Covid-19: memórias e acervos em construção

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724622492021252

Palavras-chave:

memória, acervos, Covid-19

Resumo

Em meio aos confrontos entre aqueles que se negam a adotar práticas de isolamento social e os que respeitam as recomendações das instituições científicas no contexto da Covid-19, há uma série de iniciativas que buscam registrar a produção de narrativas de memórias sobre experiências proporcionadas pela pandemia. A partir de projetos desenvolvidos por instituições públicas e privadas, cujas abordagens variam entre as dimensões individuais e coletivas, selecionamos iniciativas para aprofundar os debates sobre direito à memória, acesso aos acervos como prática democrática e construção plural de representações sobre o presente tensionado por incertezas, traumas e esperanças.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hilário Figueiredo Pereira Filho, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN

Doutor em História pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – Unirio. Historiador do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN e Professor do Mestrado Profissional do IPHAN.

Luana Xavier Ottoline, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - Unirio

Licenciada em História pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – Unirio. Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ.

Referências

ARAÚJO, Maria Paula Nascimento; SANTOS, Myrian Sepúlveda dos. História, memória e esquecimento: implicações políticas. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, n. 79, p. 95-111, 2007.

ARTIÈRES, Philippe. Monumentos de papel: a propósito de novos usos sociais dos arquivos. In: SALOMON, Marlon (org.). Saber dos arquivos. Goiânia: Edições Ricochete, 2011. p. 99-110.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2011.

BERNARDES, Ieda Pimenta. Gestão documental aplicada. São Paulo: Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2008. Disponível em: http://www.arquivoestado.sp.gov.br/site/assets/publicacao/anexo/gestao_documental_aplicada.pdf. Acesso em: 23 jun. 2021.

BOURDIEU, Pierre. O campo científico. In: ORTIZ, Renato (org.). Pierre Bourdieu: sociologia. São Paulo: Ática, 1983.

COOK, Terry. O passado é prólogo: uma história das ideias arquivísticas desde 1898 e a futura mudança de paradigma. In:

HEYMANN, Luciana; NEDEL, Letícia (orgs.). Pensar os arquivos: uma antologia. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2018. p. 17-82.

DE ALMEIDA, Juniele; ROVAI, Marta Gouveia. História pública: entre as “políticas públicas” e os “públicos da história”. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 27., Natal. Anais [...]. Natal: ANPUH, 2013. p. 1-10.

DOS SANTOS, Myrian Sepúlveda. Memória coletiva, trauma e cultura: um debate. Revista USP, São Paulo, n. 98, p. 51-68, 2013.

DURANTI, Luciana. Registros documentais contemporâneos como provas de ação. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 7, n. 13, p. 19-67, 1994.

EYERMAN, Ron. Cultural Trauma: Slavery and the Formation of African American Identity. In: ALEXANDER, Jeffrey.;

EYERMAN, Ron; GIESEN, Bernhard; SMELSER, Neil; SZTOMPKA, Piotr. Cultural trauma and collective identity. Berkeley: University of California Press, 2004. p. 60-111.

HEYMANN, Luciana. O lugar do arquivo: a construção do legado de Darcy Ribeiro. Rio de Janeiro: Contra Capa: Faperj, 2012.

KAPLAN, Elisabeth. Muitos caminhos para verdades parciais: arquivos, antropologia e o poder da representação. In: HEYMANN, Luciana; NEDEL, Letícia. (orgs.). Pensar os arquivos: uma antologia. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2018. p. 177-192.

KETELAAR, Eric. (Des)construir o arquivo. In: HEYMANN, Luciana; NEDEL, Letícia. (orgs.). Pensar os arquivos: uma antologia. Rio de Janeiro: FGV Editora, 2018. p. 193-206.

KEATING, Joshua. Covid-19 is the first truly global event. Slate, Washington, 5 may. 2020. Disponível em: https://slate.com/news-and-politics/2020/05/covid-19-global-event-pandemic.html. Acesso em: 20 nov. 2020.

LISSOVSKY, Maurício. Quatro + uma dimensões do arquivo. In: MATTAR, Eliana (org.). Acesso à informação e política de arquivos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2004. p. 47-63.

MARINO, Ian; SILVEIRA, Pedro; NICODEMO, Thiago. Arquivo, memória e Big Data: uma proposta a partir da Covid-19. Cadernos do Tempo Presente, São Cristóvão, v. 11, n. 01, p. 90-103, 2020.

MBEMBE, Achille. Necropolítica: biopoder, soberania, estado de exceção, política da morte. São Paulo: N-1 Edições, 2016.

MIZIARA, Rosana. Experienciar museus: um olhar sobre o Museu da Pessoa. Revista do Centro de Pesquisa e Formação, São Paulo, n. 2, p. 232-248, 2016.

NORA, Pierre. Memória: da liberdade à tirania. Revista Musas, Brasília, v. 2, n. 4, p. 6-10, 2009.

OPAS. Organização Pan-Americana da Saúde. Entenda a infodemia e a desinformação na luta contra a Covid-19. Página Informativa n. 5 da Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS: Organização Mundial da Saúde – OMS. [S.l.]: OPAS, 2020. Disponível em: https://iris.paho.org/bitstream/handle/10665.2/52054/FactsheetInfodemic_por.pdf?sequeseq=14. Acesso em: 20 nov. 2020.

PINCHEVSKI, Amit. Archive, media, trauma. In: MEYERS, Oren; NEIGER, Motti; ZANDBERG, Eyal (ed.). On media memory. Londres: Palgrave Macmillan, 2011, p. 253-264.

RICOEUR, Paul. A memória, a história e o esquecimento. Campinas: Editora da Unicamp, 2010.

ROQUE, Ricardo. A circulação de histórias e coleções nos impérios coloniais. Poderes, saberes, instituições. In: JERÓNIMO, Miguel Bandeira (org.). O Império colonial em questão (Sécs. XIX-XX). Lisboa: Edições 70, 2013. p. 455-485.

SACRAMENTO, Igor. A era da testemunha: uma história do presente. Revista Brasileira de História da Mídia, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 125-140, 2018.

SALOMON, Marlon. A danação do arquivo: ensaio sobre a história e a arte das políticas culturais. In: SALOMON, Marlon (org.). Saber dos arquivos. Goiânia: Edições Ricochete, 2011. p. 29-42.

SCHWARCZ, Lilia. Quando acaba o Século XX. São Paulo: Companhia das Letras, 2020.

SOB Pressão. Intérpretes: Chico Buarque e Gilberto Gil. Compositores: Chico Buarque e Gilberto Gil. [S.l.: s.n], 2020. 1 vídeo. (4 min.). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=M3l55HTBVPs. Acesso em: 12 ago. 2021.

SOUSA SANTOS, Boaventura. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: Almedina, 2020.

TODOROV, Tzvetan; SALAZAR, Miguel. Los abusos de la memoria. Barcelona: Paidós, 2000.

WIEVIORKA, Annette. L’ère du témoin. Paris: HachetteLittératures, 1998.

Downloads

Publicado

2021-09-10

Como Citar

PEREIRA FILHO, H. F.; OTTOLINE, L. X. Covid-19: memórias e acervos em construção. PerCursos, Florianópolis, v. 22, n. 49, p. 252 - 276, 2021. DOI: 10.5965/1984724622492021252. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/percursos/article/view/19990. Acesso em: 30 nov. 2021.