Na terra do nunca: cultura visual, arte e maternidade

Autores

  • Priscila Costa Universidade do Estado de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5965/24471267422018008

Resumo

Neste texto traço as contribuições que a arte contemporânea faz para a cultura da imagem associada às mães, isto é, o quanto as práticas artísticas da contemporaneidade colaboram com a desmistificação da maternidade que a mídia coloca como algo pleno, belo e natural, quando sabemos que a verdadeira face da maternidade difere muito dessa imagem. É construída uma interlocução entre relato de experiências, práticas artísticas e referenciais teóricos feministas e da cultura visual. É parte da investigação e intercâmbio entre mães artistas que interferem, participam e produzem conhecimentos para seus agentes e também outras discussões para o campo da arte e visualidades.

Downloads

Publicado

2018-08-28

Como Citar

COSTA, P. Na terra do nunca: cultura visual, arte e maternidade. Revista Apotheke, Florianópolis, v. 4, n. 2, 2018. DOI: 10.5965/24471267422018008. Disponível em: https://revistas.udesc.br/index.php/apotheke/article/view/13551. Acesso em: 19 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos Seção temática