"PELA PÁTRIA”: ideologia e doutrinamento em uma escola da marinha de guerra do Brasil (1910-1945)“FOR THE MOTHERLAND”: ideology and indoctrination in a Brazilian Naval School (1910-1945)

Raul Coelho Barreto Neto

Resumo


Este artigo apresenta alguns resultados de um estudo mais amplo sobre a educação naval na primeira metade do século XX, mais especificamente a respeito da Escola de Aprendizes-Marinheiros da Bahia e seus recrutas. Criada pela Marinha de Guerra do Brasil no ano de 1855, a referida instituição era, nas primeiras décadas do Novecentos, além de um dos principais centros de instrução dos jovens marujos nacionais, um dos poucos estabelecimentos de ensino voltados à formação profissional do jovem de baixa renda no estado. Diversos eram os elementos constitutivos do curso, em linhas gerais dividido em três partes: ensino básico ou elementar – incluindo disciplinas como Português e Matemática –; profissional – direcionado à preparação técnica dos alunos – e o complementar, ou acessório – dedicado, dentre outros aspectos, à lapidação moral dos internos. Nas páginas seguintes, serão trabalhadas certas questões relativas a este último bloco: as ligadas aos valores ideológicos, doutrinários e comportamentais transmitidos pela Armada a seus pupilos. Desde o assédio comunista aos conveses e casernas até os vícios mundanos, inúmeras eram as ameaças que punham em xeque a personalidade e a conduta dos futuros marinheiros, defensores constitucionais de uma pátria consideravelmente marcada pela instabilidade política e social. Assim, frente a este cenário, o uso do termo “complementar” talvez não consiga expressar à altura o papel deste componente do curso na formação dos meninos recrutas.
Palavras-Chave: Marinha do Brasil. Escolas de aprendizes marinheiros. Educação. História.


Abstract

This article presents some results of a larger study about naval education in the first half of the twentieth century, more specifically about the School of Apprentice-Sailors of Bahia and its recruits. Created by the Brazilian Navy in 1855, the institution was, in the first decades of the 20th century, a major center for education of young national sailors and one of the few schools aimed at training poor boys in Bahia State. Several were the constituent elements of the course, broadly divided into three parts: the basic or elementary education - including subjects like Mathematics and Portuguese -, the professional - technical program to prepare students - and the complementary or auxiliary - dedicated, among other things, to shaping the youngsters’ moral. In the following pages, certain issues related to the last block will be discussed: those related to ideological, doctrinal and behavioral values transmitted by the Navy to its pupils. From the communist harassment to decks and barracks to the worldly vices, many were the threats which put into question the character and conduct of future sailors, constitutional deffenders of a country significantly marked by political and social instability. Therefore, before this scenario, the use of the term ";complementary"; may fail to express exactly the role of this component of the course in the training of the recruited boys.
Keywords: Brazilian Navy. Schools of Apprentice-Sailors. Education. History.


Texto completo:

PDF