Da leveza como modo de habitar a paisagem: uma experiência

Autores

  • Mariana Libero Hauck Araujo Escola Guignard - UEMG

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267622020308

Resumo

O relato de experiência faz parte de um processo de pesquisa em curso no contexto do Projeto de pesquisa/Residência artística próxima paisagem: escola de arte provisória, que acontece no Córrego do Bação, em Itabirito/MG, desde 2018. Na origem dessas fotografias encontra-se uma vivência com a paisagem do Bação, mais especificamente o exercício de percorrer com frequência um determinado caminho, por meio do qual procurei responder à proposição do Projeto próxima paisagem, formalizando assim minha maneira pessoal de perceber, representar e habitar a paisagem do Córrego do Bação, que venho visitando desde outubro de 2018.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Libero Hauck Araujo, Escola Guignard - UEMG

Mariana Hauck estuda Artes Plásticas na Escola Guignard/UEMG, desde 2018. Graduada em Turismo pela PUC/MG, com especializações em Gestão Cultural (UNA) e em Desenvolvimento Sustentável Local (UFMG e UNISI/Itália). É bolsista vinculada ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica da UEMG/CNPq, atuando no Projeto de pesquisa próxima paisagem: escola de arte provisória. Em 2019 foi Premiada na XIX Mostra Interna da Escola Guignard, com a série fotográfica “Desvelo”, e também selecionada para ocupação da Galeria da ALMG, integrante do Coletivo Efêmera. A fotografia se mostra como um modo de investigação plástica.

Referências

BACHELARD, Gaston. A poética do Espaço. São Paulo. Marins Fontes, 2005.

KUNDERA, Milan. A insustentável leveza do ser. Rio de Janeiro. Nova Fronteira, 1985.

BRASIL, André. Mas o que significa observar? In: COIMBRA, Eduardo. Museu: observatório. Belo Horizonte. Museu de Arte da Pampulha, 2013.

Downloads

Publicado

2020-09-14

Como Citar

ARAUJO, M. L. H. Da leveza como modo de habitar a paisagem: uma experiência. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 6, n. 2, 2020. DOI: 10.5965/24471267622020308. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/17862. Acesso em: 28 set. 2022.