Resistência, revolução e democracia: o debate sobre a luta armada na esquerda brasileira (1969-1985)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180312312020e0206

Resumo

Este artigo tem como objetivo investigar os debates realizados pela esquerda brasileira a respeito da experiência da luta armada contra o regime militar instaurado em 1964. Consideramos a inserção dessa discussão desde o momento da derrota da luta armada até a consolidação do projeto de criação do Partido dos Trabalhadores (PT), em meados dos anos 1980. A conclusão geral do texto é que a esquerda armada realizou intensa discussão sobre o significado dessa experiência até a superação crítica da proposta de luta guerrilheira e a inserção no movimento mais amplo de luta pela redemocratização no país.

Palavras-chave: Esquerda armada. Ditadura Militar. História. Memória

Biografia do Autor

Jean Rodrigues Sales, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Doutor em História Contemporânea pela  Universidade da Borgonha (UB, França). Professor do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).
Nova Iguacu, RJ - BRASIL

Referências

ALA VERMELHA. Os 16 pontos. Doc. 21. APERJ, FDARF, DDI-I, nov. 1969.

ALA VERMELHA. Autocrítica (1967-1973). Doc. 18. Fundo DARF, AV, DDI-II, 1974.

ALGUNS problemas da luta armada no Brasil. Temas y Debates, Santiago, p. 3-4, n. 1, set. 1970.

ALN, MR-8. Resistência. Ano III, n. 1, nov. 1972. Edição para o Chile.

ANISTIA ampla, irrestrita, às vítimas da ditadura. A Classe Operária, São Paulo, p. 3, abr. 1978.

APRESENTAÇÃO. Debate, Paris, p. 1, n. 1, fev. 1970.

APRESENTAÇÃO do documento pela Redação de Debate. Debate, Paris, p. 1-7, n. 7, set. 1971.

ARAÚJO, Maria Paula Nascimento. Lutas democráticas contra a ditadura. In: FERREIRA, Jorge; REIS, Daniel Aarão (org.). Revolução e democracia (1964...). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007. p. 321-353.

AZEVEDO, Carlos. Jornal Movimento: uma reportagem. Belo Horizonte: Editora Manifesto, 2011.

AZEVEDO, Ricardo. Por um triz: memórias de um militante da AP. São Paulo: Plena, 2010.

A GUERRILHA chega à imprensa. Movimento, São Paulo, p. 11, n. 168, 18 set. 1978.

CARVALHO, Flávio de. Há dez anos: cerco e aniquilação do terror. Movimento, São Paulo, p. 11-13, n. 216, 26 ago. 1979.

CHAGAS, Fábio André Gonçalves das. A vanguarda popular revolucionária: dilemas e perspectivas da luta armada no Brasil (1968-1971). 2000. Dissertação (Mestrado em História) – Departamento de História, Unesp, Franca, 2000.

CHIRIO, Maud. Les trajectoires intellectuelles et politiques des exilés brésiliens pendant le regime militaire (1964-1979). Diplôme d’études approfondies (DEA), Paris, Université Paris, 2004.

COSTA, Josué; SILVA, Saturnino da; PAIVA, Alice. Balanço da luta revolucionária no Brasil. Debate, Paris, p. 17-21, n. 2, abr. 1970.

COUTINHO, Carlos Nelson. A democracia como valor universal. Encontros com a civilização brasileira. Rio de Janeiro: [s.n.], mar. 1979. n. 9. p. 33-48.

DEBATE. Movimento, São Paulo, p. 1-15, n. 235, 31 dez. 1979.

DIRCEU, José. O PT nasce da crise da esquerda. Em Tempo, p. 4, São Paulo, 18 fev. 1981.

DIRCEU, José. Zé Dirceu: memórias. São Paulo: Geração Editorial, 2018.

EDITORIAL. Temas y Debates, Santiago, p. 5, n. 10, jan./fev. 1973.

EDITORIAL. Brasil Socialista, Paris, ano I, p. 1-3, n. 1, jan. 1975.

EDITORIAL. Brasil Socialista, Paris, ano II, p. 1-2, n. 7, out. 1976.

EDITORIAL. Versus, São Paulo, p. 1, n. 21, maio/jun. 1978.

EL MODELO brasileño. Brasil Hoy, Santiago, p. 3, n. 1, set./out. 1972.

FALAM os anistiados. Movimento, São Paulo, p. 7-8, n. 218, 9 set. 1979.

FICO, Carlos. Ditadura militar brasileira: aproximações teóricas e historiográficas. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 9, n. 20, p. 05-74, jan./abr. 2017.

