Desenvolvimento do setor elétrico no Brasil, em Santa Catarina e suas influências no processo de industrialização

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724623522022444

Palavras-chave:

energia elétrica, Brasil, Santa Catarina, industrialização

Resumo

A energia elétrica se configurou como um dos principais sustentáculos da Segunda Revolução Industrial, provocando transformações sociais, econômicas e ambientais, permitindo o desenvolvimento da indústria, a participação pontual dos países periféricos na produção internacional, a urbanização e os novos meios de transporte. Tornou-se fundamental para o desenvolvimento econômico/industrial. Diante disso, investigamos como o Brasil e o estado de Santa Catarina reagiram frente a tal realidade. Buscamos analisar o papel do setor elétrico na formação industrial/econômica catarinense, tendo como base um resgate histórico, sob a ótica da formação sócioespacial. Trata-se de uma pesquisa baseada em consultas bibliográficas, observações in loco, debates e visitas técnicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Messias Bastos, Universidade Federal de Santa Cataria – UFSC

Doutor em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo – USP. Professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Santa Cataria – UFSC.

Edson de Morais Machado, Universidade Estadual de Maringá – UEM

Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Professor da Universidade Estadual de Maringá – UEM.

Mateus Engel Voigt, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC

Mestrando em Geografia na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.

Referências

BRANCO, Catullo. Energia elétrica e capital estrangeiro no Brasil. São Paulo: Editora Alfa Omega, 1975.

CARVALHO, Joaquim Francisco de. Energia e sociedade. Estudos Avançados, São Paulo: USP, n. 28, v. 82, p. 25-39, 2014.

CORTEZ, Luís Augusto Barbosa (org.). Proálcool 40 anos universidades e empresas: 40 anos de ciência e tecnologia para o etanol brasileiro. São Paulo: Editora Blucher, 2016.

CHOLLEY, André. Observações sobre alguns pontos de vista geográficos. Boletim Geográfico, Rio de Janeiro, n. 179-180, p. 267-276, mar./jun. 1964.

ELETROBRAS TERMONUCLEAR. Quem somos. Rio de Janeiro, 2001. Disponível em: https://www.eletronuclear.gov.br/Paginas/default.aspx. Acesso em: 10 mar. 2022.

ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Boitempo, 2010.

EPE [Empresa de Pesquisa Energética] Balanço Energético Nacional (BEN) 2021: ano base 2020. [S.l.], 2021. Disponível em https://ben.epe.gov.br. Acesso em: mar. 2021.

FERREIRA FILHO, Roberto. Santa Catarina: quatro décadas de transformações estruturais. Análise Conjuntural de Santa Catarina, Florianópolis, v. 3, n. 5, p. 57-65, jan./jun. 1987.

FURTADO, Celso. Formação econômica do Brasil. 31. ed. São Paulo: Cia editora nacional, 2003.

GONÇALVES JUNIOR, Dorival. Reformas na Indústria elétrica brasileira: a disputa pelas fontes de controle dos excedentes. 2007. Tese (Doutorado em Energia) – Programa Interunidades de Pós-Graduação em Energia (PIPGE) da USP (EDUSP – PEA – IEE-IF/USP), São Paulo, 2007.

HARVEY, David. A condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1992.

IMF. International Monetary Fund. World economic outlook. [S.l.]: IMF, Out. 2016. Cap. 2

Disponível em: https://www.imf.org/en/Publications. Acesso em: 20 dez. 2020.

LENIN, Vladimir I. U. Imperialismo: fase superior do capitalismo. São Paulo: Global, 1979.

LESSA, Carlos Francisco Theodoro M. R. Quinze anos de política econômica. 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 1983.

LIMA, José Luiz; PENNA, João Camilo; CAMAZZATO, Izaltino. A trajetória do setor de energia elétrica na década de 1980. In: CENTRO DA MEMÓRIA DA ELETRICIDADE NO BRASIL. Rio de Janeiro: CMEB, 1995. p. 87-122.

LIMA, José Luiz; LOPES, Lucas; COTRIM, John R. A intervenção direta do Estado e os novos padrões de desenvolvimento do setor de energia elétrica nas décadas de 1970. In: CENTRO DA MEMÓRIA DA ELETRICIDADE NO BRASIL. Rio de Janeiro: CMEB, 1995. p. 37-85.

MAMIGONIAN, Armem. Atualidades geográficas: vida regional em Santa Catarina. Revista Orientação, São Paulo, v. 2, p.35-38, 1964.

