Desequilíbrio de histórias parte I: um problema do campo das humanidades (?)

Autores

  • Marcelo Róbson Téo UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.5965/2175180310232018358

Resumo

No presente artigo, discuto alguns desdobramentos de um problema relevante no tempo presente e que integra (ou deveria integrar) a essência do ofício do historiador e de cientistas do social de forma geral. É o que venho chamando de desequilíbrio de histórias. Serão analisados alguns dos desafios que precisam ser enfrentados, referentes à produção e à circulação de histórias. O intuito é instigar o debate em torno dos compromissos da história, do historiador e das ciências humanas no combate ao desequilíbrio de histórias, explorando a intersecção entre a produção acadêmica e o mercado de produção de conteúdo. Num segundo texto, que dará continuidade a este, apresentarei algumas possibilidades de atuação diante do referido problema para além da academia, explorando as ações de uma iniciativa multidisciplinar da qual faço parte: a Retrato Ateliê de Narrativas Multimídia.

Palavras-chave: Mercado. Academia. Desequilíbrio. História. Histórias.

Biografia do Autor

Marcelo Róbson Téo, UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas

Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Graduou-se em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina, onde também cursou Licenciatura em Música. Realizou o mestrado em História na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Foi professor colaborador na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), lecionando disciplinas voltadas ao ensino de história e suas linguagens. Atualmente é pós-doutorando junto ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Campinas (UNICAMP), onde desenvolve pesquisas sobre o uso de linguagens não textuais (som, imagem, vídeo) na narrativa histórica, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa (FAPESP). Também atua em produções audiovisuais, ocupando funções ligadas ao som (som direto, desenho de som, trilha sonora), à pesquisa histórica e à roteirização.

Referências

ACHEBE, Chinua. Home and exile. New York, Oxford University Press, 2000a.

________________________. Africa: balancing stories. Fidelio, Volume 9, Number 2-3, Summer-Fall 2000b.

ADICHIE, Chimamanda G. The danger of a single story. TED X Global, julho de 2009. Disponível em https://www.ted.com/talks/chimamanda_adichie_the_danger_of_a_single_story. Último acesso em 26 de julho de 2017.

ANTONACCI, Maria A. Memórias ancoradas em corpos negros. São Paulo: Educ, 2013.

___________________________. África/Brasil- corpos, tempos e histórias silenciadas. Tempo e Argumento. Florianópolis, v.1, n.1, p.46- 67, jan/jun, 2009.

CAMPBELL, Joseph. O herói de mil faces. São Paulo: Cultrix/Pensamento, 1995.

LIEDTKA, Jeanne. A magia do design thinking. São Paulo: HSM Editora, 2015.

McCRACKEN, Grant. Chief Culture Office: como a cultura pode determinar o sucesso ou o fracasso de uma organização. São Paulo: Aleph, 2011.

PARISER, Eli. The filter bubble: what the internet is hiding from you. New York: Penguin Press, 2011.

RIES, Eric. A startup enxuta: como os empreendedores atuais utilizam a inovação contínua para criar empresas extremamente bem-sucedidas. São Paulo: Editores J, 2012.

ROSENSTONE, Robert. História em imagens, história em palavras: reflexões sobre as possibilidades de plasmar a história em imagens. Revista o Olho da História, n. 5. Salvador, 1998.

RÜSEN, Jörn. Razão histórica: teoria da história: fundamentos da ciência histórica. Brasília: Editora da UNB, 2010.

SACHS, Jeffrey. The age of sustainable development. Palestra realizada no dia 17 de novembro, no auditório da FAPESP. Disponível em http://agencia.fapesp.br/jeffrey_sachs_defende_cinco_grandes_transformacoes_lideradas_pelas_universidades/26683/. Último acesso em 23 de novembro de 2017.

SAFFO, P. Farewell Information, It's the Media Age. In: saffo.com, 2005. Disponível em http://www.saffo.com/wp-content/uploads/2012/01/essay_farewellinfo.pdf. Último acesso em 22 de outubro de 2017.

SCHITTINO, Renata. O conceito de público e o compartilhamento da História. In: MAUAD, Ana Maria; ALMEIDA, Juniele Rabelo de; SANTHIAGO, Ricardo. História Pública no Brasil: sentidos e itinerários. São Paulo: Letra e Voz, 2016.

SILVA, Giovani J. da. Ensino de História indígena. In: WITTMANN, Luisa T. Ensino d(e) história indígena. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015, p. 21-46.

TÉO, Marcelo. Desequilíbrio de histórias parte II: uma iniciativa em torno de um problema. Manuscrito (a publicar). 2018.

WANG, Tricia. The human insights missing from big data. Palestra conferida no TED Cambridge em setembro de 2016. Disponível em https://www.ted.com/talks/tricia_wang_the_human_insights_missing_from_big_data. Último acesso em 23 de novembro de 2017.

WHITE, H. Historiography and historiophoty. American Historical Review, Chicago, vol. 93 n.5 December, 1988, pp. 1193-1199.

Downloads

Publicado

2018-04-18

Como Citar

TÉO, M. R. Desequilíbrio de histórias parte I: um problema do campo das humanidades (?). Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, v. 10, n. 23, p. 358 - 380, 2018. DOI: 10.5965/2175180310232018358. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180310232018358. Acesso em: 16 out. 2021.