Os estudos sobre a história da música em Santa Catarina: um panorama da produção acadêmica à luz da musicologia

Autores

  • Tiago Pereira FURB - Universidade de Blumenau

DOI:

https://doi.org/10.5965/2525530405032020534

Resumo

De caráter bibliográfico, com o intuito de compreender a escrita da história da música em Santa Catarina, realiza-se um mapeamento das pesquisas defendidas sobre esse tema, junto aos programas de Pós-Graduação no Brasil. Os trabalhos são problematizados a partir de enfoques específicos, como a perspectiva institucional, biográfica e voltada à descrição de gêneros e movimentos musicais catarinenses. As pesquisas de cunho científico contribuem para a superação de uma literatura musical parcial e exaltativa. Nota-se uma predominância de trabalhos voltados à capital do estado, dentre pesquisas histórico-musicológicas ou de natureza etnográfica, com um gradativo processo de descentralização. Pode-se dizer, por fim, que todos os trabalhos mapeados trazem importantes contribuições para a escrita e para o entendimento da cultura musical catarinense do passado e do presente.

Biografia do Autor

Tiago Pereira, FURB - Universidade de Blumenau

Professor da Universidade de Blumenau - FURB. Possui mestrado em Música - Musicologia/Etnomusicologia pela Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC (2014) e graduação em Música - Licenciatura pela Universidade de Blumenau, FURB (2012). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Música, atuando nos seguintes temas: ensino de música, musicologia histórica e história da música em Santa Catarina, dedicando-se, enquanto pesquisador, ao estudo da música nas antigas colônias estrangeiras do Vale do Itajaí catarinense a partir da sua inter-relação com as matrizes sociocultural e urbana. Atualmente cursa o Doutorado em Música pela Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, na linha de pesquisa Teoria e História.

Referências

BATISTA, Andrey Garcia. Frei Bernardino Bortolotti (1896-1966) e a cena musical em Lages: uma contribuição para a historiografia da música na serra catarinense. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

BERNARDI, Paulo. Canção do Imigrante Italiano: sua leitura a partir de uma localidade rural catarinense (1996 - 1999). Tese de Doutorado em História. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2003.

BESSA, Virgínia de Almeida. A cena musical paulistana: teatro musicado e canção popular na cidade de São Paulo (1914-1943). Tese de Doutorado em História. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2012.

BEZERRA, Frederico Freire de Lima Neibert. O samba-enredo em Florianópolis: perspectivas históricas e práticas composicional entre membros da “protegidos da princesa”. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2010.

BOURDIEU, Pierre. A ilusão biográfica. In: FERREIRA, M.M. & AMADO, J. (coord.) Usos & abusos da história oral. Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getulio Vargas, 1996 [1986], p. 183-191.

CABRAL, Oswaldo. A música em Santa Catarina no século XIX. Florianópolis: Instituito Histórico e Geográfico de Santa Catarina, 1951.

CARTER, Tim. The sound of silence: models for an urban musicology. Urban History, v. 29. 2002. p. 8-18.

CASTAGNA, Paulo. "Descoberta e restauração": problemas atuais na relação entre pesquisadores e acervos musicais no Brasil. In: SIMPÓSIO LATINOAMERICANO DE MUSICOLOGIA, I, 1997, Curitiba. Anais. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1998.

_________________. Avanços e perspectivas na musicologia histórica brasileira. Revista do Conservatório de Música da UFPel, Pelotas, n.1, 2008. p.32-57.

COELHO, João Marcos Neves. A atuação das bandas em Araranguá nas décadas de 1920 e 1930. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Música - Licenciatura) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2015.

CONTIER, Arnaldo Daraya. Música no Brasil: História e Interdisciplinaridade: Algumas Interpretações. Revista Brasileira de História, XVI Reunião da ANPUH, Rio de Janeiro, 1991.

COOK, Nicholas. Agora somos todos (etno)musicólogos. In.: Ictus – Periódico do PPGMUS UFBA. vol.7, 2006. p. 7-32.

CÓRDOVA, Maria Cristina Neves. Terno, o canto dos reis de Sambaqui - uma etnografia de uma performance musical. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 1991.

