A escola e seus objetos: reflexões sobre cultura material escolar

Autores

  • Ana Paula de Souza Kinchescki Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
  • Gustavo Rugoni de Sousa Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Resumo

O objetivo desta comunicação é o de chamar atenção para a importância de analisar os objetos e as relações em seu entorno a partir de uma perspectiva histórica, levando em consideração três elementos que têm contribuído para a construção de nossas pesquisas: a noção de cultura material escolar, o entendimento da escola como mercado e as “modernidades abandonadas” na instituição escolar. Compreende-se aqui que os objetos escolares são artefatos tecnológicos produzidos socialmente e que carregam marcas do seu tempo. Perceber os artefatos que compõem a escola auxilia a identificar projetos atribuídos a essa instituição e, para tanto, conforme nos ensina Agustín Escolano Benito (2012) a noção de cultura material escolar tem sido uma ferramenta essencial por permitir avançar na problematização dos múltiplos significados que os objetos podem possuir no cotidiano escolar, seus diferentes usos e desusos, levando em consideração também as relações estabelecidas para sua idealização, fabricação e comercialização.

Biografia do Autor

Ana Paula de Souza Kinchescki, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado de Santa Catarina (PPGE/UDESC). Linha de Pesquisa: História e Historiografia da Educação. Mestre pelo mesmo programa. Professora dos Anos Iniciais da Prefeitura Municipal de Florianópolis.

Gustavo Rugoni de Sousa, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC

Doutorando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Estado de Santa Catarina (PPGE/UDESC). Linha de Pesquisa: História e Historiografia da Educação. Mestre pelo mesmo programa. Professor dos Anos Iniciais da Prefeitura Municipal de Florianópolis.

Referências

BRAILOVSKY, Daniel. Objetos que hablan: Revisión de los sentidos de la escuela a partir de su cultura material. In: BRAILOVSKY, Daniel (Coord.). Sentidos perdidos de la experiencia escolar: Angustia, desazón, reflexiones. Buenos Aires: Centro de Publicaciones Educativas y Material Didático, 2008.

ESCOLANO BENITO, Agustín. Las materialidades de la escuela (a modo de prefacio). In: GASPAR da SILVA, Vera Lucia; PETRY, Marilia Gabriela (Orgs.) Objetos da Escola: espaços e lugares de constituição de uma cultura material escolar (Santa Catarina – Séculos XIX e XX). Florianópolis: Insular, 2012. p. 11-18.

LAWN, Martin. Uma pedagogia para o público: o lugar de objetos, observação, produção mecânica e armários-museus. Tradução: David Antonio da Costa; Gustavo Rugoni de Sousa. Revista Linhas, Florianópolis, v. 14, n. 26, jan.jun. 2013, p. 222 – 243. Disponível em: <http://www.periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1 984723814262013222>. Acesso em: 25 set. 2017.

VIDAL, Diana Gonçalves; GASPAR da SILVA, Vera Lucia. Por uma história sensorial da escola e da escolarização. Revista Linhas, Florianópolis, v. 11, n. 2, jul./dez. 2010, p. 29-45. Disponível em: http://www.revistas.udesc.br/index.php/linhas/article/view/2127. Acesso em: 25 set. 2017.

Downloads

Publicado

2017-12-21