Linhas, rostos e máscaras cirúrgicas: desenhos na pandemia da SARS-CoV-2/ Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267932023152

Palavras-chave:

desenho, rosto, identidade, expressão visual, Pandemia de Covid-19

Resumo

A pandemia de Covid-19 cobriu os rostos com máscaras de proteção, de diferentes formatos e tipologias, que transformou a visibilidade da expressão facial humana. Os desenhos de observação aqui apresentados são instantâneos dessa reconfiguração, realizados em Lisboa a partir de 2020, durante o meu quotidiano na pandemia. Apontamentos rápidos de desconhecidos em espaços públicos, registados in situ, em cadernos ou folhas soltas, com materiais que tinha à mão (ou no bolso). A simplicidade da linha permitiu a urgência da velocidade do registo para reduzir o embaraço da fixação ocular, num contexto vulnerável de saúde pública. A modelação geométrica da máscara rompeu com o cânone das proporções, e alterou a expressão e os elementos mínimos de reconhecimento facial. A relação compositiva olhos-nariz-lábios desapareceu, para dar lugar a outras entidades: olhar-sobrancelha, trapézio da testa, moldura do cabelo, orelhas-cabide e pescoço-pedestal. Na nova ordem visual, o conflito entre identidade e abstração fez acordar os valores simbólicos, sociais e culturais do uso de máscaras na construção da personalidade, na representação de narrativas e na opressão de direitos e liberdades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Shakil Rahim, Universidade Técnica de Lisboa

Arquiteto pela Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa. Doutor em Arquitetura, especialidade Desenho, pela Universidade de Lisboa, com a tese "As Funções da Atenção Visual do Desenhador no Fenómeno de Desenho de Observação. Uma Aproximação ao Modelo de Funcionamento Cognitivo". Professor Auxiliar de Desenho e Desenho Arquitetónico na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, Departamento de Desenho, Geometria e Computação. Membro do CIAUD/ FA-ULisboa, Centro de Investigação em Arquitetura, Urbanismo e Design. Autor do livro "O Desenhador - Estudos Cognitivos, Artísticos e Fenomenológicos". Áreas de investigação: desenho de observação, desenho arquitetónico, atenção visual, processamento espacial, experiência do gesto, cognição humana. Email: shakil.rahim@fa.ulisboa.pt

Referências

CAMUS, Albert. A Peste. Porto: Livros do Brasil/ Porto Editora, 2021.

FAU, Julien. Human Anatomy for Artists. Mineola, New York: Dover Publications Inc., 2009.

GIORDANO, Paolo. Frente ao Contágio. Lisboa: Relógio D’Água, 2020.

GÓGOL, Nikolai. O Nariz. Lisboa: Assírio e Alvim, 2007.

IKE, John David; BAYERLE, Henry; LOGAN, Robert A.; PARKER, Ruth M. Face Masks: Their History and the Values They Communicate. Journal of Health Communication, v. 25, n. 12, p. 990-995, 2020.

ISKR, Andrej; GABRIJELCIC, Helena. Eye-tracking analysis of face observing and face recognition. Journal of Graphic Engineering and Design, v. 7, n. 1, p. 5-11, 2016.

KRASTEV, Ivan. O Futuro por Contar: Como a Pandemia Vai Mudar o Mundo. Lisboa: Objetiva, 2020.

MARTINELLI, Lucia; KOPILAS, Vanja; VIDMAR, Matjaz; HEAVIN, Clara; MACHADO, Helena; TODOROVIC, Zoran; BUZAS, Norbert; POT, Mirjam; PRAINSACK, Barbara; GAJOVIC, Srecko. Face Masks During the COVID-19 Pandemic: A Simple Protection Tool With Many Meanings. Frontiers in Public Health, v. 8, n. 606635, p. 1-12, 2021.

SARAMAGO, José. As máscaras que se olham. JL- Jornal de Letras, Artes e Ideias, p. 12, 26 nov.,1985.

SHEARER, West. Portraiture. Oxford: Oxford University Press, 2004.

Downloads

Publicado

2024-01-04

Como Citar

RAHIM, Shakil. Linhas, rostos e máscaras cirúrgicas: desenhos na pandemia da SARS-CoV-2/ Covid-19. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 9, n. 3, p. 155–170, 2024. DOI: 10.5965/24471267932023152. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/24497. Acesso em: 29 maio. 2024.