Ditaduras civil-militares no Cone Sul e a Doutrina de Segurança Nacional – algumas considerações sobre a Historiografia

Ricardo Antonio Souza Mendes

Resumo


Os anos de 2013 e 2014 são significativamente relevantes para se refletir sobre as ditaduras civil-militares estabelecidas no Cone Sul. Em 2013 completam-se os trinta anos da saída dos militares no governo da Argentina e os quarenta anos do movimento que derrubou o governo democraticamente eleito de Salvador Allende. Por sua vez, no ano de 2014 se completará o cinquentenário da tomada do poder capitaneada pelos militares. Nesse sentido, entendo ser relevante uma abordagem que avalie as primeiras obras acerca do conjunto de ideias que norteou essas ditaduras – a Doutrina de Segurança Nacional. Elaboradas entre os anos de 1979 e 1982, referem-se a um primeiro esforço de análise sobre o autoritarismo que atingiu Argentina, Brasil, Chile e Uruguai.

Palavras-chave: Doutrina de Segurança Nacional. Ditaduras. Cone Sul

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/2175180305102013006

Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em História - PPGH
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi - Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001            Telefone: (48) 3664-8585
tempoeargumento@gmail.com