Tarefas envolvendo Geometria: análise de um livro de matemática indicado em Projetos Pedagógicos de Cursos de Matemática Licenciatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2357724X08162020052

Palavras-chave:

Registros de Representação Semiótica, Representação figural, Apreensões

Resumo

Este texto objetiva analisar o livro de matemática mais indicado nas bibliografias de componentes curriculares voltadas ao ensino e aprendizagem de cursos de Matemática Licenciatura do Brasil, quanto a Geometria Espacial (GE). Para tanto, recorreu-se a teoria dos Registros de Representação Semiótica, em particular, a necessidade de mobilizar e coordenar registros figurais e da língua natural na atividade cognitiva exigida pela Geometria. Foram consideradas as transformações cognitivas e as apreensões de uma figura para analisar os conceitos/conteúdos, tipo de tarefas e recursos didáticos propostos no livro. Optou-se por uma abordagem qualitativa, de cunho documental, seguindo pressupostos da Análise de Conteúdo. Os resultados apontam que a coordenação de registros figurais e língua natural é considerada na apresentação dos conceitos/conteúdos de GE, principalmente, na demonstração de teoremas. Contudo, nas 104 atividades propostas o registro figural é exposto no enunciado de apenas 8 e na resolução de 42, o que representa menos de 50% do total de atividades. As atividades que apresentam registro figural requerem conversão de representações, com ênfase à conversão da língua natural para a numérica, tendo o registro figural como intermediário. Em 74% dessas atividades são exigidas articulações entre as apreensões, mas em função do tipo de tarefa sobressaem-se as apreensões discursiva e operatória. Não foram identificadas sugestões para uso de recursos didáticos (materiais manipuláveis e/ou digitais), o que pode limitar a aprendizagem em Geometria, visto que esses recursos auxiliam na mobilização e articulação das diferentes apreensões, proporcionando modificar a figura de forma rápida, bem como observá-la em diferentes posições.

Biografia do Autor

Dienifer da Luz Ferner, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria - RS

Mestra em Educação Matemática pela Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria - RS

Filiação institucional atual: Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria - RS

Maria Arlita da Silveira Soares, Universidade Federal do Pampa, Caçapava do Sul - RS

Doutora em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí - RS

Filiação institucional atual: Universidade Federal do Pampa, Caçapava do Sul - RS

 

Rita de Cássia Pistóia Mariani, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria - RS

Doutora em Educação Matemática pela Pontifícia Universidade Católica, São Paulo -SP

Filiação institucional atual: Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria - RS

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BITTAR, Marilena. A Teoria Antropológica do Didático como ferramenta metodológica para análise de livros didáticos. Zetetiké, Campinas-SP, v. 25, n. 3, p. 364-387, 2017.

BONGIOVANNI, Vincenzo. A inserção da Geometria Dinâmica no Ensino da Geometria: um olhar didático. HISTEMAT, v. 2, n. 2, p. 264-297 2016. Disponível em < http://histemat.com.br/index.php/HISTEMAT/article/view/90>. Acessado em fev. de 2020.

BONINI, Adair; DRUCK, Iole de Freitas; BARRA, Eduardo Salles de Oliveira. Direitos à aprendizagem e ao desenvolvimento na educação básica: subsídios ao currículo nacional. Curitiba-PR, 2018. Disponível em <https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/55911> Acesso em mar. 2020.

BRASIL. PCN+ Ensino Médio - Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciência da Natureza, Matemática e Tecnologia. Brasília: MEC/Semtec, 2002.

DUVAL, Raymond. Abordagem cognitiva de problemas de geometria em termos de congruência. Tradução: Méricles Thadeu Moretti. Revemat: R. Eletr. de Edu. Matem. Florianópolis, v. 07, n. 1, p. 118-138, 2012a. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/revemat/article/view/1981-1322.2012v7n1p118/22382>. Acesso em: mar. 2020.

_______. Les conditions cognitives de l‟apprentissage de la géométrie: développement de la visualisation, différenciation des raisonnements et coordination de leurs fonctionnements. Annales de Didactique et Sciences Cognitives, v. 10, p. 5 - 53. IREM de Strasbourg, 2005.

_______. Registros de representação semiótica e funcionamento cognitivo do pensamento. Tradução: MériclesThadeu Moretti. Revemat, v. 07, n. 2, 2012b. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/revemat/article/view/1981-1322.2012v7n2p266/23465>. Acesso em: mar. 2020.

_______. Representation, Vision and Visualization: Cognitive Functions in Mathematical Thinking. Basic issues for learning, 1999.

