Teatro e esfera pública: o olhar de Christopher Balme e alguns casos brasileiros

Gustavo Guenzburger

Resumo


O objetivo do artigo é introduzir o estudo das relações entre teatro e esfera pública no Brasil. A argumentação gira em torno da hipótese de que essa abordagem seria capaz de articular a discussão entre teatro e política, tanto no ramo da produção quanto da recepção, especialmente no que se refere ao teatro contemporâneo. A metodologia contém duas etapas: introduz-se alguns pressupostos da teoria de Christopher Balme, a partir da comparação de alguns de seus exemplos com exemplos brasileiros recentes de escrachos e escândalos teatrais, para, ao final, discutir questões referentes ao próprio conceito de esfera pública e sua possível utilização na realidade teatral brasileira.

 

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573101262016154

Direitos autorais



 

 

 

Indexadores

  

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.