Universidade, formação docente e Educação Básica: diálogos curriculares sobre a educação étnico-racial

Autores

  • Maria Helena Tomaz
  • André Vinicio Bialeski Vieira
  • Janine Soares R. Moraes

Resumo

O processo de atualização da Proposta Curricular do Estado de Santa Catarina/PCSC resgatou identidades plurais na discussão sobre o currículo escolar considerando as demandas dos crescentes movimentos sociais e as Diretrizes Curriculares Nacionais para educação e direitos humanos: a educação para as relações de gênero; a educação para a diversidade sexual; a educação e prevenção; a educação ambiental formal; a educação das relações étnico-raciais; e as modalidades de ensino: a educação especial; a educação escolar indígena; a educação do campo e a educação escolar quilombola. Mais especificamente, em relação à educação das relações étnico-raciais, essa política curricular foi regulada pelas Leis nº 10.639/2003 e nº 11.645/2008, que torna obrigatório o ensino de conteúdos de matriz afro-brasileira, africana e indígena nos currículos das escolas. A partir desse contexto, o trabalho aborda questões teórico-metodológicas sobre o currículo, ações de extensão e formação continuada desenvolvidas pela Universidade do Estado de Santa Catarina, materializadas pelo Núcleo de Estudos Afro Brasileiros. No contexto da prática, as considerações do trabalho destacam a importância dos diálogos curriculares entre a Universidade, a PCSC e contexto da Educação Básica, a partir de parcerias instituídas com a Escola de Educação Básica Júlio da Costa Neves, da rede estadual de ensino.

Downloads

Publicado

2020-03-24