Análise de viabilidade da compostagem de dejetos suínos

Marino Luiz Eyerkaufer, André De Oliveira Brito

Resumo


Objetiva analisar a viabilidade econômica da compostagem de dejetos suínos. O estudo buscou além da literatura dados a campo num estudo de caso. O Estado de Santa Catarina destaca-se pelo volume de criação de suínos, sendo o primeiro no país em produção de carne suína. Com objetivo de atingir a desejada sustentabilidade no setor suinícola, faz-se necessário o desenvolvimento de alternativas que viabilizem o sistema, tanto no aspecto financeiro, econômico e ambiental. O sistema de tratamento de dejetos suínos mediante processo de compostagem tem o desafio de transformá-los de passivos ambientais em ativos financeiros, ambientais e ainda deixá-los em condições para geração de renda ou ainda no aproveitamento sem ônus ambiental na própria propriedade. Apresenta-se um estudo de caso de um projeto de compostagem para uma unidade produtora de leitão (UPL) com 950 suínos para o qual se levantou os investimentos necessários, os custos de manutenção e de produção e ainda a previsão de resultado o qual permitiu o cálculo do retorno econômico do investimento. Por fim, conclui-se que a compostagem de dejetos suínos se mostra viável economicamente além dos benefícios ambientais relacionados com os recursos hídricos, o solo e a atmosfera.


Texto completo:

PDF



Revista mantida pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Campus Ibirama
® 2019 Direitos Reservados