro e teatro de grupo na Colômbia parte 1: um estudo remoto em Medellín https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21410 <p>O artigo se baseia em pesquisa que teve como fonte as páginas virtuais de grupos teatrais da cidade de Medellín, prefeitura, imprensa, festivais e revistas acadêmicas. Depois de apresentados os conceitos envolvidos e a metodologia, buscam-se os aspectos em comum e observam-se as especificidades de cada conjunto, tendo como fonte principal seus textos de autodefinição. O que pode uma pesquisa remota, na busca de pistas de um teatro de grupo?</p> Rosyane Trotta Copyright (c) 2022 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/21410 qua, 06 abr 2022 00:00:00 -0300