CORREA, Wellinton Carlos. “Vou Andar por Aí: o balanço, a música e a bossa de Luiz Henrique Rosa. Florianópolis, SC, 2015. 247 f. Dissertação (Mestrado em História – Área: História do Tempo Presente). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade do Estado de Santa Catarina.

COTTA, André Guerra. O Palimpsesto de Aristarco: considerações sobre plágio, originalidade e informação na musicologia histórica brasileira. In.: Perspectivas em ciência da informação, v. 4, nº 2. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1999.

DEBIASI, Paulowik Pizzolatti. Banda Estrela do Oriente: “O início, o fim e o meio”. 2008. 108 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Música) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2008.

EBERHARDT. Rosenete Marlene. A memória do patrimônio musical de Joinville: uma abordagem sócio-histórica e cultural das composições de 1900 a 1950. Dissertação de Mestrado em Patrimônio Cultural e Sociedade. Universidade da Região de Joinville, Joinville, 2012.

FERREIRA, Júlio Córdoba Pires Ferreira. Reflexões sobre o choro enquanto gênero e musicalidade e sua presença em Florianópolis/SC. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2009.

FRECCIA, Gustavo Weiss. A Programação no Theatro Santa Izabel e o gosto musical em Desterro no final do Império. 2008. 64 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Música). Departamento de Música/Centro de Artes, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

GONÇALVES, Pedro Loch. Músicos em Desterro na segunda metade do séc. XIX. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Música - Licenciatura) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2012.

GRUEZMACHER, Augusto. A banda Lyra da Aurora: aspectos da história da música em Jaraguá do Sul (SC) nas décadas de 1950 a 1970. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Música - Violoncelo) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2017.

GUTJAHR, Simone. Atuação de músicos em associações religiosas de Desterro nos períodos colonial e imperial. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

________________. A música em Desterro (Florianópolis) nos períodos colonial e imperial. Florianópolis: [s.n.], 2018.

HOFFMANN, Kaio Domingues. Música, mito e parentesco: uma etnografia xokleng. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

HOLLER, Marcos Tadeu. A música na imprensa em Desterro no séc. XIX. In: XVII CONGRESSO DA ANPPOM, São Paulo, 2007. Anais. São Paulo: Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista, 2007.

____________________. Fontes sobre a história da música em Desterro. DAPesquisa, v. 3, nº. 1, ano 5, ago/2007-jul/2008, Centro de Artes, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

HOOPER, Giles. The Discourse of Musicology. Londres: Ashgate, 2006.

IKEDA, Alberto. Musicologia ou Musicografia? Algumas reflexões sobre a pesquisa em música. In: I Simpósio Latinoamericano de Musicologia, Curitiba, 1998. Anais. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1998. p. 63-68.

JACQUES, Tatyana de Alencar. Comunidade Rock e bandas independentes de Florianópolis: uma etnografia sobre socialidade e concepções musicais. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2007.

KERMAN, Joseph. Musicologia. São Paulo: Martins Fontes, 1987.

LIVRAMENTO, Natália dos Santos. O violão no samba: um estudo etnográfico em Florianópolis. Dissertação de Mestrado – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2017.

LUCAS, Maria Elizabeth. Perspectivas da Pesquisa Musicológica na América Latina: o caso brasileiro. In: SIMPÓSIO LATINO-AMERICANO DE MUSICOLOGIA, I, 1997, Curitiba. Anais. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, pp. 69-74, 1998.

MACEDO, Lisandra Barbosa. Ginga, Catarina! Manifestações do samba em Florianópolis na década de 1930. Dissertação de Mestrado em História. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2011.

MARCON, Fernanda. Música de festival: Uma etnografia da produção de música nativista Sapecada da Canção Nativa em Lages – SC. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2009.

MARÍN, Miguel Ángel. Contar la historia desde la periferia: Música y ciudad desde la musicologia urbana. Neuma: Revista de Música y Docencia Musical. Talca, Chile, year 7, v. 2, 2014. pp.10-30.

MEZZALIRA, José Claudio. Manoel José de Mello e Virgílio José Godinho: Dois Compositores de Lages – Estudo a Partir de Fontes do Museu Thiago de Castro. 2014. 99 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Música) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2014.

