O ensino da ditadura civil-militar no tempo presente pelo olhar dos professores mestres do ProfHistória

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180313332021e0103

Resumo

O texto investiga o ensino da história da ditadura civil-militar brasileira no tempo presente em 18 dissertações de mestrado defendidas por professores da educação básica entre os anos de 2014 e 2019 no Mestrado Profissional em Ensino de História – ProfHistória. A análise parte de duas premissas. A primeira enfatiza o tempo presente vivido por professores e alunos como elemento articulador das aulas de História e práticas docentes; ao mesmo tempo, sublinha o aprofundamento da reflexão sobre os imperativos políticos e éticos da escrita e do ensino da História. A partir de itens específicos das dissertações, são analisados os significados atribuídos ao ensino da história da ditadura civil-militar situando-os no contexto específico conformado pelos impactos das políticas de memórias do Estado e pelo fortalecimento da ação pública de grupos que justificam ou negam a ditadura em interação com a crise política vivida no período. Os professores produziram reflexões e proposições que defenderam a potencialidade da história escolar para desenvolver nos estudantes a capacidade de compreender a produção social e a disputa entre diferentes memórias sobre a ditadura e, também, problematizar as narrativas que a justificam ou negam. Essa potencialidade foi explorada através de atividades que acionam grande diversidade de materiais didáticos, métodos da escrita da História e a participação ativa dos alunos no processo de ensino-aprendizagem. Os professores também afirmaram as finalidades sociais da história escolar ao conceber o ensino da ditadura como mecanismo para forjar o compromisso dos estudantes com o regime democrático.

Palavras-chave: Ensino de história; ditadura civil-militar; mestrado profissional em ensino de história – ProfHistória.

Biografia do Autor

Alessandra Carvalho, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Professora do Colégio de Aplicação e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de História (ProfHistoria) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).FRJ.

Referências

ALMEIDA, Leandro Rosetti de. Museu da lembrança: história ensinada, narratividade e memória. 161 f. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional PROFHISTORIA) – Faculdade de Formação de Professores, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, São Gonçalo, 2016.

ALVES, Carlos Monteiro. Ditadura militar brasileira: memória e ensino em tempos de redemocratização. 39 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional PROFHISTORIA) – Unidade Universitária de Amambai, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Amambai, 2018.

BARBOSA, JOSÉ HUMBERTO GOMES. A Guerrilha do Araguaia: memória, esquecimento e ensino de história na região do conflito. 156 f. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional PROFHISTORIA) – Campus Universitário de Araguaína, Universidade Federal do Tocantins, Araguaína, 2016.

BARCA, Isabel. Ideias chave para a educação histórica: uma busca de (inter)identidades. História Revista, Goiânia, v. 17, n. 1, p. 37-51, jan./jun. 2012.

BAUER, Caroline Silveira. Como será o passado?: história, historiadores e a comissão nacional da verdade. Jundiaí: Paco, 2017.

BERTONI, Izabella Gomes Lopes. Arte de guerrilha e ensino de história: abordagem didática da resistência à ditadura civil-militar no Brasil a partir das obras de Cildo Meireles. 248 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional PROFHISTORIA) – Setor de Ciências Humanas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2018.

BEZERRA, Ellen Natucha Pedroza. Ensino de história e passados sensíveis: história e memória da ditadura militar nos livros didáticos do Brasil e da Argentina. 202 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional PROFHISTORIA) – Centro de Humanidades, Universidade Regional do Cariri, Crato, 2018.

CAIMI, Flávia Eloisa. Investigando os caminhos recentes da história escolar: tendências e perspectivas de ensino e pesquisa. ROCHA, Helenice et al. (org.). O ensino de história em questão: cultura histórica, usos do passado. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2015. p. 17-36.