MAMIGONIAN, Armen. Estudo geográfico das indústrias de Blumenau. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro: IBGE/CNG, n. 3, v. 27, p. 389-481, jul./set. 1965.

MAMIGONIAN, Armen. Notas sobre a indústria de eletricidade em Santa Catarina. Boletim do Departamento de Geografia, Presidente Prudente, v. 4, p.7-15, 1972-1974.

MAMIGONIAN, Armen. Ciclos econômicos e organização do espaço. São Paulo: USP, 1993. Fotocopiado.

MAMIGONIAN, Armen. A América Latina e a economia mundial: o caso brasileiro. São Paulo: USP, 1995. Fotocopiado.

MAMIGONIAN, Armen. Teorias sobre a industrialização brasileira: cadernos geográficos nº 2. Florianópolis: UFSC, 2000.

MAMIGONIAN, Armen. Santa Catarina: estudos de geografia econômica e social. Florianópolis: GCN/UFSC, 2011.

REIS, Maria José; BLOEMER, Neusa Maria Sens; NACKE, Aneliese. Empreendimentos pioneiros na produção de energia elétrica. In: SANTOS, Sílvio Coelho dos; REIS, Maria José. (orgs). Memória do setor elétrica na Região Sul. Florianópolis: Ed. UFSC, 2002. p. 31-76.

RODRIGUES, Adriano Pires; HERMANN, Jennifer. A economia brasileira e o comportamento da demanda de energia. São Paulo Energia, [São Paulo], ano VII, n. 63, p. 27-74, abr. 1990.

SANTOS, Mílton. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.

SANTOS Milton; SILVEIRA, Maria Laura. O Brasil: território e sociedade no início do século XXI. 5. ed. Rio de Janeiro: Record, 2003.

SILVA, Francisco de Assis; BASTOS, Pedro Ivo de Assis. História do Brasil: Colônia, Império e República. 2. ed. São Paulo: Ed. Moderna, 1983.

OLIVEIRA, Amaury Porto de O. Nos porões da crise da energia (os comentários de Rotterdam). Florianópolis: UFSC/CFH/NUPPe/IIRangel, 2015.

RANGEL, Ignacio. Ignácio Rangel: obras reunidas. Rio de Janeiro: Ed. Contraponto, 2005. v. I-II.

ROCHA, Humberto da; PASE, Hemerson; LOCATELLI, Carlos. Políticas públicas e hidrelétricas no Sul do Brasil. Pelotas: Editora Ufpel, 2014.

REIS, Maria José; BLOEMER, Neusa Maria Sens. Energia elétrica na região Sul no contexto da privatização. In: SANTOS, Sílvio Coelho dos; REIS, Maria José. (orgs). Memória do setor elétrico na Região Sul. Florianópolis: Editora da UFSC, 2002. p. 212-216.

REIS, Maria José; BLOEMER, Neusa M. Sens; NACKE, Anelise. Empreendimentos pioneiros na produção de energia elétrica. In: SANTOS, Sílvio Coelho dos; REIS, Maria José (orgs). Memória do setor elétrico na Região Sul. Florianópolis: Ed. da UFSC, 2002. p. 31-76.

RAULINO, Ivo. Demanda de energia na indústria catarinense. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Programa de Pós Graduação em Geografia, UFSC, Florianópolis, 1997.

ROSTOW, Walt Whitman. The world economy: history and prospect. Austin: University of Texas Press, 1978.

SCHUMPETER, Joseph. Business cycles: a theoretical, historical, and statistical analysis of the capitalist process. New York: McGraw-Hill Book Company, 1939.

TOLMASQUIM, Mauricio. As origens da crise energética brasileira. Ambiente & Sociedade, São Paulo, n. 6-7, p. 179-183, 2000.

VISENTINI, Paulo G. Fagundes. História mundial contemporânea (1776-1991): da independência dos Estados Unidos ao colapso da União Soviética. 2. ed. atual. Brasília: FUNAG, 2010.

Downloads

Publicado

2022-08-31

Como Citar

BASTOS, J. M.; MACHADO, E. de M. .; VOIGT, M. E. Desenvolvimento do setor elétrico no Brasil, em Santa Catarina e suas influências no processo de industrialização. PerCursos, Florianópolis, v. 23, n. 52, p. 444 - 471, 2022. DOI: 10.5965/1984724623522022444. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/percursos/article/view/20606. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua