Reescrevendo a história: imigrantes italianos, colonos alemães, portugueses e a população brasileira no sul do Brasil

Miriam O. Santos

Resumo


 

Visamos entender como a criação de identidades étnicas, produzidas pela imigração, dividem o mundo entre “nós” e os “outros”. Analisaremos como esse “nós” pode ser relacional e em alguns momentos abarcar os “outros” tendo, como suporte empírico, os descendentes dos imigrantes europeus no Rio Grande do Sul. Como método de trabalho, utilizamos a etnografia e a pesquisa histórica, com a história política e econômica para entender as transformações nas relações entre os diversos grupos humanos estabelecidos na Serra Gaúcha e seus descendentes que migraram para outras regiões no Brasil e para o Paraguai.

 

 

Palavras-chave: Migração – Rio Grande do Sul. Imigrantes. Identidade Social.


Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, Thales de. Materiais para o estudo da aculturação de italianos no Rio Grande do Sul. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA, II, Salvador, 1957. Anais da Reunião Brasileira de Antropologia. Salvador: Universidade da Bahia, 1957.

BARTH, Fredrik. Os grupos étnicos e suas fronteiras. Lask, Tomke (Org.) O guru, o iniciador e outras variações antropológicas. Rio de Janeiro: Contracapa, 2000.

BOURDIEU, Pierre. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 1990.

CARNEIRO, José Fernando. Imigração e colonização no Brasil. Rio de Janeiro: Universidade do Brasil, 1950.

FROSI, Vitalina Maria. A linguagem oral da região de colonização italiana no sul do Brasil” In: MAESTRI, Mário. Nós, os ítalo-gaúchos. 2. ed. Porto Alegre: Editora da Universidade, 1998.

HAESBAERT DA COSTA, Rogério. Latifúndio e identidade regional. Porto Alegre:

Mercado Aberto, 1988.

HAESBAERT, Rogério. Ser ‘gaúcho’ no nordeste, Travessia, São Paulo: CEM, ano VII, n.19, maio–ago., 1994.

HANDLER, Richard. On sociocultural siscontinuity: nationalism and cultural objectification in Quebec . Current Anthropology. v.25, n. 1, 1984.

IOTTI, Luiza. Imigração e colonização: legislação de 1747 a 1915. Porto Alegre, Caxias do Sul: Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul: EDUCS, 2001.

KAISER, Jaksam. O Brasil dos gaúchos: etnografia sobre a diáspora gaúcha. Florianópolis: Insular, 1999.

LAZZAROTTO, Valentim. Pobres construtores de riqueza. Caxias do Sul: UCS, 1981.

LEAL, João. Cultura e identidade açoriana: o movimento açorianista em Santa Catarina. Florianópolis: Insular, 2007.

LEVASSEUR, Émile. O Brasil. Rio de Janeiro: Letras e Expressões, 2000.

KUHN, Fabio. A fronteira em movimento: relações luso-castelhanas na segunda metade do século XVIII. Estudos Ibero-Americanos: Revista da PUCRS, v. 25, p. 91-112, 1999.

OLIVEN, Ruben. A parte e o todo: a diversidade cultural no Brasil-nação. Petrópolis: Vozes, 1991.

PAULILO, Maria Ignez Silveira. A integração no sul do Estado de Santa Catarina. 1997. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – UFRJ- PPGAS/Museu Nacional, Rio de Janeiro, 1987.

PICCOLO, Helga (Org.). Coletânea de discursos Parlamentares da Assembléia Legislativa da Província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Assembléia Legislativa do RS, 1998.

RENAN, Enest. Qu’est-ce qu’une nation ? Paris, London : Presses Pocket, 1992

ROCHE, Jean. A colonização alemã e o Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Editora Globo, 1969.

SANTOS, José Vicente Tavares dos. Matuchos: exclusão e lutas. Petrópolis: Vozes, 1993.

SANTOS, Miriam de Oliveira. Bendito é o fruto: festa da uva e identidade entre os descendentes de imigrantes italianos. Rio de Janeiro: Léo Christiano Editorial, 2015.

SEYFERTH, Giralda. Imigração e cultura no Brasil. Brasília: Editora UnB, 1990.

SEYFERTH, Giralda. Identidade camponesa e identidade étnica: um estudo de caso. Anuário Antropológico 91, Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, p.31-63,1993

SEYFERTH, Giralda. O Regionalismo da tradição na perspectiva nacionalista: a identidade regional segundo Gilberto Freyre. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL NOVO MUNDO NOS TRÓPICOS, Recife, 21 a 24 mar. de 2000. Anais Seminário Novo Mundo nos trópicos. Recife: FGF, 2000. Disponível em: . Acesso em:01/04/2015 .

SEYFERTH, Giralda. Imigração e nacionalismo: o discurso da exclusão e a política imigratória no Brasil. In: Castro, Mary Garcia (Coord.). Migrações internacionais: contribuições para políticas. Brasília: CNPD, 2001.

SPRANDEL, Marcia Anita. Brasiguaios: conflito e identidade em fronteiras internacionais. 1992. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social.) – UFRJ- PPGAS/ Museu Nacional, Rio de Janeiro 1992.

WEBER, Max. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. Volume 1. Brasília: EdUnb,1991.

WOORTMANN, Ellen F. Colonos e Sitiantes: um estudo comparativo do parentesco e da reprodução social camponesa. 1988. Tese (Doutorado em Antropologia) - UNB, Brasília, 1988.

WOORTMANN, Ellen. Herdeiros, parentes e compadres: colonos do sul e sitiantes do nordeste. São Paulo-Brasília: Hucitec e EdUNB, 1995.

ZANINI, Maria Catarina Chitolina. Uma nova mentalidade?. Revista Travessia, São. Paulo, Ano X, n.28, p.19-21, Maio-Ago.,1997.

ZANINI, Maria Catarina Chitolina; ASSIS, Gláucia de Oliveira e BENEDUZI, Luís Fernando. Cidadãos de direito, estrangeiros de fato: narrativas de ítalo-brasileiros(as) na Itália. História Oral, v. 18, n. 1, p. 117-145, jan./jun. 2015.




DOI: https://doi.org/10.5965/2175180309202017230

Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em História - PPGH
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi - Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001            Telefone: (48) 3664-8585
tempoeargumento@gmail.com