Leonel Brizola e os últimos anos de exílio

Maria Cláudia Moraes Leite

Resumo


Após o golpe civil-militar de 1964, muitos políticos ligados ao governo deposto encontraram no exílio a chance de escapar das retaliações propostas pelo novo governo militar. Agindo assim, Leonel de Moura Brizola chegou ao Uruguai no início de maio de1964, dando início ao seu período de exílio. Este artigo, entretanto, tem por finalidade analisar os últimos anos de Brizola fora do país, período que vai dos últimos momentos da sua permanência no Uruguai, seguido pela breve passagem pelos Estados Unidos e o término do seu exílio em Lisboa, Portugal. Para atingir os objetivos propostos, buscou-se utilizar um conjunto de fontes que permitisse uma melhor análise da referida problemática – como documentos relativos à burocracia da repressão, imprensa e testemunhos – obedecendo o recorte cronológico proposto e inserindo a pesquisa na denominada História do Tempo Presente.

Palavras-chave: BRIZOLA, Leonel de Moura. 1922-2004. Exílio.


Texto completo:

PDF

Referências


BANDEIRA, Luiz Alberto Moniz. Brizola e o trabalhismo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979.

BRAGA, Kenny et al. (Coords.). Perfis parlamentares. Leonel Brizola: perfil, discursos e depoimentos (1922-2004). Porto Alegre: Assembleia Legislativa do RS, 2004.

FERREIRA, Jorge. João Goulart: uma biografia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

FICO, Carlos. O golpe de 1964: momentos decisivos. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2014.

FREIRE, Américo. Ecos da Estação Lisboa. O exílio das esquerdas brasileiras em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas, n. 64, 2010.

LEITE FILHO, FC. El Caudillo Leonel Brizola: um perfil biográfico. São Paulo: Aquariana, 2008.

MOREIRA, Neiva. O pilão da madrugada. Um depoimento a José Louzeiro. Rio de Janeiro: Terceiro Mundo, 1989.

RONIGER, Luis; SZNAJDER. Antecedentes coloniales del exílio político y su proyección en el siglo XIX. Estudios Interdisciplinaros de America Latina y el Caribe, v. 18, n. 2, p. 31-51, 2008.

RONIGER, Luis. Exílio massivo, inclusão e exclusão política no século XX. Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 53, n. 1, 2010, p. 91-123.

RONIGER, Luis. Reflexões sobre o exílio como tema de investigação: avanços teóricos e desafios. In: QUADRAT, Samantha Viz. Caminhos cruzados: história e memória dos exílios latino-americanos. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2011.

VAINFAS, Ronaldo. A luz própria de Leonel Brizola. In: FERREIRA, Jorge; AARÃO REIS, Daniel (Orgs.). As esquerdas no Brasil: revolução e democracia. (1964...). v. 3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2175180311262019353

Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em História - PPGH
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi - Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001            Telefone: (48) 3664-8585
tempoeargumento@gmail.com