Submissão da agricultura à indústria, colapso ambiental e multifuncionalidade da agricultura no contexto brasileiro

Autores

  • Gabriela Maria Leme Trivellato Universidade de São Paulo - USP
  • Luciana Maria de Lima Leme Universidade de São Paulo – USP
  • Ademir de Lucas Universidade de São Paulo - USP

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984724621472020227

Resumo

A industrialização da agricultura brasileira, iniciada na década de 1970, teve como externalidades negativas o esvaziamento populacional, degradação do solo, aumento das emissões de carbono, migração em massa para os centros urbanos, marginalização social. A partir da década de 1990, no contexto internacional das discussões sobre desenvolvimento sustentável, surge o conceito de multifuncionalidade da agricultura (MFA). Pautado na defesa de que a agricultura tem funções tais como a fixação das pessoas nos territórios, preservação e manutenção dos serviços ecossistêmicos e ordenação do equilíbrio social, acreditamos que este conceito favorece a discussão em prol de novos paradigmas produtivos mais sustentáveis.

Palavras-chave: Economia agrícola – Produção – Brasil. Desenvolvimento sustentável.

Biografia do Autor

Gabriela Maria Leme Trivellato, Universidade de São Paulo - USP

Mestranda em Ciências PPG Interunidades em Ecologia Aplicada ESALQ/CENA  na Universidade de São Paulo - USP.

Luciana Maria de Lima Leme, Universidade de São Paulo – USP

Doutoranda em Ciências PPG Interunidades em Ecologia Aplicada ESALQ/CENA na Universidade de São Paulo – USP.

Ademir de Lucas, Universidade de São Paulo - USP

Doutor em Epidemiologia Experimental Aplicada às Zoonoses pela Universidade de São Paulo - USP. Técnico Especializado de Nível Superior Especialista em Extensão Rural e Organização de Produtores da Universidade de São Paulo - USP.

Referências

ADAMS, Cristina; MUNARI, Lucia Chamlian Munari; VAN VLIET, Nathalie; MURRIETA, Rui Sergio Sereni; PIPERATA, Barbara Ann; FUTEMMA, Celia; PEDROSO JR., Nelson Novaes; TAQUEDA, Carolina Santos; CREVELARO, Mirella Abrahão; SPRESSOLA-PRADO, Vânia Luísa. Diversifying Communities Incomes and Losing Landscape Complexity in Quilombola Shifting Cultivation Communities on the Atlantic Rainforest (Brazil). Human Ecology, Columbus, v. 41, n. 1, p.119-137, 2013.

ANDRADE, Horasa Maria Lima da Silva; ANDRADE, Luciano Pires de; TELINO JR., Wallace Rodrigues; MUNIZ, Lauana Souza; NORONHA, Cartiele Rosale Borges de; LYRA-NEVES, Rachel Maria de. Conhecimento e interações dos agricultores do semiárido pernambucano em relação à avifauna local. In: Encontro da Rede de Estudos Rurais “Desigualdade, exclusão e conflitos nos espaços rurais”, 6., 2014, Campinas SP, Brasil. Anais Eletrônicos... Campinas:

UNICAMP. 2014. 10p. Disponível em: https://docplayer.com.br/14158040-Gt-06-alternativas-agricolas-discursos-de-justificacao-e-de-contraposicao-ao-produtivismo.html. Acesso em: 24 out. 2020.

ARRUDA, Rinaldo. " Populações tradicionais" e a proteção dos recursos naturais em unidades de conservação. Ambiente & sociedade, Campinas, n. 5, p. 79-92, 1999.

BIELSCHOWSKY, Ricardo. Emerência do professor Antonio Barros de Castro. Revista de Economia Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 15, n. 2, p. 362-369, 2011.

BUAINAIN, Antônio Márcio; ALVES, Eliseu; SILVEIRA; José Maria da; NAVARRO, Zender. Sete teses dobre o mundo rural brasileiro. Revista de política agrícola, Brasília, v. 22, n. 2, p. 105-121, 2013.

CARNEIRO, Maria José; MALUF, Renato Sérgio. Para além da produção: multifuncionalidade e agricultura familiar. Rio de Janeiro: Mauad, 2003. 230p.

CASTORIADIS, Cornelius. Encruzilhadas do labirinto II: os domínios do homem. São Paulo: Paz e Terra, 1987.

CASTRO, Antonio de Barros. Sete ensaios sobre a economia brasileira. São Paulo, Rio de Janeiro: Editora Forense, 1969. v. 1, 191 p.

CAZELLA, Ademir Antonio; ROUX, Bernard. Agribusiness em questão: a emergência da agricultura multifuncional. Estudos sociedade e agricultura, Rio de Janeiro, v. 13, n. 10, p. 46-69, 1999.

DEJOURS, Christophe. A sublimação, entre sofrimento e prazer no trabalho. Revista Portuguesa de Psicanálise, Lisboa, v. 33, n. 2, p. 9-28, 2013.

DOROW, Reney; STERN, Ivonete Lenir; ULLER-GÓMEZ, Cíntia. Da reinterpretação de sistemas tradicionais de uso da terra à construção social de mercados com os agricultores familiares da roça de toco de Biguaçu-SC. Novos Cadernos NAEA, Belém, v. 18, n. 1, 2015.

DUMONT, Louis. Homo aequalis. Paris: Gallimard, 1977.

DUMONT, Louis. Homo hierarchicus. Paris: Gallimard. 1966.

DUMONT, Louis. On the comparative understandins of non-modern civilizations. [S.n.]: Daedalus, 1975.

DUMONT, Louis. Religion, politics and society in the individualist universe. In: PROCEEDINGS OF THE ROYAL ANTHROPOLOGICAL INSTITUTE. Londres: [S.l], 1971. p. 31-41.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

FERNANDES, Bernardo Mançano; WELCH, Clifford Andrew; GONÇALVES, Elienai Constantino. Debates sobre políticas fundiárias e usos da terra no Brasil. São Paulo: Cultura Acadêmica:

UNESCO, 2014. 112p.

FERREIRA, Angela Duarte Damasceno. Processos e sentidos sociais do rural na contemporaneidade: indagações sobre algumas especificidades brasileiras. Estudos sociedade e agricultura, Rio de Janeiro: CPDA: UFRRJ, n.18, p. 28-46, 2002.

FIORI, José Luís. Para repensar o papel do Estado sem ser um neoliberal. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 12, n. 1, p. 76-90, jan./mar. 1992.

FRANCO ALVES, Arilde; MALAGODI, Edgard Afoinso. Multifuncionalidade da Agricultura: retórica ou ferramenta de análise do Desenvolvimento Rural? REVISTA ALASRU Análisis Latinoamericano del Medio Rural, Nueva Época, n. 9, p. 117-137, 2014.

FRANK, Andre Gunder. Capitalism and underdevelopment in Latin America: Historical Studies of Chile and Brazil. New York: Monthly Review Press, 1967.

GUDYNAS, Eduardo. Locomotoras, bolsas, pies y senderos: imagenes del extractivismo. Revista Quehacer, Lima, n. 187, p. 106-118, jul./set. 2012.

GUDYNAS, Eduardo. Locomotoras, bolsas, pies y senderos: imagenes del extractivismo. Revista Quehacer, n. 187, p. 106-118, 2012.

INTA. Análisis de la cadena de la soja en la Argentina. Estudios Socioeconómicos de los Sistemas Agroalimentarios y Agroindustriales Nª 3. Buenos Aíres: Ediciones de INTA. 2009.

KURZ, Robert. O colapso da modernização: da derrocada do socialismo de caserna à crise da economia mundial. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.

LE GOFF, Jacques et al. Memória e história. Enciclopédia Einaudi. Tomo I. Lisboa: Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1984. v. 1, p. 260-293.

LEITE, Sérgio Pereira. Estado, padrão de desenvolvimento e agricultura: o caso brasileiro. Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro, v. 13, n. 2, p. 280-332, 2005.

MANDEL, Ernest. A Formação do Pensamento Econômico de Karl Marx. Rio de Janeiro: Zahar, 1968. 211p.

MARQUES, Paulo Eduardo Moruzzi; DE GASPARI, Luciane; ALMEIDA, Bruna. Organização de Controle Social (OCS) e engajamento agroecológico das famílias do assentamento Milton Santos no estado de São Paulo. Estudos Sociedade e Agricultura, p. 545-560, 2017.

MARTINS, Luciano. A crise do nacional-desenvolvimentismo. Folha de S. Paulo, São Paulo, p. 1-3, 29 dez. 1991.

MEA. Millennium Ecosystem Assessment. Ecosystem and human well-being: biodiversity synthesis. In: WORLD RESOURCES INSTITUTE. Washington: [S.l.] 2005a. 86p.

MEA. Millennium Ecosystem Assessment. Ecosystems and human well-being: synthesis. Washington: Island Press, 2005b. 137p.

MEDEIROS, Leonilde Servolo de. Sem Terra, “Assentados”, “Agricultores familiares”: considerações sobre os conflitos sociais e as formas de organização dos trabalhadores rurais brasileiros. In.: GIARRACCA, Norma. (Comp.) |Una nueva ruralidad en América Latina? Buenos Aires: CLACSO, p. 103-128, 2001.

MELLOR, Jobn W. O planejamento do desenvolvimento agrícola. Rio de Janeiro: O Cruzeiro, 1967.

MORMONT, Marc. A la recherche des spécificités rurales. In: JOLLIVET, Marcel. (org.) Vers un rural postindustriel; rural et environnement dans huit pays européens. Paris: L’Harmattan, 1997.

MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo; DE LUCAS, Ademir; TRIVELLATO, Gabriela Maria Leme. O Papel da Extensão Universitária no apoio à Agricultura Familiar no município de São Pedro/SP. Rev. Cult. Ext. USP, São Paulo, v. 18, p. 13-23 nov, 2017.

MORUZZI MARQUES, Paulo Eduardo de; LACERDA, Tatiana Ferreira Nobre de. Agricultura orgânica, representação territorial e reprodução social da agricultura familiar: os agricultores ecologistas da serra geral em Santa Catarina. Ruris, Campinas, v. 2, n. 2, p. 137-158, set. 2008.

MÜLLER, Geraldo. Agricultura e industrialização do campo no Brasil. Revista de economia política, São Paulo, v. 2, n. 6, p. 47-77, 1982.

PETRAS, James. El capitalismo extractivo y las diferencias em el bando latino-americano progresista. Rebelión, Madrid, 8 maio 2012. Disponível em: http://www.rebelion.org/noticia.php?id=149207. Acesso em: 19 dez. 2019.

PORTELLA FILHO, Petrônio. Ajustamento na América Latina: crítica ao modelo de Washington. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 205-233, 1994.

RODRIGUES, José de Arimatéia. O papel da agricultura no processo de desenvolvimento econômico e as políticas governamentais para o setor agrícola. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 12, n. 3, p. 9-37, 1978.

ROUX, Bernard; FOURNEL, Estelle. Multifuncionalidade e emprego nos estabelecimentos rurais franceses: um estudo nas zonas montanhosas de LanguedocRoussillon. In: CARNEIRO, Maria José; MALUF, Renato Sérgio. Para além da produção: multifuncionalidade e agricultura familiar. Rio de Janeiro: Mauad, 2003. p. 169-199.

TORUNSKY, Flavia. Justificativas em torno das Comunidades que Sustentam a Agricultura: um estudo de caso da CSA São Carlos/SP. Dissertação (Mestrado em Ecologia Aplicada) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Centro de Energia Nuclear na Agricultura. Piracicaba, 2019, 2137p.

TRIVELLATO, Gabriela Maria Leme; DOS SANTOS, Mayara Araújo. O Papel dos Seres Humanos na Manutenção dos Ecossistemas. Revista Relicário, v. 6, n. 11, p. 104-116, 2019.

VÁSQUEZ CARDONA, David. La agroecología confrontando al agronegocio. Bases para latransformación de las relaciones sociales de producciónenel campo. REVISTA ALASRU - Análisis Latinoamericano del Medio Rural, Nueva Época, n. 9, p. 139-163, 2014.

Downloads

Publicado

2021-01-28

Como Citar

Maria Leme Trivellato, G., Maria de Lima Leme, L., & de Lucas, A. (2021). Submissão da agricultura à indústria, colapso ambiental e multifuncionalidade da agricultura no contexto brasileiro. PerCursos, 21(47), 227 - 249. https://doi.org/10.5965/1984724621472020227

Edição

Seção

Artigos Demanda Contínua