TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: ANARQUIA E COMPLEXIDADE

Nilton Bruno Tomeli

Resumo


A inserção da tecnologia no contexto educacional é inegável e irreversível
assim como na vida humana. Vislumbram-se estudos sobre formas e métodos que
possam otimizar esta presença e sobre a necessidade de políticas públicas que
introduzam novas tecnologias no contexto educacional. No presente texto, abarca-se
uma discussão em torno dos efeitos desta inserção no processo educativo e sua efetiva
aplicação na construção de seres humanos melhores, mais sensíveis, mais solidários e
mais felizes. Os conceitos anarquia e complexidade constituem-se em características
intrínsecas ao ambiente e ao ser humano. Isto contribui para que o tema das tecnologias
na educação seja discutido não apenas do ponto de vista metodológico ou financeiro,
mas também humano. Há que se considerar que não se está inserindo um conjunto de
máquinas num contexto humano, para mecanizá-lo, mas oportunizando meios para que
haja maior e melhor interação entre o ser humano e o saber.

Palavras-chave


novas tecnologias, anarquia, complexidade, contexto humano

Texto completo:

PDF