A construção e ocupação da Agrovila Leonardo D’Vinci na Transamazônica, na década de 1970

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724623522022423

Palavras-chave:

agrovilas, Transamazônica, ditadura, Amazônia

Resumo

A construção da rodovia Transamazônica, em 1970, projetava a transferência de populações, sobretudo das regiões Nordeste e Sul do Brasil para os núcleos populacionais que seriam implementados em suas margens. A partir de diálogos com moradores, bem como analisando notícias em jornais de circulação nacional fica evidente que a Agrovila Leonardo D’Vinci se constituiu em um núcleo populacional cuja história traz dinâmicas sociais importantes para compreender o programa de colonização e os desafios que trouxe às vidas das pessoas que acreditaram no chamado do governo e partiram para a Amazônia. A trajetória da Agrovila traz os dilemas do programa de colonização implementado a partir da Transamazônica, que ignorou as populações locais e trouxe problemas para estas e para os migrantes que se deslocaram para a rodovia, em busca de uma vida melhor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Sérgio Costa dos Santos, Universidade Federal do Pará - UFPA

Doutorando em Geografia na Universidade Federal do Pará - UFPA. Mestre em Linguagens e Saberes da Amazônia pela Universidade Federal do Pará - UFPA.

César Martins de Souza, Universidade Federal do Pará - UFPA

Doutor em História pela Univ. Federal Fluminense - UFF. Professor do Programa de Pós-Graduação em Linguagens e Saberes da Amazônia da Universidade Federal do Pará - UFPA.

José Antônio Herrera, Universidade Federal do Pará - UFPA

Doutor em Desenvolvimento Econômico, Espaço e Meio Ambiente pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP. Professor do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Federal do Pará - UFPA.

Referências

AMAZÔNIA vive dias históricos. O Estado de São Paulo, São Paulo, p. 46, 10 out. 1970. Disponível em: http://acervo.estadao.com.br/pagina/#!/19701010-29298-nac-0046-999-46-not. Acesso em: 26 jan. 2018.

ARON, R. A era da tecnologia. Rio de Janeiro: Série Cadernos Brasileiros, 1965.

ARRANCADA para conquista o gigantesco mundo verde. Folha de São Paulo, São Paulo, 10 de outubro de 1970. Disponível em: http://almanaque.folha.uol.com.br/brasil_10out1970.htm. Acesso em: 25 jan. 2018.

BATISTA, Iane Maria Batista da. O 1o plano quinquenal de desenvolvimento da SUDAM (1967-1971) e o desflorestamento na Amazônia. Jamaxi, Rio Branco: UFAC, v. 4, n. 2, p. 69-87, 2021.

BRAGA, Michell Magno Marçal; MARTINS DE SOUZA, César. Transamazônica: terra, trabalho e sonhos. Territórios e fronteiras, Cuiabá: UFMT, v. 12, n. 1, p. 172-191, 2019.

CONTINI, Elisio. A colonização na Transamazônica: um enfoque analítico do plano governamental, seus resultados e problemas. Tese (Mestrado em Administração) − FGV-Escola Brasileira de Administração Pública, Rio de Janeiro, 1976.

CORDEIRO, Janaína Martins. Milagre, ordem e progresso: naturalização da violência e crescimento econômico em tempos de Ditadura. In: CARVALHO, Keila Auxiliadora; CORDEIRO, Janaína Martins; MARTINS DE SOUZA, César (orgs.). O país do futuro: modernidade, modernização e imaginário coletivo no Brasil Republicano. Curitiba: Prismas, Appris, 2018. p. 135-154.

FICO, Carlos. Como eles agiam: os subterrâneos da ditadura militar: espionagem e política. Rio de Janeiro: Record, 2001.

LESSIO, Thaís Lopes. Leonardo da Vinci, Pará: um olhar sobre a ocupação territorial na rodovia Transamazônica. Trabalho Final de Graduação (Graduação em Arquitetura) − Faculdade de Arquitetura e Urbanismo/ Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

LUDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 1986.

MARTINS DE SOUZA, César. Ditadura, grandes projetos e colonização no cotidiano da Transamazônica. Revista Contemporânea, Niterói: UFF, v. 1, p. 1-19, 2014. Disponível em: http://www.historia.uff.br/nec/sites/default/files/5_Ditadura_grandes_projetos_e_colonizacao_no_cotidiano_da_Transamazonica.pdf. Acesso em: 01 out. 2016.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2010.

MORAN, Emílio F.; FLEMING-MORAN, Millicent. O Surgimento de classes sociais numa sociedade planejada para ser igualitária. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, n. 69, 1-38, 1978.

PORTELLI, Alessandro. Narração, interpretação e significado nas memórias e nas fontes orais. Tempo, Niterói: UFF, n. 1, 1996. Disponível em: http://www.historia.uff.br/tempo/site/?cat=30. Acesso em: 01 out. 2016.

REGO, Renato Leão. Arquitetura e urbanismo na Transamazônica: entre o real, o imaginário e o utópico. Nova Revista Amazônica, Bragança-PA: UFPA, v. 8, n. 1, p. 45-60, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.ufpa.br/index.php/nra/article/view/8620. Acesso em: 09 ago. 2021.

SILVA, Maria Ivonete Coutinho da. Mulheres migrantes na Transamazônica: construção da ocupação e do fazer política. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) − Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais/Universidade Federal do Pará, Belém, 2008.

SKIDMORE, Thomas E. Brasil: de Castelo a Tancredo, 1964-1985. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.

SOUZA, Matilde de; ELIAS, Guilhermina; NASCIMENTO, Victor. A trajetória de uma estrada: análise de discursos de representações da rodovia Transamazônica em seus 50 anos de História. Cadernos do Ceom, Chapecó: Unochapecó, v.34, n. 55, p. 23-38, 2021. Disponível em: http://bell.unochapeco.edu.br/revistas/index.php/rcc/article/view/6363. Acesso em: 08 dez. 2021.

UMBUZEIRO, Antônio Ubirajara Bogea. Altamira e sua história. Belém: Ponto Press, 2012.

WALKER, Robert Toovery. et. al. As contradições do processo de desenvolvimento agrícola na Transamazônica. Belém: Embrapa Amazônia Oriental, 1997.

Downloads

Publicado

2022-08-31

Como Citar

SANTOS, P. S. C. dos; SOUZA, C. M. de .; HERRERA, J. A. A construção e ocupação da Agrovila Leonardo D’Vinci na Transamazônica, na década de 1970. PerCursos, Florianópolis, v. 23, n. 52, p. 423 - 443, 2022. DOI: 10.5965/1984724623522022423. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/percursos/article/view/21413. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua