Histórias compartilhadas: propostas universitárias de construção de conhecimentos decolonizados

Autores

  • Cláudia Mortari Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Luisa Tombini Wittmann Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724619392018154

Resumo

Nos últimos anos, tem-se ampliado no Brasil as atividades universitárias em torno dos campos dos estudos africanos e indígenas, o que tem contribuído para a visibilização de diversas experiências destes sujeitos históricos. Este alargamento deve ser atribuído, entre outras questões, à promulgação das leis federais 10.639/2003 e 11.645/2008, que instauraram a obrigatoriedade do ensino de história e cultura africana, afro-brasileira e indígena nas escolas brasileiras. Constata-se, no entanto, a permanência de uma concepção eurocêntrica/colonial sobre o mundo que resulta no epistemicídio, ou seja, na invisibilidade e exclusão de saberes e histórias das Áfricas e Américas. Embora avanços tenham ocorrido, ainda é necessário o questionamento do saber epistêmico ocidental/colonial e a valorização das teorias e epistemologias do sul que pensam com e a partir de corpos e lugares étnico-raciais/sexuais subalternizados. Nesse sentido, o objetivo deste artigo é refletir sobre experiências que estão em busca da construção de epistemologias outras, inserindo como exemplo atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas no âmbito do Laboratório de Estudos Pós-coloniais e Decoloniais – AYA (UDESC/FAED). São as questões teóricas colocadas pelos estudos pós-coloniais e decoloniais que fundamentam as ações voltadas à produção de um conhecimento comprometido com a interpretação decolonizada acerca das histórias das sociedades africanas e indígenas.

 

Palavras-chave: História. África. Indígenas. Estudo e Ensino.

 

Biografia do Autor

Cláudia Mortari, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Tem experiência na área de História, atuando principalmente nos seguintes temas: história da África, diáspora africana, ensino de história e cultura africana e afro-brasileira, estudos pós-coloniais e decoloniais.

Luisa Tombini Wittmann, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Doutora em História pela Universidade Estadual de Campinas (2011). Licenciada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Catarina (2000), bacharel em História pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2002) e mestre em História pela Universidade Estadual de Campinas (2005). Atualmente é professora do curso de História e Pós-Graduação em História da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Tem experiência na área de História, atuando principalmente nos seguintes temas: História Indígena, Ensino de História, Missões Jesuíticas, Laklãnõ-Xokleng. 

Downloads

Publicado

2018-06-14

Como Citar

Mortari, C., & Wittmann, L. T. (2018). Histórias compartilhadas: propostas universitárias de construção de conhecimentos decolonizados. PerCursos, 19(39), 154 - 176. https://doi.org/10.5965/1984724619392018154