Democracia colapsada e alternativas às utopias do capitalismo pandêmico

Autores

  • Raquel Requena Rachid Universidade de São Paulo - USP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724621472020031

Resumo

Sendo a democracia do capitalismo limitada em sua extensão para a manutenção do sistema que oprime e rompe com o metabolismo do planeta, alternativas sistêmicas devem ser necessariamente anticapitalistas. A partir da experiência de acirramento do capitalismo durante a pandemia de Covid-19, mediada pelo aumento da digitalização e pela tecnologia a serviço de outras formas de exploração, importa reiterar seu caráter distópico – confrontando-o com sua natureza expropriatória. Conformada às entranhas do capitalismo, a tecnologia não proverá outro resultado senão sua reprodução, pois que concebida para operar dentro da racionalidade tecnológica desse sistema nutridor do pensamento unidimensional. Em face desse cenário, o Confederalismo Democrático de Rojava guarda potencialidade para um projeto ecossocialista contra-hegemônico de questionamento às bases do sistema por meio de participação popular e ecologia. Considerando que o ecossocialismo associa a crítica marxista do capital e a alternativa socialista com a crítica ecológica do produtivismo, trata-se de modelo de combate à raiz das agruras do sistema econômico vigente.

Palavras-chave: Capitalismo. Distopias. Democracias Populares.

Biografia do Autor

Raquel Requena Rachid , Universidade de São Paulo - USP

Doutoranda em Mudança Social e Participação Política pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo - USP. Pesquisadora da Rede de Pesquisa Solidária - RPS e do Laboratório de Políticas Públicas e Internet – LAPIN.

Referências

ADORNO, Theodor. Capitalismo tardio ou sociedade industrial? In: COHN, Gabriel (org.). Theodor W. Adorno: sociologia. São Paulo: Ática, 1986.

ANDREJEVIC, Mark; SELWYN, Neil. The new transparency: smartphones, data tracking, and COVID-19. Monash University, [Melbourne], 2020. Disponível em: https://lens.monash.edu/2020/03/09/1379796/the-new-transparency-smartphones-data-tracking-and-covid-19. Acesso em: 11 jan. 2021.

APPLE, Michael W. Para além da lógica do mercado: compreendendo e opondo-se ao neoliberalismo. Rio de Janeiro: GP&A Editora, 2005.

AYBOGA, Asya; FLACH, Anja; KNAPP, Michael. Revolution in Rojava: democratic autonomy and women's liberation in Syrian Kurdistan. Londres: Pluto Press, 2016.

BAUMAN, Zygmunt. A ética é possível num mundo de consumidores? Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2011.

BESANCENOT, Olivier; LÖWY, Michael. Afinidades revolucionárias: nossas estrelas vermelhas e negras: por uma solidariedade entre marxistas e libertários. São Paulo: Editora Unesp, 2015.

BRASIL. Medida Provisória n.º 937, de 2 de abril de 2020. Abre crédito extraordinário, em favor do Ministério da Cidadania, no valor de R$ 98.200.000.000,00, para os fins que especifica. Brasília: Presidência da República, 2020a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/Mpv/mpv937.htm. Acesso em: 11 jan. 2021.

BRASIL. Medida Provisória n.º 927, de 22 de março de 2020. Dispõe sobre as medidas trabalhistas para enfrentamento do estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo nº 6, de 20 de março de 2020, e da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus (covid-19), e dá outras providências. Brasília: Presidência da República, 2020b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2019-2022/2020/Mpv/mpv927.htm. Acesso em: 11 jan. 2021.

BRUCATO, Ben. Policing made visible: mobile technologies and the importance of point of view. Surveillance & Society, [North Carolina], v. 13, n. 3-4, p. 455-473, 2015. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/3e9e/271aa505fc6952764ec29447c384202f24f2.pdf. Acesso em: 11 jan. 2021.

BOOKCHIN, Murray. Municipalismo libertário. Biblioteca Anarquista, [S.l.], 2019. Disponível em: https://bibliotecaanarquista.org/library/murray-bookchin-municipalismo-libertario. Acesso em: 11 jan. 2021.