MINOZZO, Maurício. Espaços de apresentações musicais no início do século XX em Florianópolis: Uma pesquisa histórico-musicológica por meio de periódicos. 2014. 43 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Música) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2014.

MOHR, Denise. Orquestra de Câmara São Bento do Sul, seu público e seu papel para o município. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

MORAES, José Geraldo Vinci de. Metrópole em Sinfonia: História, cultura e música popular na São Paulo dos anos 30. São Paulo: Estação Liberdade, 2000.

___________________________. História e música: canção popular e conhecimento histórico. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 20, nº 39, 2000b. p. 203-221.

MOTA, Rodrigo de Souza. Rock dos anos 1980, prefixo 48: um crime perfeito? Dissertação de Mestrado em História. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2009.

NEUMANN, Ricardo. A cena musical alternativa norte-nordeste catarinense entre 1990 e 2010: das ruas aos espaços virtuais. Florianópolis, 219 f. Tese de Doutorado (Pós-Graduação em História). Universidade Federal de Santa Catarina, 2017.

OLIVEIRA, Márcia Ramos de. Lupcínio Rodrigues: a cidade, a música, os amigos. 248p. Dissertação de Mestrado em História – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1995.

OLIVEIRA, Carlos Eduardo Pereira. Cabe rock nessa ilha? Formação da cena de rock em Florianópolis (1980- 1989). Dissertação (Mestrado) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências Humanas e da Educação, Programa de Pós-Graduação em História, Florianópolis, 2018.

ONDRUSEK, Cláudia Bonaldo. A recepção de ópera em Florianópolis. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2011.

PAMPLONA, Otildes Costa Furtado. O carnaval em Desterro na segunda metade do século XIX através da atuação da imprensa e das sociedades carnavalescas. 2011. 78 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Música) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música/Centro de Artes, Florianópolis, 2011.

PEREIRA, Tiago. Pela escuta de Heinz Geyer na “cidade ressoante”: Música e Campanha

de Nacionalização no cotidiano urbano de Blumenau – SC (1921-1945). Dissertação

(Mestrado – Musicologia/Etnomusicologia) – Universidade do Estado de Santa

Catarina, Florianópolis, 2014.

PIEDADE, Acácio Tadeu de Camargo. Algumas questões da pesquisa em etnomusicologia. In.: FREIRE, Vanda Bellard (org.). Horizontes da pesquisa em música. Rio de Janeiro: 7Letras, 2010. 172 p.: il.

PIRES, Débora Costa. Atuação das sociedades musicais e bandas civis e militares em Desterro durante o Império. 2008. 48 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Música). Departamento de Música/ Centro de Artes, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

__________________. Narciso e Eco: os periódicos como reflexos e ecos da vida musical em Desterro durante o Império. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina em Música. Florianópolis, 2012.

POLASTRE, Claudia Aparecida. A música na cidade de São Paulo, 1765-1822. 255p. Tese de Doutorado em História Social – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

ROSA, Dyane da Silva. A canção em Desterro no século XIX. 2010. 88 p. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Música) – Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música, Florianópolis, 2010.

ROSA, Hélio Teixeira da. Dicionário da música em Santa Catarina. Florianópolis: Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, 2002.

ROSSBACH, Roberto Fabiano. As sociedades de canto da região de Blumenau no início da colonização alemã (1863-1937). Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2008.

_________________________. Catalogação sistemática e descritiva de obras e fontes musicais no Brasil: O catálogo temático de Heinz Geyer (1897-1982). Tese de Doutorado em Música. Universidade Estadual Paulista. São Paulo, 2020.

SANTHIAS, Paulo Roberto. Zzzzriguidum! Consulado: o choque do samba em Florianópolis (memórias e histórias de uma Escola de Samba encravada na cidade – 1976 a 2000). Dissertação de Mestrado em História. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2010.

SANTOLIN, Roberta Faraco. O piano em Desterro no Século XIX. 2009. 75 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Música: Piano) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2009.

