[1]
M. Laffin e J. Lohn, “MUDANÇAS NO CENÁRIO CONTÁBIL - NOVOS PROCEDIMENTOS: ABORDAGEM DO TESTE DE RECUPERABILIDADE DE ATIVOS”, RBC&G, vol. 2, nº 4, p. 60-73, dez. 2013.