BACK TO GOIÁS AND MINAS GERAIS: Returnees, Geographical Imaginations and its DiscontentsDE VOLTA PARA GOIÁS E MINAS GERAIS: retornados, imaginações Geográficas e seus descontentamentos

Alan Patrick Marcus

Resumo


http://dx.doi.org/10.5965/2175180302022010121

Processos migratórios para os Estados Unidos são tanto sobre os emigrantes que deixam o Brasil quanto sobre aqueles que ficam, e também sobre aqueles que voltam para o Brasil (os retornados).  A imigração brasileira para os Estados Unidos é um fenômeno relativamente recente, que recebeu seu apogeu nos anos 80 com números sem precedência.  Como que estes imigrantes brasileiros estão formando e (re)criando novos lugares e espaços, e o que acontece no retorno para o Brasil?  Como que os retornados experimentam mudanças em suas vidas em duas comunidades de origem no Brasil depois de terem vivido em duas comunidades de destino nos Estados Unidos?  Esse artigo usou extratos selecionados das 273 entrevistas informais e formais (nos dois países), que avaliam as mudanças por causa das migrações.  Brasileiros (re)criam espaços transnacionais através de praticas sociais, culturais, e econômicas em lugares de destino, mas também incorporam e adicionam novos elementos em suas vidas em seus lugares de origem em Piracanjuba, Goiás, e Governador Valadares, Minas Gerais.  No entanto, homens e mulheres vivenciam diferentemente o processo migratório.  Homens tendem a se sentirem emasculados nos Estados Unidos e são mais felizes no Brasil, enquanto mulheres tendem a indicar um índice mais alto de felicidade nos Estados Unidos.

Palavras chave: Imigração brasileira, retorno, Brasil, transnacionalismo, geografia cultural, geografia étnica.

Abstract
Migration processes to the United States are just as much about those migrants who leave Brazil as it is about those who remain, and also about those who return to Brazil (i.e.; returnees).  Brazilian immigration to the United States is a relatively recent phenomenon that gained momentum in the 1980s in unprecedented numbers. How are these Portuguese-speaking Brazilian immigrants shaping and (re)creating new places and spaces, and what happens upon their eventual return to Brazil? How are migrant returnees experiencing changes in their livelihoods in two sending communities in Brazil, after living in two receiving communities in the United States? Using multiple methods and selected extracts from 273 in-depth and informal interviews, this paper addresses these questions by evaluating the changes incurred by migration. Brazilians (re)create transnational places and spaces through social, cultural, and economic practices, within receiving communities, but they also incorporate and add new elements to their livelihoods in sending communities of Piracanjuba, in the state of Goiás, and Governador Valadares, in the state of Minas Gerais, in Brazil. Brazilian migration processes have both positive and negative ramifications.  However, the migration process is experienced differently by men and women.  Men tend to experience an emasculation of sorts and are happier in Brazil, while women tend to indicate higher happiness levels in the United States. Keywords: Brazilian immigration, return migration, Brazil, transnationalism, cultural geography, ethnic geography.


Texto completo:

PDF


Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em História - PPGH
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi - Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001            Telefone: (48) 3664-8585
tempoeargumento@gmail.com