[1]
C. D. Silva e E. S. Lopes, “Interseções performativas nos processos de criação de Rodrigo García e Tadeusz Kantor”, Urdimento, vol. 1, nº 28, p. 125-138, jul. 2017.