(RE)ARRANJOS DE UMA “UTOPIA DO SOM NACIONAL”: a bossa nova como realização do projeto musical modernista de Mário de Andrade

Manoel Dourado Bastos

Resumo


O presente trabalho procura argumentar sobre a relação histórica entre o projeto de Mário de Andrade para a música brasileira (sua “utopia do som nacional”, segundo Arnaldo Contier) e sua uma realização possível com a bossa nova. Apresenta-se em linhas gerais o referido projeto andradiano, seu caráter engajado, suas incursões na problemática do “popular” e do “erudito” e sua filiação à obsessão nacional pela formação. Expõe-se pontualmente a possível compreensão da bossa nova como um projeto modernista, sugerindo uma lógica de continuidade na experiência musical brasileira.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/2175180301012009136