FINALMENTE revelada! História da guerrilha do Araguaia. MOVIMENTO. São Paulo, n. 159, p. 1, 17 de julho de 1978.

FRAÇÃO BOLCHEVIQUE. Hacer del Exilio una Campaña. Campanha, Santiago, p. 1, n. 1, 28 set. 1972.

FRAÇÃO BOLCHEVIQUE. Construir el partido obrero. Campanha, Santiago, n. 1, 28 set. 1972a.

FRAÇÃO BOLCHEVIQUE. Debate. Campanha, Paris, n. 20, 5 nov. 1974.

FREIRE, Américo. A via partidária na transição política brasileira. In: QUADRAT, Samantha Viz (org.). Não foi tempo perdido: os anos 80 em debate. Rio de Janeiro: 7 letras, 2014. p. 9-33.

GARCIA, Marco Aurélio. Como surge a esquerda armada brasileira. Em Tempo, São Paulo, 19 set. 1979.

HARNECKER, Marta. O sonho era possível: a história do Partido dos Trabalhadores narrada por seus protagonistas. São Paulo: MPLA, 1994.

KAREPOVS, Dainis (org.). Notas para uma história dos trabalhadores: contribuição à história da esquerda brasileira e outros escritos (textos selecionados de Marco Aurélio Garcia). São Paulo: IMAG; Fundação Perseu Abramo, 2019.

LA LUCHA revolucionaria de los comunistas brasileños. Brasil Hoy. Santiago, n. 2, jan./fev. 1973.

MONTENEGRO, Darlan. A esquerda brasileira contra a política: organizações guerrilheiras e renúncia à estratégia no período da luta armada. Revista Estudos Políticos, Niterói, n. 2, p. 64-80, 2011.

MORAES, João Quartim de. Introdução às teses de Debray. Debate, Paris, n. 2, abr. 1970.

MOVIMIENTO revolucionario en Brasil. Temas y Debates, Santiago, n. 6, mar./abr. 1972.

NAPOLITANO, Marcos. Recordar é viver: as dinâmicas e vicissitudes da construção da memória sobre o regime militar brasileiro. Antíteses, Londrina, v. 8, n. 15, p. 9-44, nov. 2015. Edição especial.

NEGRO, Antonio Luigi. Servir ao povo de todo o coração: mulheres militantes e mulheres operárias no ABC na década de 1970. In: SANTOS, Cecília Macdowell; TELES, Edson; TELES, Janaína de Almeida (org.). Desarquivando a ditadura: memória e justiça no Brasil. São Paulo: Aderaldo & Rothschild Editores, 2009. v. 1. p.84-109.

NOSSAS tarefas no movimento operário. Brasil Socialista, Paris, ano I, n. 1, jan. 1975.

OPERAÇÃO batina branca. Movimento, São Paulo, n. 162, 7 ago. 1978.

O PT e vanguarda. Fundo Ação Popular, São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 198-.

PEREIRA, Hamilton. Entrevista. [Entrevista cedida a] Jean Sales e Alexandre Fortes. História Oral: PT 40 anos, São Paulo, set. 2019. Disponível em: https://fpabramo.org.br/csbh/memoria-de-militancia/. Acesso em: 28 maio 2020.

PEZZONIA, Rodrigo. Revolução em DEBATE: o grupo DEBATE, o exílio e a luta armada no Brasil (1970-1974). 2011. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Departamento de Sociologia, Unicamp, Campinas, 2011.

POLLAK, Michael. Memória, esquecimento e silencio. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 3-15, 1989.

POLLAK, Michael. Memória e identidade social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, 1992.

PROGRAMA para o PS. Versus, São Paulo, n. 25, out., 1978.

PROJETO de Plataforma Política. Debate, Paris, n. 12, abr. de 1973.

REIS, Daniel Aarão. Ditadura e democracia no Brasil. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

REIS, Daniel Aarão. O Partido dos Trabalhadores: trajetória, metamorfoses, perspectivas. In: FERREIRA, Jorge; REIS, Daniel Aarão (org.). Revolução e democracia (1964...). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007. p. 503-540.

REIS, Daniel Aarão et al. Versões e ficções: o sequestro da história. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 1997.

REIS, Daniel Aarão; RIDENTI, Marcelo; MOTTA, Rodrigo Patto Sá (org.). O golpe e a ditadura militar 40 anos depois (1964-2004). Bauru: Edusc, 2004.

RESENDE, Pâmela de Almeida. Os vigilantes da ordem: a cooperação Deops-SP e SNI e a suspeição aos movimentos pela Anistia (1975-1983). Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2015.

