Ficção como crítica, crítica como performance

Marco Catalão

Resumo


Tomando como ponto de partida o apagamento dos limites entre crítica e ficção observado nos textos híbridos de Jorge Luis Borges e Roberto Bolaño, este artigo investiga a incorporação de elementos tradicionalmente associados à esfera literária nos textos críticos que analisam a cena contemporânea. A partir do diálogo entre literatura e teatro, crítica e ficção, atividade criativa e esforço teorizador, propõem-se alguns experimentos críticos-cênicos com o intuito de promover curtos-circuitos entre representação e realidade, evidenciando os falsos limites entre espaço cênico e espaço crítico.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573102232014092



Direitos autorais



 

    

 

Indexadores

 

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.