SANTOS, Scheyla Tizatto. Nas Manhãs do Sul do Mundo: Música e cidade na produção do grupo Expresso Rural (1980-2012). Dissertação (Mestrado em História – Área: História do Tempo Presente). Programa de Pós-Graduação em História, Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, SC, 2013.

SCOZ, Tatiane Melissa, “Blumenau também é a cidade do rap”: pensando “espaço” a partir dos rappers em Blumenau. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

SCHNEIDER, Alexandre da Silva. Sociedade Musical Amor à Arte: um estudo histórico sobre a atuação de uma banda em Florianópolis na Primeira República. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

SEZERINO, Glauber Aquiles. Brasil Caboclo: música e cotidiano na população cabocla em movimento. Dissertação de Mestrado em Sociologia. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2007

SILVA, Áurea Demaria. No balanço da “mais querida”: música, socialização e cultura negra na Escola de Samba Embaixada Copa Lord – Florianópolis (SC). Dissertação de Mestrado em Música. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. São Paulo, 2006.

SILVA, Rodrigo Moreira da. “Ratoeira não me prende, que eu não tenho quem me solta”: música de tradição oral e identidade cultural no litoral de Santa Catarina. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2009.

SILVA, Marcelo da. Ué gaúcho, em Floripa tem samba? Uma antropologia do samba e do choro na Grande Florianópolis ontem e hoje. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012.

SOUZA, Ângela Maria de. O movimento do rap em Florianópolis: a ilha da magia só da ponte pra lá. Dissertação de Mestrado em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 1998.

______________________. A caminhada é longa... E o chão tá liso: o movimento hip hop em Florianópolis e Lisboa Tese de Doutorado em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2009.

SOUZA, Marcel Oliveira de. A voz do progresso: música e modernização nas ondas da rádio clube de Lages – SC. Dissertação de Mestrado em Música – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2012.

SOUZA, Marco Antonio Ferreira de. Entre a cantoria e a nossa barulheira: Florianópolis nas canções do Grupo Engenho e da banda Dazaranha (1980-2004). 2014. 148 f. Dissertação (Mestrado em História). Programa de Pós-graduação em História, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

SPESSATTO, Luiz Fernando. Maestro Alfredo Sigwalt (1915-1994) e a sociedade de cultura artística de Joaçaba e Herval D’Oeste (SCAJHO): contribuições para a história cultural de Joaçaba – SC nas décadas de 1950 a 1970. Dissertação de Mestrado – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2017.

SPROGIS, Voldis. Voluntários da música – um estudo histórico sobre a atuação da Banda de Música do Corpo de Bombeiros Voluntários e se papel em Joinville de 1967 a 1974. Dissertação de Mestrado – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2015.

TÉO, Marcelo Robson. A vitrola nostálgica: música e constituição cultural em Florianópolis (1930-1949). Dissertação de Mestrado em História. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2005.

__________________. A vitrola nostálgica: música e constituição cultural (Florianópolis, décadas de 1930 e 1940). Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2007.

THEISS, Sérgio Luís. Uma cidade que (en)canta: aspectos e tensões na cultura musical de Blumenau – 1937-1945. Trabalho de conclusão de curso. Bacharelado em História. Universidade Regional de Blumenau. Blumenau, 2009.

ULLER, Andrei Jan Hoffmann. A música ítalo-trentina nos municípios de Nova Trento, Rio dos Cedros e Rodeio: algumas considerações sobre a história e a atualidade desta manifestação. 2008. 80 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Música) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2008.

VIEIRA, Natacha Kamila. Sebastião Bousfield e o movimento musical em Florianópolis nas décadas de 1930 e 1940. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Música - Violino e Viola) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Departamento de Música / Centro de Artes, Florianópolis, 2013.

WERLING, Camila. A música como representação dos movimentos germânicos e não-germânicos em Blumenau nas décadas de 1970 e 1980. Dissertação de Mestrado – Musicologia/Etnomusicologia. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2016.

Downloads

Publicado

2020-12-16

Como Citar

Pereira, T. (2020). Os estudos sobre a história da música em Santa Catarina: um panorama da produção acadêmica à luz da musicologia. Orfeu, 5(3). https://doi.org/10.5965/2525530405032020534