Decolonizando o Currículo? transformação, emoções e posicionamento docente: urgência que cruza caminhos, geografias e posicionalidades

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/25944630812024e4998

Palavras-chave:

decolonialidade, currículo, urgência

Resumo

Esse artigo é a transcrição oral da mesa encerramento intitulada Decolonizando o Currículo? Transformação, Emoções e Posicionamento Docente, do 18º Colóquio de Moda, na Universidade de Fortaleza, UNIFOR, Brasil, no dia 23 de setembro, sábado, às dez da manhã. A mesa foi composta pelos designers-pesquisadores Douglas Santos e Letícia Vieira, formados pela Universidade Federal do Ceará, e Professora Sarah Cheang, que compartilhou em sua apresentação texto escrito com a Professora Shehnaz Suterwalla, do Royal College of Art, Londres, Reino Unido. A apresentação da conferência foi traduzida previamente por Mi Medrado, que também mediou a conferência.

Moda, na Universidade de Fortaleza, UNIFOR, Brasil, intitulada "Decolonizando o
Currículo? Transformação, Emoções e Posicionamento Docente", que ocorreu em
um dia ensolarado de um sábado em setembro às dez da manhã. A mesa foi
composta pela conferencista XXXXX que trouxe para apresentação o texto escrito
em parceria com XXXX, e dialogou com os jovens pesquisadores formados pela
XXXX e com falas mediadas e texto traduzido pela XXXX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Douglas dos Santos, Universidade Federal do Ceará

Designer e pesquisador do campo da Moda, Docência e Arte, graduado pela Universidade Federal do Ceará. Consultor de estilo e artista multilinguagem faz costuras entre o cotidiano brasileiro e a cultura negra diaspórica por meio de contos, figurinos e performances. Integrante do grupo de estudos e pesquisa "Colonização e Ensino do Design no Brasil" Universidade Federal do Ceará.

Letícia Vieira, Universidade Federal do Ceará

Designer de Moda, paulistana cis preta, graduada pela Universidade Federal do Ceará. Pesquisadora e empreendedora fundou o Ateliê Letícia Vieira. Desenvolve de moldes digitais para marcas de moda e roupas sob medida. Integrante do grupo de estudos e pesquisa "Colonização e Ensino do Design no Brasil" da Universidade Federal do Ceará cleardot.gif

Mi Medrado, Universidade Federal da Bahia

Antropóloga, editora e pesquisadora-ativista de moda decolonial. Doutoranda em Antropologia na Universidade Federal da Bahia, investiga estética, raça e poder entre Brasil e Angola. Pesquisadora-Fundadora do grupo de estudos Moda e Decolonialidade Encruzilhadas no Sul Global - CoMoDE. Editora-chefe e curadora no Research Collective for Decoloniality and Fashion - RCDF. Integrante do grupo de estudos e pesquisa "Colonização e Ensino do Design no Brasil" Universidade Federal do Ceará.

 

Sarah Cheang, Royal College of Art

Chefe do Programa de História do Design do Royal College of Art, Londres. Investigadora de moda transnacional do Leste Asiático, etnia, cultura material e o corpo do século XIX até os dias atuais. Membra-Fundadora do Research Collective for Decoloniality and Fashion - RCDF e OPEN Research.

Shehnaz Suterwalla, Royal College of Art

Escritora, crítica e curadora. Tutora Sênior (Pesquisa) no Royal College of Art, Londres, onde lidera o The Urgency of the Arts unit in the School of Arts and Humanities. Preocupa-se com a práxis decolonial e seus interesses estão relacionados a arte, a escrita literária, em particular à escrita artística a partir do conceito decolonial aestheSis

Referências

CHEANG, S. RABINE, L. SANDHU, A. International Journal of Fashion Studies, Volume 9, Issue Decolonizing Fashion as Process, Oct 2022, p. 247 - 255

CHEANG, S., DE GREEF, E. and TAKAGI, Y. Rethinking Fashion Globalization, London: Bloomsbury, 2021

DUSSEL, E., COOPER, Thia. Politics of Liberation: A Critical World History. London: SMC Press. 2016

HOOKS, Bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. Tradução: Marcelo Brandão Cipolla.

LANDER, Edgardo et al. (Ed.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais: perspectivas latino-americanas. CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales= Conselho Latino-americano de Ciências Sociais, 2005.

MIGNOLO, Walter; WALSH, Catherine. On Decoloniality. Concepts, Analytics, Praxis. Durham: Duke University Press, 2018

MIGNOLO, W. VAZQUEZ, R. Decolonial AestheSis: Colonial Wounds/Decolonial Healings. Social Text Online. 2013. Fevereiro, 4. 2024 https://socialtextjournal.org/periscope_article/decolonial-aesthesis-colonial-woundsdecolonial-healings/

SACRISTÁN, José Gimeno. Saberes e incertezas sobre o currículo. Penso Editora, 2013.

SANTOS, Heloisa Helena de Oliveira. Uma análise teórico-política decolonial sobre o conceito de moda e seus usos. Modapalavra e-periódico, v. 13, n. 28, p. 164-190, 2020.

PRECIOSA, Rosane. Produção estética: notas sobre roupas, sujeitos e modos. Editora Anhembi Morumbi, 2005.

Downloads

Publicado

2024-03-21

Como Citar

DOS SANTOS, Douglas; VIEIRA, Letícia; MEDRADO, Mi; CHEANG, Sarah; SUTERWALLA, Shehnaz. Decolonizando o Currículo? transformação, emoções e posicionamento docente: urgência que cruza caminhos, geografias e posicionalidades. Revista de Ensino em Artes, Moda e Design, Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 1–20, 2024. DOI: 10.5965/25944630812024e4998. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/ensinarmode/article/view/24998. Acesso em: 25 maio. 2024.