[1]
O. Gabrieli, “O Teatro do XPTO: poesia, buscas e inquietações”, Móin-Móin, vol. 2, nº 04, p. 225-242, abr. 2018.