CARNOVALE, Vera; LARRAMENDY, Alina. Enseñar la historia reciente en la escuela: problemas y aportes para su abordaje. In: CIENCIAS SOCIALES EN LA ESCUELA: criterios y propuestas para la enseñanza. Buenos Aires: Aique, 2010. p. 237-265.

FALCÃO, Osvaldo Santos. Formação em direitos humanos no ensino de história: diálogos entre a escola e uma sociedade polarizada. 96 f. 2019. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional PROFHISTORIA) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.

FARIAS, José Aírton de; OLIVEIRA, Danielle Rodrigues de. Ensino de ditadura civil-militar em tempos de “Escola Sem Partido”. Revista Eletrônica de Educação, São Carlos, v. 14, p. 1-20, jan./dez. 2020.

GENARI, Elton Rigotto. Revisionismo, memória e ensino de história da ditadura civil-militar – por uma prática politizante. 138 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional PROFHISTORIA) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2018.

GONÇALVES, Nadia Gaiofatto; MONTEIRO, Ana Maria Ferreira da Costa. Saberes e práticas docentes e ensino de história: temas, conceitos e referenciais (1970-2014). Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 33, p. 1-26, 2017.

GONZÁLEZ, Maria Paula. La última dictadura argentina en el aula: entre materiales, textos y lecturas. Revista História Hoje, São Paulo, v. 7, n. 13, p. 60-82, 2018.

GONZÁLEZ, Maria Paula. Saberes y prácticas docentes en historia: usos y lecturas del Nunca Más. Revista Escuela de Historia, Salta, v.10, n. 2, p. 1-24, jun./dez. 2011.

HACHMANN, Juliana. Imprensa64.pro.br: materiais didáticos sobre o golpe de estado de 1964 por meio da imprensa brasileira. 175 f. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Rede Nacional PROFHISTORIA) – Centro de Ciências Humanas e da Educação, Universidade Estadual de Santa Catarina, Florianópolis, 2016.

JELIN, ELIZABETH. Memoria y democracia: una relación incierta. Revista Mexicana de Ciencias Politicas y Sociales, Cidade do México, ano LIX, n. 221, p. 225-242, maio/ago. 2014.

KALLÁS, Ana Lima. O debate público de professores historiadores acerca da ditadura pós-1964 no Brasil: ensino de história, memória e usos públicos da história recente (1985 - 2015). 361 f. 2020. Tese (Doutorado em História) – Instituto de História, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2020.

LIBRENZA, Isadora Ritterbusch. Tocando na ferida: gênero e ditadura no ensino de história através da análise de testemunhos. 87 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2018.

MATTOS, Ilmar de. “Mas não somente assim!”: leitores, autores, aulas como texto e o ensino-aprendizagem de História. Revista Tempo, Niterói, v. 11, n. 2, p. 5-16, 2007.

MONTEIRO, Ana Maria Monteiro. Aulas de história: questões do/no tempo presente. Educar em Revista, Curitiba, n. 58, p. 165-182, out./dez. 2015.

MOURA, Fernanda Pereira; SALLES, Diogo da Costa. O Escola Sem Partido e o ódio aos professores que formam crianças (des)viadas. Periódicus, Salvador, n. 9, v. 1, p. 136-160, maio/out. 2018.

NAPOLITANO, Marcos. Desafios para a história nas encruzilhadas da memória: entre traumas e tabus. História: Questões & Debates, Curitiba, v. 68, n. 01, p. 18-56, jan./jun. 2020.

NICOLAZZI, Fernando. A história da ditadura contada pelo Brasil Paralelo. [S.l.]: Sul21, 2019. Disponível em: https://www.sul21.com.br/opiniaopublica/2019/03/a-historia-da-ditadura-contada-pelo-brasil-paralelo-por-fernando-nicolazzi/ Acesso em: 19 nov. 2020

NOGUEIRA, Marcia Barbosa. O ensino de história e as músicas de Chico Buarque de Holanda: da escuta à produção de sentidos históricos na Escola Estadual Engenheiro Palma Muniz, em Redenção – PA. 129 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Campus Universitário de Araguaína, Universidade Federal do Tocantins, Araguaína, 2018.