RIBEIRO, Adriana Maria. Todo comunista tem de ir aonde o povo está: as experiências de inserção política da Ala Vermelha na Baixada Fluminense na década de 1970. 2013. Dissertação (Mestrado em História) – Departamento de História, UFRRJ, Seropédica, 2013.

RIBEIRO, Adriana Maria. Em nome da revolução: a trajetória social e política da Ala Vermelha (1967-1985). 2018. Tese (Doutorado em História) – Departamento de História, UFRRJ, Seropédica, 2018.

RIDENTI, Marcelo. Resistência e mistificação da resistência armada contra a ditadura: armadilhas para pesquisadores. In: RIDENTI, Marcelo; MOTTA, Rodrigo. Patto Sá (org.). O golpe e a ditadura militar 40 anos depois (1964-2004). Bauru: Edusc, 2004. p. 53-65.

ROLLEMBERG, Denise. Debate no exílio em busca da revolução. In: RIDENTI, Marcelo; REIS, Daniel Aarão (org.) História do marxismo no Brasil: partidos e movimentos após os anos 1960. Campinas: Editora da Unicamp, 2007. p. 291-339.

ROLLEMBERG, Denise. Esquecimento das memórias. In: MARTINS FILHO, João Roberto (org.). O Golpe de 1964 e o Regime Militar: novas perspectivas. São Carlos: EdUFSCar, 2006. p. 81-91.

ROLLEMBERG, Denise. O apoio de Cuba à luta armada no Brasil: o treinamento guerrilheiro. Rio de Janeiro: Mauad, 2001.

SADER, Eder. Quando novos personagens entraram em cena: experiências e lutas dos trabalhadores da grande São Paulo – 1970-1980. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

SALES, Jean Rodrigues. Entre a revolução e a institucionalização: uma história do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). São Paulo: Edusp, 2020.

SALEM, Helena. Os guerrilheiros de Brizola. Movimento, São Paulo, n. 218, set. 1979.

SECCO, Lincoln. História do PT. São Paulo: Ateliê Editorial, 2011.

SILVA, Helenice Rodrigues da. “Rememoração”/comemoração: as utilizações sociais da memória, São Paulo. Revista Brasileira de História [online], [S.l.], v. 22, n. 44, p. 425-438, 2002.

SILVA, Tadeu Antonio Dix. Ala Vermelha: revolução, autocrítica e repressão judicial no Estado de São Paulo (1967-1974). 2007. Tese (Doutorado em História) – Departamento de História, USP, São Paulo, 2007.

SITUAÇÃO política nacional e a luta pela democracia. Debate, Paris, n. 21, fev. 1976.

TL (Tendência Leninista). Uma autocrítica necessária. Temas y Debates, Santiago, n. 6, 1975. Suplemento.

TL (Tendência Leninista). Unidade e Luta, Santiago, n. 1, maio/jun. 1972a.

TL (Tendência Leninista). Unidade e Luta, Santiago, n. 5 e 6, jan./abr. 1973.

Leitura complementar

AGUIAR, Flávio. Imprensa alternativa: opinião, movimento e em tempo. In: MARTINS, Ana Luiza; DE LUCCA, Tânia Regina (org.). História da imprensa no Brasil. São Paulo: Contexto, 2012, p. 233-248.

ALVES, Sarkis (org.). As tendências internas do Partido dos Trabalhadores: pluralidade e democracia. Perseu: história, memória e política. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2018. p. 101-199.

ANGELO, Vitor Amorim de. Ditadura militar, esquerda armada e memória social no Brasil. 2011. Tese (Doutorado em Ciência Política) – Departamento de Ciências Sociais, UFSCAR, São Carlos, 2011.

ARAÚJO, Maria Paula Nascimento. A utopia fragmentada: as novas esquerdas no Brasil e no mundo na década de 1970. Rio de Janeiro: FGV, 2000.

ARBIX, Glauco; CUNHA, Raimundo. A respeito de uma discussão sobre tendências no PT (resposta ao texto de José Dirceu e Wladimir Pomar). São Paulo: Fundação Perseu Abramo, abr. 1986.

BOLETIM Interno da Tendência Democracia Socialista, n. 6. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, maio 1992.

CRUZ, Fábio Lucas da. Brasileiros no exílio: Argel como local estratégico para a militância política (1965-1979). 2016. Tese (Doutorado em História) – USP, São Paulo, 2016.