_______. Semiosis y Pensamiento Humano. Registres sémiotiques et apprentissages intellectuels: Santiago de Calai, Colômbia: 2004.

_______. Ver e ensinar matemática de outra forma: entrar no modo matemático de pensar: os registros de representação semióticas. Org.: Tânia M. M. Campos. 1 ed. São Paulo: PROEM, 2011.

______. Rupturas e Omissões entre manipular, ver, dizer e escrever: história de uma sequência de atividades em Geometria. In: BRANDT, C. F.; MORETTI, M. T. (Org.). As contribuições da teoria das representações semióticas para o ensino e pesquisa na educação matemática. Ijuí: Editora Unijuí, p. 15-38, 2014.

FERNER, Dienifer da Luz; SOARES, Maria Arlita da Silveira; MARIANI, Rita de Cássia Pistóia. Geometria Espacial de Posição: análise de duas coleções de livros didáticos do Ensino Médio. Boletim Gepem, v.1, n. 74, p. 56-71, 2019. Disponível em < http://costalima.ufrrj.br/index.php/gepem/article/view/265/607>. Acessado em mar. de 2020.

GOUVEIA, Carolina Augusta Assumpção; MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra. Aspectos metodológicos de uma pesquisa de doutorado: uma busca pela manifestação da prática docente. In: V Seminário Internacional de Pesquisa e Estudos Qualitativos - V SIPEQ, 2018, Foz do Iguaçu - PR. Anais..., São Paulo SP: Sociedade de Estudos e Pesquisa Qualitativos, 2018. p. 01-12.

HENRIQUES, Afonso; ALMOULOUD, Saddo Ag. Teoria dos registros de representação semiótica em pesquisas na Educação Matemática no Ensino Superior: uma análise de superfícies e funções de duas variáveis com intervenção do software Maple. Ciência & Educação. v. 22, n. 2, p.465-487, 2016. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/1516-731320160020012>. Acesso em: abr. 2020.

JAHN, Ana Paula; BONGIOVANNI, Vincenzo. Apreensão Operatória de Figuras em Situações Geométricas. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática. v. 12, n. 3, p. 245-257, 2019. Disponível em: <https://revista.pgsskroton.com/index.php/jieem/article/view/7584>. Acesso em mar. 2020.

KLUPPEL, Gabriela Teixeira; BRANDT, Célia Finck. Reflexões sobre o ensino da Geometria em livros didáticos à luz da teoria de representações semióticas segundo Raymond Duval. In BRANDT, Célia Finck; MORETTI, Méricles Thadeu (Org.). As contribuições da teoria das representações semióticas para o ensino e pesquisa na Educação Matemática. Ijuí: Editora Unijuí, p. 113-134, 2014.

LIMA, Elon Lages et al. A Matemática do Ensino Médio. Coleção do professor de Matemática. vol. 2. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Matemática, 2006a.

_______. A Matemática do Ensino Médio. Coleção do professor de Matemática. vol. 4. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Matemática, 2006b.

PAVANELLO, Maria Regina; ANDRADE, Roseli Nozaki Grave de. Formar professores para ensinar geometria: um desafio para as licenciaturas em matemática. Educação Matemática em Revista, São Paulo, v. 9, n. 11, p. 78-87, 2002.

PAVANELLO, Maria Regina. Por que Ensinar/aprender Geometria? In: VII Encontro Paulista de Educação Matemática. 2004. Anais... Disponível em <http://miltonborba.org/CD/Interdisciplinaridade/Anais_VII_EPEM/mesas_redondas/mr21-Regina.doc> Acesso em: mar. de 2020.

RODRIGUES, Margarida; BRANCO, Neusa. Formação de professores em ensino da geometria. In: Encontro de Investigação em Educação Matemática. Anais..., Lisboa, Portugal, 2017. Disponível em <http://spiem.pt/DOCS/ATAS_ENCONTROS/atas_EIEM_2017.pdf>. Acessado em abr. de 2020

SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA-SBEM. A formação do professor de matemática no curso de licenciatura: reflexões produzidas pela comissão paritária SBEM/SBM. Brasília: Sociedade Brasileira de Educação Matemática, Boletim SBEM, n. 21, fevereiro, p. 1-42, 2013.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA-SBEM. Subsídios para a Discussão de Propostas para os Cursos de Licenciatura em Matemática: Uma contribuição da Sociedade Brasileira de Educação Matemática. São Paulo: SBEM, 2003. Documento produzido pelo I Seminário Nacional “Construindo propostas para os Cursos de Licenciatura em Matemática”, Salvador, 2003.

Downloads

Publicado

2020-12-17