NUNES, Fernando de Lima. Para não esquecer: ensino de história e empatia histórica a partir da escrita de biografias de desaparecidos políticos da ditadura civil-militar brasileira. 225 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

OLIVEIRA, Itamar Freitas; OLIVEIRA, Margarida Maria Dias de. Desafios do mestrado profissional na reinvenção do campo do ensino de história: uma avaliação preliminar dos programas de ensino de teoria da história e de história do ensino de história. CLIO: Revista de Pesquisa Histórica. Recife, v. 38, p. 27-47, jan./jun. 2020.

PACHECO, Danilo Mateus da Silva. Tempo de lembrar: memórias da ditadura e Ensino de História do Amapá. 136 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Fundação Universidade Federal do Amapá, Macapá, 2018.

PEREIRA, Mateus Henrique de Faria. Nova direita? guerras de memória em tempos de comissão da verdade (2012-2014) Varia Historia, Belo Horizonte, v. 31, n. 57, p. 863-902, set./dez. 2015.

PIRES, Elaine Prochnow. Ideias históricas de jovens do ensino médio sobre representação das mulheres no ensino de história do Brasil: estudo de caso. 191 f. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Centro de Ciências Humanas e da Educação, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2016.

QUEIROZ, Deborah da Silva. Memória da resistência à ditadura militar brasileira: guia para utilização de filmes em sala de aula. 219 f. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Escola de História, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

QUINAN, Licia Gomes. As memórias dos jovens sobre a ditadura civil-militar e a função social do historiador/ professor. 84 f. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Instituto de História, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

RAGGIO, Sandra. Transmisión de la memoria: la experiencia en el encuentro con Otros. El largo proceso de institucionalización de la memoria en la escuela. Aletheia, La Plata, v. 7, n. 14, p. 1-12, abril 2017.

ROCHA, Helenice. A ditadura militar nas narrativas didáticas. In: ROCHA, Helenice, REZNIK, Luis e MAGALHÃES, Marcelo de Souza. Livros didáticos de história: entre políticas e narrativas. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2017. p. 245-268.

RODRIGUES, Eric Freitas. Tecnologia, inovação e ensino de história: o ensino híbrido e suas possibilidades. 97 f. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2016.

SILVA, Vinícius Ávila. Trilhas da ditadura civil-militar na cidade do Rio de Janeiro: roteiro para Educação em Direitos Humanos. 95 f. 2019. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Centro de Educação e Humanidades, Faculdade de Formação de Professores, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, São Gonçalo, 2019.

SILVA, Luiz Gabriel da. Repressão e resistência na ditadura civil-militar: construção de site temático para o ensino de história local (Curitiba – PR). 151 f. 2018. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2018.

SILVA, Daniel Pinha. O lugar do tempo presente na aula de história: limites e possibilidades. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 9, n. 20, p. 99-129, jan./abr. 2017.

SOSA, Júlio Cezar Gonçalves. Ensino de História: o olhar dos e das estudantes do nono ano, da EEEM Lilia Beves (Rio Grande, RS), sobre a ditadura civil militar. 152 f. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de História) - Instituto De Ciências Humanas e da Informação, Universidade Federal Do Rio Grande, Rio Grande, 2016.

TURIN, Rodrigo. Entre o passado disciplinar e os passados práticos: figurações do historiador na crise das humanidades. Tempo, Niterói, v. 24, n. 2, p. 186-205, maio/ago. 2018.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Como Citar

CARVALHO, A. O ensino da ditadura civil-militar no tempo presente pelo olhar dos professores mestres do ProfHistória. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 13, n. 33, p. e0103, 2021. DOI: 10.5965/2175180313332021e0103. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180313332021e0103. Acesso em: 19 set. 2021.