Protagonismo da mulher em cena, análise do espetáculo Acuados, coreografia-denúncia

Suzane Weber Silva

Resumo


Este artigo visa abordar alguns conceitos de feminismo e de gênero no Brasil, país onde o patriarcado é central no apoio à maioria das desigualdades e opressões sofridas pelas mulheres sobretudo no âmbito privado. O artigo também exalta o protagonismo da mulher nas artes cênicas, tendo como foco principal a trajetória artística da coreógrafa Eva Schul e sua atuação na dança e no teatro no Sul do Brasil. O artigo também apresenta uma análise da coreografia Acuadoscom direção de Eva Schul. Trata-se de uma coreografia-denúnciaproduzida para celebrar os vinte cinco anos da Ânima Cia de Dança e marcar os dez anos da lei brasileira Maria da Penha. Os aspectos de opressão vividos pelas mulheres no âmbito doméstico são descritos aqui a partir da coreografia Acuadosentremeados a luz de um olhar feminista. 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573103332018328



Direitos autorais 2018 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas



 

    

 

Indexadores

   

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.