A virada linguística na filosofia geográfica de Milton Santos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724623512022052

Palavras-chave:

teoria do agir comunicativo, racionalidade comunicativa, Jurgen Habermas

Resumo

A década de 1990 revela movimentos importantes no pensamento do geógrafo Milton Santos. Nesse contexto, há muitas periodizações realizadas por geógrafos e não geógrafos para a sua trajetória intelectual. Todavia, não se busca acrescentar mais uma, mas tão somente objetiva-se argumentar sobre a passagem de uma Filosofia da Consciência para uma filosofia linguística ou intersubjetiva no pensamento geográfico miltoniano. Concentra-se a análise em suas obras e artigos escritos desde 1990, e cujas ideias se encontram sedimentadas, especialmente, em A natureza do espaço: técnica, tempo, razão e emoção. Parte-se do pressuposto da sua filiação teórica com a filosofia mentalista ou subjetiva que marcou seu arcabouço teórico-metodológico até então. Verificou-se que a racionalidade comunicativa ou intersubjetiva, a linguagem como meio de entendimento entre os atores sociais e, consequentemente, o agir comunicativo foram incorporados em sua filosofia geográfica crítica. Conclui-se que Milton Santos avança na consideração da intersubjetividade linguística como dado explicativo do espaço, sem que abandone, porém, sua ancoragem na filosofia geográfica subjetiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosalvo Nobre Carneiro, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN

Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE. Professor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN.

Referências

APEL, Karl-Otto. Estudos de moral moderna. Tradução de: Benno Dischinger. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 1994.

ARAGÃO, Lúcia. Apresentação. In: HABERMAS, Jurgen. Agir comunicativo e razão destranscedentalizada. Tradução de: Lucia Aragão. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2002. p. 7-24.

CARNEIRO, Rosalvo Nobre. A produção social pública dos lugares numa perspectiva comunicativa como contraponto à produção social privada. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE AS GEOGRAFIAS DA VIOLÊNCIA E DO MEDO, 1., 2007, Recife. Anais [...]. Recife: UFPE. 2007. 1 CD-ROM.

CARNEIRO, Rosalvo Nobre. A natureza do espaço numa perspectiva comunicativa ou pública. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, Goiânia, v. 29, n. 1, p. 33-46, jan./jun. 2009. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/bgg/article/view/4959. Acesso em: 05 maio 2022.

CARNEIRO, Rosalvo Nobre. Contemporary challenges of teaching education: communicative competence and universal Geoethics principles. Terræ Didatica, Campinas, SP, v. 15, p. 1-11, e19035, 2019. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/td/article/view/8655111. Acesso em: 05 maio 2022.

CARNEIRO, Rosalvo Nobre. Aprendizagem de princípios geoéticos universais, competência comunicativa e estágios de desenvolvimento moral. Revista Brasileira de Educação em Geografia, Campinas, SP, v. 10, p. 498-519, 2020. Disponível em: http://www.revistaedugeo.com.br/ojs/index.php/revistaedugeo/article/view/792. Acesso em: 18 mar. 2021.

HABERMAS, Jürgen. Verdade e justificação: ensaios filosóficos. Tradução: Milton Camargo Mota. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

HABERMAS, Jürgen. Técnica e ciência como ideologia. Lisboa: Edições 70, 2009.

HABERMAS, Jürgen. Obras escolhidas de Jürgen Habermas, 1: fundamental linguística da sociologia. Lisboa: Edições 70, 2010.

HABERMAS, Jürgen. Teoria do agir comunicativo: racionalidade da ação e racionalização social. Tradução: Fabio Beno Siebenneicheler. São Paulo: Editora Martins Fontes, 2012. v. 1.

HONNET, Axel. Teoria crítica. In: GIDDENS, Anthony; TURNER, Jonathan (orgs.). Teoria social hoje. São Paulo: UNESP, 1999. p. 503-522.

PINTO, José Marcelino de Rezende. A teoria da ação comunicativa de Jürgen Habermas: conceitos básicos e possibilidades de aplicação à administração escolar. Paidéia, Ribeirão Preto, n. 8-9, p. 77-96, ago. 1995. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-863X1995000100007. Acesso em: 04 mar. 2022.

ROMERO, Javier. El giro lingüístico-pragmático en Jürgen Habermas: hacia una pragmática universal. Revista de Filosofía, Maracaibo, Venezuela, v. 38, n. 97, p. 125-138, 23 abr. 2021. Disponível em: https://produccioncientificaluz.org/index.php/filosofia/article/view/35944. Acesso em: 22 fev. 2022.

SANTOS, Milton. O trabalho do geógrafo no terceiro mundo. São Paulo: Hucitec, 1996.

SANTOS, Milton. Técnica, espaço, tempo: globalização e meio técnico-científico-informacional. 4 ed. São Paulo: Hucitec, 1998.

SANTOS, Milton. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2003.

SANTOS, Milton. A Natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004.

SANTOS, Milton. Da totalidade ao lugar. São Paulo: Edusp, 2005.

SANTOS, Milton; SILVEIRA, Laura. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. 6 ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

SILVA, Paulo Celso da. Geografia da comunicação: análise da produção intelectual do Dr. Milton Santos e a sua aplicação/relação com a comunicação. In: BARBOSA, Marialva; BARBOSA, Maria do Carmo Silva; SILVA, Erotilde Honório (orgs.). CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DA COMUNICAÇÃO, 35., 2012, Fortaleza. Anais [...]. São Paulo: Intercom, 2012. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2012/resumos/R7-0114-1.pdf. Acesso em: 01 abr. 2022.

TEIXEIRA JÚNIOR, Valdomiro Pinheiro. A linguagem como ponto de partida: os caminhos da filosofia após a virada linguística. COGNITIO-ESTUDOS: Revista Eletrônica de Filosofia, São Paulo: CEP/PUC-SP, v. 17, n. 2, p. 291-302, jul./dez. 2020. ISSN 1809-8428. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/cognitio/article/view/48870/0. Acesso em: 04 mar. 2022.

Downloads

Publicado

2022-05-13

Como Citar

CARNEIRO, R. N. A virada linguística na filosofia geográfica de Milton Santos. PerCursos, Florianópolis, v. 23, n. 51, p. 052 - 079, 2022. DOI: 10.5965/1984724623512022052. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/percursos/article/view/21017. Acesso em: 5 jul. 2022.