História e Internet: conexões possíveis

Nucia Alexandra Silva de Oliveira

Resumo


Este artigo pretende problematizar as conexões possíveis entre história e internet. O ponto de partida de tal discussão é a constatação da presença da internet na vida social e dos impactos desta mídia nas formas de obter e publicar conhecimentos. Procura-se, de modo mais específico, discutir como a internet tem produzido novos documentos para o trabalho do historiador e, ainda, como tem lidado com eles. Para isso, listam-se alguns trabalhos feitos por historiadores que utilizam a internet como fonte. Nesta parte do trabalho, a ideia é apontar os documentos digitais escolhidos pelos historiadores para a realização de suas análises, ad dificuldades encontradas e as potencialidades destas fontes. Compreende-se que a internet oferece grandes possibilidades ao trabalho historiográfico e, em particular, à História do Tempo Presente. Na segunda parte deste artigo são trazidas informações a partir da pesquisa intitulada “www.historia.com: uma investigação sobre marcos históricos brasileiros tematizados em sítios eletrônicos”. Seu objetivo é investigar narrativas produzidas e apresentadas em sites de pesquisa escolar a respeito de marcos históricos brasileiros. Nesta etapa da discussão, o propósito é debater os usos da história feitos por estes espaços. Percebe-se que se têm apresentado narrativas em que os fatos históricos aparecem de forma linear, simplificada e seguindo o que se costuma chamar de história tradicional. Nesse duplo movimento de observação, espera-se contribuir com o debate sobre esta importante questão: produção e divulgação do saber histórico.

 Palavras-chave: História – Estudo e Ensino; Internet.

 


Texto completo:

HTML PDF

Referências


CASTELLS, Manuel. A galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2003. 243 p.

BERGMANN, Klaus. A História na reflexão didática. Dossiê história em quadro-negro: escola, ensino e aprendizagem. Revista Brasileira de História. São Paulo: v.9, n. 19, p. 29-42, set.1989/fev.1990.

BRIGGS, Asa,; BURKE, Peter. Uma história social da mídia: de Gutenberg à internet. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2004. 377 p

BRESCIANO, Juan Andrés. La historiografia em el amanecer de la cultura digital.Uruguay; Ediciones Cruz del Sur, 2010.

CHARTIER, Roger. A história ou a leitura do tempo. 2.ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. 77 p

COHEN, Daniel I.; ROSENZWEIG, Roy. Digital history: a guide to gathering, preserving, and presenting the past on the web. Washington D.C.: Center for History and New Media, George Mason University, 2005. Disponível: . Acesso em: 10 de fevereiro de 2014.

DANTAS, Camila Guimarães. O passado em bits: memórias e histórias na Internet. 2008, 00f. Dissertação (Mestrado em Memória Social) – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, data, 00 f. Rio de Janeiro, 2008.

FONSECA. T. Inaugurando a história e construindo a nação: discursos e imagens no ensino de história. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

HARTOG, F. Tempo e patrimônio. Varia HISTORIA, Belo Horizonte, v.22, n.36, p.261-273, jul./dez.2006. Disponível em: . Acesso em: 19 fev.2010.

GINZBURG, Carlo. História na era Google. In: Fronteiras do Pensamento 2010. Porto Alegre: 29 nov. 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2014.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. 2. ed. São Paulo: Ed. 34, 1999. 260 p.

LUCCHESI, Anita. Entre a Storiografia Digitale e a Digital History: um olhar comparativo. In: SEMINÁRIO VISÕES DO MUNDO CONTEMPORÂNEO, II, 2012, São Cristóvão - SE. Tema do evento: as estações da história: do grande inverno russo à primavera árabe, 2012. Disponível em: https://www.academia.edu/2310957/Entre_a_Storiografia_Digitale_e_a_Digital_History_um_olhar_comparativo

LUCCHESI, A. Histórias no ciberespaço: viagens sem mapas, sem referências e sem paradeiros no território incógnito da Web. Cadernos do Tempo Presente, v. 6, p. 2, 2012.

LUCCHESI, A. história e historiografia digital: diálogos possíveis em uma nova esfera pública. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA: CONHECIMENTO HISTÓRICO E DIÁLOGO SOCIAL, XXVII, 2013, Natal. Anais eletrônicos...Natal: ANPUH, 2013. Disponível em: Acesso em: 12 abr. 2014.

PLA, Sebastián. LEDESMA, Xavier Rodríguez. TUITEROS HISTÓRICOS: ENTRE LA VIEJA HISTORIA ESCOLAR Y LOS NUEVOS USOS PÚBLICOS DE LA HISTORIA. OPSIS, Catalão, v. 13, n. 1, p. 137-157 - jan./jun. 2013 Disponível em: http://www.revistas.ufg.br/index.php/Opsis/article/view/20967/15179#.U_aTI8VdX-s. acesso em 15 de abril de 2014.

POIRRIER, Philippe. Internet et les historiens. In: DELACROIX Christian, DOSSE François, GARCIA Patrick et OFFENSTADT Nicolas (Dir.). Historiographies. concepts et débats. Paris: Gallimard, 2010. p. 468-475.

RODRIGUES, Pedro Eurico. Do on-line para o off-line: sociabilidades e cultura escrita proporcionadas pela internet no Brasil do século XXI (2001-2010). 2012. 00 f. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade do Estado de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História (PPGHUDESC), Florianópolis, Disponível em: Acesso em: mar. 2014.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora. BARCA. Isabel. MARTINS (Org.) Jörn Rüsen e o ensino de Historia. Curitiba. Editora da UFPR, 2010

TOMASI, Julia Massucheti. “Eternamente Off-Line”: as práticas do luto na rede social do Orkut no Brasil (2004-2011). 2013. 178 p. Dissertação (Mestrado em História) –Universidade do Estado de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em História (PPGHUDESC), Florianópolis. Disponível em: Acesso em: mar. 2014.

SCHMIDT, Maria Auxiliadora. BARCA, Isabel. REZENDE, Estevão (Org.). Jorn Rüsen e o ensino de história. Curitiba, UFPR, 2010.

SARLO, Beatriz. Tempo passado: cultura da memória e guinada subjetiva. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.




DOI: https://doi.org/10.5965/2175180306122014023

Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em História - PPGH
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi - Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001            Telefone: (48) 3664-8585
tempoeargumento@gmail.com