Pink Bloc e Black Bloc: Imaginação, estética e teatralidade na resistência política

Fátima Costa de Lima, Everton Lampe de Araújo

Resumo


O artigo discute iniciativas em que os debates de gênero existem e divergem dentro de organizações populares anticapitalistas. Apresenta como objetos de análise o pink bloc e o black bloc como táticas políticas e práticas cênicas - como o uso de máscaras, gestos, coralidades e cenografias – que auferem o modo como o teatro pode contribuir para a estruturação de organizações e movimentos sociais. Os objetivos do artigo são os de desmascarar a criminalização destas experiências coletivas e mostrar usos da imaginação estética em movimentos de periferia contra as políticas públicas de Estados autodenominados democráticos. 

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573103332018062



Direitos autorais 2018 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas



 

    

 

Indexadores

 

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.