O auditório da Secretaria de Saúde e Assistência Pública de Minas Gerais: lugar de memória dos trabalhadores em Belo Horizonte (1961-1964)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180313342021e0302

Resumo

O artigo analisa o auditório da Secretaria de Saúde e Assistência Pública de Minas Gerais como lugar de memória dos trabalhadores. Em 1961, ele foi palco do I Congresso Nacional dos Lavradores e Trabalhadores Agrícolas e, em 1962, do I Congresso dos Trabalhadores Favelados de Belo Horizonte, sendo um dos lugares do espaço urbano identificados com o protesto social de trabalhadores. A conexão entre os dois eventos que expressavam a posição dos lavradores, trabalhadores agrícolas e trabalhadores favelados no ciclo de protestos da reforma de base, e as relações entre a reforma agrária e urbana são exploradas no artigo.

Palavras-chave: reformas de base; trabalhadores rurais e urbanos; memória social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel Silva Rodrigues de Oliveira, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ)

Doutor em História, Política e Bens Culturais pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).
Professor do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ).

Marina Camisasca, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutoranda em História na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Referências

ANTONIO LUCIANO PEREIRA FILHO. In: CPDOC. Rio de Janeiro: FGV, 2009. Disponível em: http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/pereira-filho-antonio-luciano. Acesso em: 19 mar 2021.

ARENDT, Hannah. A condição humana. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1983.

ATESTADO produzido pela polícia sobre documentação apreendida na residência de Élson Costa. Contém transcrição de documento produzido pelos organizadores do I Congresso Nacional de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas. [Belo Horizonte: DOPS], 10 jun. 1964. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 5069.

BELO HORIZONTE. Lei n° 572 de 1956, 12 de setembro de 1956. Altera as multas impostas por infração ao regulamento de construções quando houver exploração de favelas e dá outras providências. [Belo Horizonte: Câmara Municipal], 1956. Disponível em: https://cm-belo-horizonte.jusbrasil.com.br/legislacao/238615/lei-572-56. Acesso em: 16 jun. 2020.

BORGES, Maria Eliza Linhares. Estilistas urbanos do universo rural: o PCB na luta pela sindicalização rural em MG. Revista Brasileira de História, São Paulo, n. 27, p. 73-86, 1994.

BOSCHI, Renato Raul. A arte da associação: política de base e democracia no Brasil. São Paulo: Vértice, 1987.

BRASIL às vésperas da revolução, Binômio, [S.l.], 30 out. 1961, p. 8. Acervo José Maria Rabelo.

BRASIL. Lei 4.132, de 10 de setembro de 1962. Define os casos de desapropriação por interesse social e dispõe sobre sua aplicação. [Brasília: Presidência da República, 1962]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l4132.htm#:~:text=Define%20os%20casos%20de%20desapropria%C3%A7%C3%A3o,Art. Acesso em: 20 jun. 2020.

CAMISASCA, Marina Mesquita. Camponeses mineiros em cena: mobilização, disputas e confrontos (1961-1964). 2009. Dissertação (Mestrado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

CAMPONESES em BH: “Reforma Agrária já ou revolução”, Última Hora, [S.l.], 15 nov. 1961 a, p. 3. Hemeroteca Histórica - Biblioteca Estadual Luiz de Bessa.

CAMPOS, Andrelino. Do quilombo à favela: a produção do “espaço criminalizado” no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.

CARTA de Direitos do Trabalhador Favelado. [S.l.], 29 mar. 1962. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0119.

CONGRESSO de Lavradores iniciou ontem, Estado de Minas, [S.l.], p. 6, 17 nov. 1961a. Hemeroteca Histórica - Biblioteca Estadual Luiz de Bessa.

CONGRESSO marcou nova fase no movimento camponês, Binômio, [S.l.], p. 620 nov. 1961b. Acervo José Maria Rabelo.

CORRESPONDÊNCIA policial enviada ao chefe do DOPS-MG, Alberto de Sales Fonseca Júnior, pelo agente nº 1896 que estava infiltrado no I Congresso Nacional de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas. [Belo Horizonte: DOPS], 18 nov. 1961. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0294.

COSTA, Luiz Flávio Carvalho. Sindicalismo rural brasileiro em construção. Rio de Janeiro: Forense Universitária: UFRRJ, 1996.

DELLAMORE, Caroline. Forjando lideranças: comportamentos políticos e atuação no Sindicato dos Metalúrgicos de Belo Horizonte e Contagem durante a ditadura militar brasileira (1964-1985). 2019. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2019.

DEZ mil pessoas em praça pública comemoram o Dia do Trabalhador, Diário da Tarde, [S.l.], p. 2, 01 maio 1962. Hemeroteca Histórica - Biblioteca Estadual Luiz de Bessa.

DOSSE, François, DELACROIX, Cristhian, GARCIA, Patrick. Correntes historiográficas na França: séculos XIX e XX. Rio de Janeiro: FGV, 2012.

FAVELADOS querem salário-família para o trabalhador, Diário da Tarde, [S.l.], , p. 5 11 jan. 1962. Hemeroteca Histórica - Biblioteca Estadual Luiz de Bessa.

FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES FAVELADOS DE BELO HORIZONTE. Estatuto da Federação dos Trabalhadores Favelados de Belo Horizonte, 27 jan. 1960. Cartório Gero Olíva.

FERREIRA, Jorge. João Goulart: uma biografia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

FERREIRA, Jorge. O imaginário trabalhista: getulismo, PTB e cultura política popular (1945-1964). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004.