CASTELO, Graziela; VIEIRA, Priscila; PICANÇO, Monise (org.). A fome persiste nas comunidades ao lado do aumento de novas dimensões da violência: a descrença das decisões de flexibilização do distanciamento físico dificulta a contenção da pandemia. Rede de Pesquisa Solidária, [São Paulo], n. 17, 2020. Disponível em: https://redepesquisasolidaria.org/wp-content/uploads/2020/07/boletimpps_17_24julho.pdf. Acesso em: 11 jan. 2021.

CASSANO, Jay. Police body camera company, Axon, is vacuuming in data, stoking privacy concerns. International Business Times, [S.l.], 16 ago. 2017. Disponível em: https://www.ibtimes.com/political-capital/police-body-camera-company-axon-vacuuming-data-stoking-privacy-concerns-2579107. Acesso em: 11 jan. 2021.

COMUNA. Executivo da IV Internacional. IV Internacional sobre a pandemia Covid-19: Construamos a transição para o ecossocialismo agora! Comuna IV Internacional, [S.l.], 2020. Disponível em https://www.comunapsol.org/single-post/2020/04/17/Construamos-a-transi%C3%A7%C3%A3o-para-o-ecossocialismo-agora. Acesso em: 11 jan. 2021.

CRARY, Jonathan. 24/7 capitalismo tardio e os fins do sono. São Paulo: Editora Ubu, 2016.

DIAS, Tatiana. Vigiar e Lucrar. Nós identificamos dois clientes dos dados de localização ‘anônimos’ vendidos pela Vivo. The Intercept, [Rio de Janeiro], 2020. Disponível em: https://theintercept.com/2020/04/13/vivo-venda-localizacao-anonima/. Acesso em: 11 jan. 2021.

DUFOUR, Dany-Robert. A arte de reduzir as cabeças: sobre a nova servidão na sociedade ultraliberal. Rio de Janeiro: Companhia de Freud, 2005.

DUPAS, Gilberto. O Mito do progresso ou progresso como ideologia. São Paulo: Editora Unesp, 2012.

EGRET, Elisa; ANDERSON, Tom. Struggles for autonomy in Kurdistan & corporate complicity in the repression of social movements in Rojava & Bakur. London: Corporate Watch, 2016.

ESPINOSA, Elise Boyle; RONAN, Adam. Education in Rojava: propagation of the Democratic Nation ideology and its implications for governance in Northern Syria. Dissertation (Master of Science in Global Development) – University of Copenhagen, Copenhagen. 2019.

ESTEVE, Esther Vivas. O negócio da comida: quem controla nossa alimentação. São Paulo: Editora Expressão Popular, 2017.

FOSTER, John Bellamy. Marx's theory of metabolic rift: classical foundations for environmental sociology. American Journal of Sociology, [Chicago], v. 105, n. 2, p. 366-405, 1999.

FREIRE, Paulo; SHOR, Ira. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

GROS, Frédéric. Desobedecer. São Paulo: Ubu Editora, 2017.

GUIMARÃES JÚNIOR, Djalma Silva et al. Efeitos da pandemia do COVID-19 na transformação digital de pequenos negócios. Revista de Engenharia e Pesquisa Aplicada, Recife, v.5, n. 4, p. 1-10, 2020.

HAIDER, Asad. Mistaken identity. Londres: Verso, 2018.

HAMILTON, Isobel Asher. Outrage over police brutality has finally convinced Amazon, Microsoft, and IBM to rule out selling facial recognition tech to law enforcement: here's what's going on. Business Insider, [New York], 2020. Disponível em: https://www.businessinsider.com/amazon-microsoft-ibm-halt-selling-facial-recognition-to-police-2020-6#ibm-1. Acesso em: 11 jan. 2021.

KONDER, Leandro. Introdução ao Fascismo. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

LACEY, Hugh. Is science value free?: values and scientific understanding. London: Routledge, 1999.

