História, Literatura e a escrita de mulheres africanas e afro-diaspóricas: uma entrevista com Ana Rita Santiago

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724622502021358

Resumo

Drª Ana Rita Santiago é professora Associada aposentada da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). Docente do Programa de Pós-Graduação Crítica Cultural, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Campus de Alagoinhas-BA. Estágio pós-doutoral na Université René Paris Descartes, Paris V, Sorbonne, Paris-França. Doutora em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Membro do GT Mulher e Literatura da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística. Foi Pró-Reitora de Extensão da UFRB e Presidente da Associação de Pesquisadores(as) Negro(a)s da Bahia. Já publicou os seguintes livros: Vozes Literárias Negras (2012); Cartografias em Construção – Algumas Escritoras de Moçambique (2019); Águas – Moradas de Memórias (2020).

Nesta entrevista, realizada no dia 27 de outubro de 2021 por videoconferência na Plataforma Zoom, a professora Ana Rita fala da importância da Literatura de mulheres nas Áfricas e no Brasil e como estas subverteram o paradigma da escrita literária no que tange à representação de mulheres e dos seus papéis na sociedade. Ana Rita ainda aborda sobre as potencialidades e desafios do diálogo entre a História e a Literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tathiana Cristina da Silva Anizio Cassiano, Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC

Doutoranda em História na Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC. Mestre em Ensino de História pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC.   

Downloads

Publicado

2021-12-22

Como Citar

CASSIANO, T. C. da S. A. História, Literatura e a escrita de mulheres africanas e afro-diaspóricas: uma entrevista com Ana Rita Santiago. PerCursos, Florianópolis, v. 22, n. 50, p. 358 - 379, 2021. DOI: 10.5965/1984724622502021358. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/percursos/article/view/21428. Acesso em: 25 jan. 2022.