FISCHER, Brodwyn, MATTOS, Hebe; GRINBERG, Keila. Direito, Silêncio e racialização das desigualdades na História Afro-Brasileira. In: ANDREWS, George, LA FUENTES, Alejandro (org.). Estudos Afro-latino-americanos, uma introdução. Cidade de Buenos Aires: CLACSO, 2018. p.163-215.

FISCHER, Brodwyn. A poverty rights: citizenship and inequality in Twentieth-Century Rio de Janeiro. Standford: Standford University Press, 2008.

FONTES, Paulo. Um nordeste em São Paulo: trabalhadores migrantes em São Miguel. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2013.

JAMBO, Sosthenes. Uma nova etapa no processo revolucionário brasileiro, Terra Livre, [S.l.], p. 1, nov. 1961. Hemeroteca luta pela terra. Disponível em: http://docvirt.com/Hotpage/Hotpage.aspx?bib=HEMEROLT&pagfis=13250&url=http://docvirt.com/docreader.net#. Acesso em: 08 out. 2020.

LEAL, Murilo. A reinvenção da classe trabalhadora (1953-1964). Campinas: Unicamp, 2011.

MANIFESTO de convocação para a participação no I Congresso Nacional de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas. Belo Horizonte, 20 maio 1961. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0111.

MEDEIROS, Leonilde Servolo de. A questão da reforma agrária no Brasil 1955-1964. 1982. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Universidade de São Paulo, Programa de Pós-Graduação em Ciência Política, São Paulo, 1982.

MOTTA, Rodrigo Patto Sá. Em guarda contra o “perigo vermelho”: o anti-comunismo no Brasil (1917-1964). São Paulo: Perspectiva; Fapesp, 2002.

NAPOLITANO, Marcos. 1964: história do regime militar brasileiro. São Paulo: Contexto, 2014.

NEVES, Lucília de Almeida. CGT no Brasil (1960-1961). Belo Horizonte: Vega, 1981.

NORA, Pierre. Entre Memória e História: a problemática dos lugares. Projeto História, São Paulo, n. 10, p.7-28, dez. 1993.

NORA, Pierre (org.). Les Lieux de memoire. Paris: Gallimard, 1984.

OLIVEIRA, Samuel Silva Rodrigues de. Associativismo de trabalhadores favelados no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte (1954-1964). Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 31, n. 65, p. 349-368, set./dez. 2018.

OLIVEIRA, Samuel Silva Rodrigues de. O movimento de favelas de Belo Horizonte. 1. ed. Rio de Janeiro: e-papers, 2010.

ORTEGA, Any Marise. As esquerdas, a questão agrária e os caminhos da revolução brasileira no “Congresso Camponês” de Belo Horizonte de 1961. 1999. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1999.

POLLACK, Michael. Memória, esquecimento e silencio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

POLLACK, Michael. Memória e Identidade social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, 1992.

PORTELI, Alessandro. O massacre de Civitella Val di Chiana (Toscana: 29 de junho de 1944). In: FERREIRA, Marieta; AMADO, Janaina. Usos e abusos da história oral. Rio de Janeiro: FGV, 2005, p. 103-130.

REGIMENTO Interno do I Congresso Nacional de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas. Belo Horizonte, 15 set. 1961. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0159.

REGIMENTO Interno do I Congresso dos Trabalhadores Favelados. Belo Horizonte, 29 mar. 1962. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0119.

REIS, Daniel Aarão. Ditadura e democracia no Brasil. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

RELATÓRIO policial sobre o I Congresso Nacional de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas. Belo Horizonte, 20 nov. 1961a. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0159.

RELATÓRIO policial sobre o I Congresso Nacional de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas. Belo Horizonte, 20 nov. 1961b. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0278

RELATÓRIO de Investigadores. Belo Horizonte, 23 nov. 1961c. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0119.

RELATÓRIO de Investigação do agente nº1896. Belo Horizonte, 14 fev. 1962. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0119.

SANTOS, Vanderlei Guilherme dos. Cidadania e justiça: a política social na ordem brasileira. Rio de Janeiro: Campus, 1979.

SOARES, Carolina Pereira, SOUZA, Françoise Jean de O. Centro Mineiro de Promoções Israel Pinheiro – MinasCentro (Processo nº 01-058164-07-10). Belo Horizonte: PBH: Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural de Belo Horizonte: Gerência de Patrimônio Histórico, 2007.

STARLING, Heloísa Maria Murgel. Os senhores das gerais: os novos inconfidentes e o Golpe de 1964. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1986.

TRANSCRIÇÃO das resoluções do I Congresso Nacional dos Lavradores e Trabalhadores Agrícolas contidas em relatório policial. Belo Horizonte, 20 nov. 1961a. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0159.

TRANSCRIÇÃO de discurso de Francisco Julião proferido durante a realização do I Congresso Nacional de Lavradores e Trabalhadores Agrícolas. Belo Horizonte, 17 nov. 1961b. Arquivo Público Mineiro. Fundo DOPS. Pasta 0159.

UNIÃO pela reforma agrária surpreendeu, Última Hora, [S.l.], p. 12, 20 nov. 1961. Hemeroteca Histórica - Biblioteca Estadual Luiz de Bessa.

Downloads

Publicado

2021-11-30

Como Citar

OLIVEIRA, S. S. R. de; CAMISASCA, M. M. O auditório da Secretaria de Saúde e Assistência Pública de Minas Gerais: lugar de memória dos trabalhadores em Belo Horizonte (1961-1964). Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 13, n. 34, p. e0302, 2021. DOI: 10.5965/2175180313342021e0302. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180313342021e0302. Acesso em: 25 jan. 2022.