LAVITS - Rede Latino-Americana De Estudos Sobre Vigilância, Tecnologia E Sociedade. No tempo da catástrofe, capitalismo de vigilância avança sobre a educação no Brasil. [S.l.], 2020. Disponível em: http://lavits.org/no-tempo-da-catastrofe-capitalismo-de-vigilancia-avanca-sobre-a-educacao-no-brasil/?lang=pt. Acesso em: 11 jan. 2021.

LEITE, Rubens José; BECHHAUSER, Elisa; BROETTO, Valeriana. Crise ecológica e coronavírus: o repensar para a ecologização do direito. [Florianópolis], 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/340680979_CRISE_ECOLOGICA_E_CORONAVIRUS_O_REPENSAR_PARA_A_ECOLOGIZACAO_DO_DIREITO. Acesso em: 11 jan. 2021.

LÖWY, Michael. O que é ecossocialismo? São Paulo: Editora Cortez, 2014.

LÖWY, Michael. Ecossocialismo e planejamento democrático. Crítica Marxista, Campinas, n. 28, p. 35-50, 2009. Disponível em: https://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/artigo164Artigo3.pdf. Acesso em: 11 jan. 2021.

MARCUSE, Herbert. A ideologia da sociedade industrial. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1973.

MARCUSE, Herbert. Tecnologia, guerra e fascismo. Londres: Taylor & Francis e-Library, 2004.

MASCARO, Alysson Leandro. Estado e forma política. Rio de Janeiro: Editora Boitempo, 2013.

MOROSOV, Evgeny. Big tech: a ascensão dos dados e a morte da política. São Paulo: Ubu Editora, 2018.

OLIVEIRA, Francisco de et al. O ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003.

PETHERICK, Anna; GOLDZMIDT, Rafael; KIRA, Beatriz; BARBERIA, Lorena. As medidas governamentais adotadas em resposta ao COVID-19 no Brasil atendem aos critérios da OMS para flexibilização de restrições? Universidade de Oxford, [S.l.], 2020. Disponível em: https://www.bsg.ox.ac.uk/sites/default/files/2020-06/BSG-WP-2020-033-PT.pdf. Acesso em: 11 jan. 2021.

QUERIDO, Fabio Mascaro. Michael Lowy: marxismo e crítica da modernidade. São Paulo: Editora Boitempo, 2016.

ROSO, Jayme Vita. Anorexia da ética e outros escritos. Belo Horizonte: Armazém de Ideias, 2004.

SABIO, De Oso. Rojava: Una alternativa al imperialismo, nacionalismo e islamismo en el Medio Oriente. [S.l.: s.n], 2016.

SERRES, Michel. A Guerra Mundial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011.

SHARMA, Tanusree; BASHIR, Masooda. Use of apps in the COVID-19 response and the loss of privacy protection. Nat Med, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1038/s41591-020-0928-y. Acesso em: 11 jan. 2021.

UCHÔA, Karina. Burnout e assédio moral continuam em tempos de pandemia. Veja Saúde, [São Paulo], 2020. Disponível em: https://saude.abril.com.br/blog/com-a-palavra/burnout-e-assedio-moral-continuam-em-tempos-de-pandemia/. Acesso em: 11 jan. 2021.

UOL - Universo Online. Marcos Pontes diz que órgãos de pesquisa devem sofrer cortes no ano que vem. São Paulo, 2020. Disponível em: https://educacao.uol.com.br/noticias/2020/08/17/marcos-pontes-cortes-pesquisas.htm. Acesso em: 11 jan. 2021.

VIANA, Nildo. Sobre a relação capitalismo-pandemia. A Terra é redonda, [S.l.], 2020. Disponível em: https://aterraeredonda.com.br/sobre-a-relacao-capitalismo-pandemia/. Acesso em: 11 jan. 2021.

WOOD, Ellen Meiksins. Democracy against capitalism: renewing historical materialism. Cambridge: Cambridge University Press, 1995.

Downloads

Publicado

2021-01-28

Como Citar

Requena Rachid , R. (2021). Democracia colapsada e alternativas às utopias do capitalismo pandêmico. PerCursos, 21(47), 031 - 056. https://doi.org/10.5965/1984724621472020031