Avaliação dos processos de separação por membranas para a concentração de antocianinas do suco de morango

Giordana Demaman Arend, Wantiê Teles Adorno, Katia Rezzadori, Vitor Clasen Chaves, Flávio Henrique Reginatto, José Carlos Cunha Petrus

Resumo


O interesse por produtos naturais tem aumentado nas últimas décadas, tanto para fins nutricionais quanto medicinais. Aliado a isso, a busca por alimentos enriquecidos em compostos funcionais tem se mostrado um mercado em crescimento, uma vez que estes compostos metabólitos estão presentes em baixas concentrações em frutas e vegetais. Neste cenário, os processos de separação por membranas se mostram uma alternativa promissora para a obtenção de suco de morango concentrado em antocianinas. O objetivo deste trabalho foi concentrar as antocianinas presentes no suco de morango utilizando membranas de microfiltração e de nanofiltração. Suco de morango in natura foi microfiltrado para a remoção de sólidos em suspensão, sendo posteriormente nanofiltrado. Amostras do suco in natura e dos permeados da microfiltração e da nanofiltração foram avaliadas quanto à variação de cor e ao teor de antocianinas. O processo de microfiltração apresentou um fluxo médio de 3,60 L.h-1.m-2, enquanto que no processo de nanofiltração o fluxo médio foi de 1,60 L.h-1.m-2. A maior resistência visualizada no processamento durante a microfiltração foi o fouling, enquanto que para a nanofiltração predominou a polarização por concentração. Não foram detectadas antocianinas no permeado da nanofiltração e o índice de retenção dessa membrana foi próximo a 100%, evidenciando a eficiência do processo de nanofiltração para a obtenção de um produto com alto valor funcional.

Palavras-chave


Antocianinas; Morango; Microfiltração; Nanofiltração

Texto completo:

PDF

Referências


AABY, K.; MAZUR, S.; NES, A.; SKREDE, G. Phenolic compounds in strawberry (Fragaria x ananassa Duch.) fruits: Composition in 27 cultivars and changes during ripening. Food Chemistry, v. 132, n. 1, p. 86-97, 2012.

ANTUNES, L.E.C.; PERES, N.A. Strawberry Production in Brazil and South America. International Journal of Fruit Science, v. 13, p. 156-161, 2013.

BAKER, R. W. Membrane Technology and Applications. John Wiley Sons, 2004.

BARATO, N.C. Clarificação de suco de caju através da separação por membranas. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Alimentos) – Faculdade de Engenharia de Alimentos, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

BIESALSKI, H.; DRAGSTED, L.O.; ELMADFA, I.; GROSSKLAUS, R.; MÜLLER, M.; SCHRENK, D.; WALTER, P.; WEBER, P. Bioactive compounds: Definition and assessment of activity. Nutrition, v.25, p.1202–1205, 2009.

CASTAÑEDA-OVANDO, A.; PACHECO-HERNÁNDEZ, M. D. L.; PÁEZ-HERNÁNDEZ, M. E.; RODRÍGUEZ, J. A.; GALÁN-VIDAL, C. A. Chemical studies of anthocyanins: A review. Food Chemistry, v. 113, p. 859-871, 2009

CRECENTE-CAMPO, J.; NUNES-DAMACENO, M.; ROMERO-RODRIGUEZ, M.A.; VAZQUEZ-ODERIZ, M.L. Color, anthocyanin pigment, ascorbic acid and total phenolic compound determination in organic versus conventional strawberries (Fragaria ananassa Duch, cv Selva). Journal of Food Composition and Analysis, v. 28, p. 23-30, 2012.

FAO. Agricultural Production/strawberry. Food and agriculture organization of the united nations, 2011. Disponível em: < http://www.faostat.fao.org > Acesso em 15 de Janeiro de 2016.

GIAMPIERI, F.; TULIPANI, S.; ALVAREZ-SUAREZ, J. M.; QUILES, J. L.; MEZZETTI, B.; BATTINO, M. The strawberry: composition, nutritional quality, and impact on human health. Nutrition, v. 28, p. 9-19, 2012.

HABERT, A.; C; BORGES, C.P.; NÓBREGA, R. Processos de Separação com Membranas. Rio de Janeiro: E-papers Serviços Editoriais Ltda, 2006.

HORST, M.A.; LAJOLO, F.M. Biodisponibilidade de compostos bioativos em alimentos. Biodisponibilidade de nutrientes. v. 1, p. 772-807, 2009.

MARSHALL, A. D; DAUFIN, G. Physico-chemical aspects of membrane fouling by dairyfluids. In: Fouling and cleaning in pressure driven membrane processes. Brussels: International Dairy Federation, cap.1, p. 8-35, 1995.

MIERZWA, J.C.; SILVA, M.C.C.; RODRIGUES, L.B.; HESPANHOL, I. Tratamento de água para abastecimento público por ultrafiltração: avaliação comparativa através dos custos diretos de implantação e operação com os sistemas convencional e convencional com carvão ativado. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 78, p. 78-87, 2008.

MULDER, M. Basic principles of membrane technology, center for membrane science and technology, University of Twente, Enschede, The Netherlands, 2000

ORNELAS-PAZ, J.; YAHIA, E.M.; RAMIREZ-BUSTAMANTE, N.; PEREZ-MARTINEZ, J.D.; ESCALANTE-MINAKATA MDEL, P.; IBARRA-JUNQUERA, V.; ACOSTA-MUNIZ, C.; GUERRERO-PRIETO, V.; OCHOA-REYES, E. Physical attributes and chemical composition of organic strawberry fruit (Fragaria x ananassa Duch, Cv. Albion) at six stages of ripening. Food Chemistry, v. 138, p. 372-81, 2013.

PASCUAL-TERESA, S.; SANCHEZ-BALLESTA, M. T. Anthocyanins: From plant to health. Phytochemistry Reviews, v. 7, p. 281-299, 2008.

PATRAS, A.; BRUNTON, N. P.; O’DONNELL, C.; TIWARI, B. K. Effect of thermal processing on anthocyanin stability in foods; mechanisms and kinetics of degradation. Trends in Food Science and Technology, v. 21, p. 3–11, 2010.

REIN, M. J.; HEINONEN, M. Stability and enhancement of berry juice color. Journal of Agricultural and Food Chemistry, v. 52, p. 3106-3114, 2004.

REZZADORI, K. Pateurização térmica e com membranas do caldo de cana adicionado de suco de maracujá. Dissertação de Mestrado (Pós-Graduação em Engenharia de Alimentos), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

SAMYKANNO, K.; PANG, E.; MARRIOTT, P. J. Chemical characterisation of two Australian-grown strawberry varieties by using comprehensive two-dimensional gas chromatography-mass spectrometry. Food Chemistry, v. 141, p. 1997-2005, 2013.

SCALZO, J. et al. Plant genotype affects total antioxidant capacity and phenolic contents in fruit. Nutrition, v. 21, p. 207–213, 2005.

SILBERBERG, M.; MORAND, C.; MATHEVON, T.; BESSON, C.; MANACH, C.; SCALBERT, A.; REMESY, C. “The bioavailability of polyphenols is highly governed by capacity of the intestine and of the liver tosecrete conjugated metabolites”. Eur. J. Nutr. v. 45, p.88-96, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Congresso Sul Brasileiro de Engenharia de Alimentos, Pinhalzinho, Santa Catarina, Brasil. ISSN 2447-3650.

Classificação Qualis - CAPES:

Ciências Ambientais B5

Engenharias II B5

A Revista CSBEA está indexada nos repositórios Latindex, Livre e Sumários.org

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 By