CRUZ, Fábio Lucas da. Frente brasileño de informaciones e campanha: os jornais de brasileiros exilados no Chile e na França (1968-1979). 2010. Dissertação (Mestrado em História) – Departamento de História, USP, São Paulo, 2010.

DIRCEU, José; POMAR, Wladimir. Algumas considerações sobre as tendências organizadas no PT. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 198-.

FARIAS, Airton de. Pavilhão sete: presos políticos da ditadura civil-militar. Fortaleza: Expressão Gráfica Editora, 2019.

FERREIRA, Marieta de Moraes; FORTES, Alexandre (org.). Muitos caminhos, uma estrela: memórias de militantes do PT. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2008.

FREDERICO, Celso. A esquerda e o movimento operário: 1964-1984. Belo Horizonte: Oficina de Livros, 1990. v. 2.

FREDERICO, Celso. A esquerda e o movimento operário: 1964-1984. Belo Horizonte: Oficina de Livros, 1991. v. 3.

FREDERICO, Celso. A esquerda e o movimento operário: 1964-1984. São Paulo: Editora Novos Rumos, 1987. v. 1.

FREIRE, Alípio; ALMADA, Izaías; PONCE, J. A. de Granville (org.). Tiradentes: um presídio da ditadura. São Paulo: Scipione, 1997.

GARCIA, Marco Aurélio. As esquerdas e a democracia. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1986.

GORENDER, Jacob. Combate nas trevas. São Paulo: Ática, 1987.

KUCINSKI, Bernardo. Jornalistas e revolucionários: nos tempos da imprensa alternativa. São Paulo: Scritta, 1991.

MARQUES, Teresa Cristina Schneider. Militância política e solidariedade transnacionais: a trajetória política dos exilados brasileiros no Chile e na França (1968-1919). 2011. Tese (Doutorado em Ciência Política) – Departamento de Ciências Sociais, UFRGS, Porto Alegre, 2011.

MARTINEZ, Paulo Henrique. O Partido dos Trabalhadores e a conquista do Estado. 1980-2005. In: RIDENTI, Marcelo; REIS, Daniel Aarão (orgs.). História do marxismo no Brasil: partidos e movimentos após os anos 1960. Campinas: Editora da Unicamp, 2007. p. 239-288.

NAPOLITANO, Marcos. No exílio, contra o isolamento: intelectuais comunistas, frentismo e questão democrática nos anos 1970. Estudos Avançados, São Paulo, v. 28, n. 80, p. 41-58, jan/abr. 2014.

REIS, Daniel Aarão. A revolução faltou ao encontro: os comunistas no Brasil. 2. ed. São Paulo: Brasiliense, 1990.

REIS, Daniel Aarão. Ditadura militar, esquerdas e sociedade. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

RIDENTI, Marcelo. Em busca do povo brasileiro: artistas da revolução, do CPC à era da tv. Rio de Janeiro: Record, 2000.

RIDENTI, Marcelo. O fantasma da revolução brasileira. São Paulo: Editora da Unesp, 1993.

ROLLEMBERG, Denise. Esquerdas revolucionárias e luta armada. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucila Neves de Almeida (org.). O Brasil republicano: o tempo da ditadura. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003. p. 43-91.

ROLLEMBERG, Denise. Exílio: entre raízes e radares. Rio de Janeiro: Record, 1999.

SALES, Jean Rodrigues (org.). Guerrilha e revolução: a luta armada contra a ditadura militar no Brasil. Rio de Janeiro: Lamparina, 2015a.

SALES, Jean Rodrigues. A luta armada contra a ditadura militar: a esquerda brasileira e a influência da Revolução Cubana. São Paulo: Perseu Abramo, 2007.

SALES, Jean Rodrigues. Guerrilha e revolução: um balanço dos estudos e debates sobre a luta armada contra a ditadura militar no Brasil. In: ZACHARIADHES, Grimaldo Carneiro (org.). 1964: 50 anos depois – a ditadura em debate. Aracaju: EDISE, 2015b. p. 171-216.

SINGER, André. O PT. São Paulo: Publifolha, 2001.

TL (Tendência Leninista). Comunicado de la Tendencia Leninista da ALN. Temas y Debates, Santiago, n. 6, mar./abr. 1972.

WEFFORT, Francisco Correia. Por que democracia? São Paulo: Brasiliense, 1984.

Downloads

Publicado

2020-12-18

Como Citar

Sales, J. R. (2020). Resistência, revolução e democracia: o debate sobre a luta armada na esquerda brasileira (1969-1985). Revista Tempo E Argumento, 12(31), e0206. https://doi.org/10.5965/2175180312312020e0206