Autoridade, presença e silêncio: os percursos criativos na obra de Jill Greenhalgh

Marisa de Souza Naspolini

Resumo


Este artigo discute aspectos de parte da obra da diretora galesa Jill Greenhalgh, fundadora do Projeto Magdalena e ex-professora da Aberystwyth University, buscando observar os percursos por ela traçados na constituição de uma cena que se instala entre teatro e performance. Para tanto, analiso o processo criativo de três de seus trabalhos mais recentes, averiguando os procedimentos adotados na construção de uma tessitura cênica que utiliza o corpo como elemento poético central.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573101282017088



Direitos autorais 2017 Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas



 

    

 

Indexadores

 

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.