Vivência lesbiana em Cassandra Rios

Eu sou uma lésbica

Autores

  • Violeta Sutili UFRGS/Mestranda em Artes Visuais
  • Leila Pessoa UFRGS/Mestranda em Artes Visuais

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267632020118

Resumo

O presente texto abarca a pesquisa sobre Cassandra Rios (1932), lésbica e escritora lesbiana de grande notoriedade para o Brasil. O contexto da maior parte de sua produção literária deu-se em período ditatorial, no qual suas obras sofreram severas censuras e perseguições. O rumo desta produção, busca refletir acerca da obra "Eu sou uma lésbica" (1980), escrita em folhetim, contando com diversas edições após este. Na produção, Flávia reconhece sua identidade de gênero revisitando seu passado e transcrevendo em tom narrativo, bem como, tudo que envolvia e envolve ser uma mulher lésbica, como a violência velada até os dias atuais. O tema homossexualidade feminina se torna âmago de todo este processo, no qual vida e obra de Cassandra demonstram fundamental relevância artístico-social. Também são apresentadas considerações quanto a escrita biográfica não-autobiografada da autora, a qual, por meio de suas produções revela sua perspectiva quanto não apenas o ser mulher, bem como sua vivência lésbica.

Downloads

Publicado

2021-01-03