APONTAMENTOS INICIAIS- YARA GUASQUE: Do Pictórico Ao Digital

Sandra Makowiecky, Luciana Marcelino

Resumo


RESUMO
Este artigo visa analisar e registrar a transição do pictórico ao digital no pensamento e na produção da artista Yara Guasque, professora do curso de Artes Visuais da Universidade do Estado de Santa Catarina, pesquisadora em arte e tecnologia. Seu percurso artístico e intelectual parte de uma produção pictórica nos anos 80 e 90, centrada em pinturas monocromáticas de grandes dimensões com aplicação de têmpera sobre lona, na qual encontramos questões formais como cor e dimensão, que a aproximam dos artistas expressionistas abstratos da década de 50, especialmente com Mark Rothko, artista de maior aproximação. Transfere-se para o campo das artes digitais a partir dos anos 2000, cujos trabalhos tornam-se ainda mais experimentais e colaborativos. Percurso sintomático da atual mudança de paradigmas analógico/digital, o artigo busca analisar os atravessamentos do conceito de imersão tanto na produção pictórica quanto na produção digital realizada pela artista. Partindo das possibilidades imersivas do campo pictórico chega-se ao estudo da imersão em telepresença nos trabalhos experimentais realizados pelos grupos Perforum Desterro e Perforum São Paulo, coordenados, respectivamente, por Yara Guasque e Artur Matuck.
Palavras Chave
Imersão, pictórico, expressionismo abstrato, arte virtual, telepresença.

 

Abstract
This article aims to analyze and record the transition from pictorial to digital in thought and production of the artist Yara Guasque, Professor of Visual Arts at the University of the State of Santa Catarina and researcher in art and technology. Her artistic career and intellectual moves from a pictorial production in the 80s and 90s, focused on large monochrome paintings by applying tempera on canvas, in which we find formal questions such as color and size, that approach her work of abstract expressionist artists of the decade 50, especially Mark Rothko, artist closer. Then she moved to the field of digital arts from the 2000s, whose works become even more experimental and collaborative. Her way is symptomatic of the current paradigm shift analog /digital, the article seeks to analyze the crossings of the concept of immersion in both pictorial and digital production performed by the artist. Starting from the immersive possibilities of pictorial field comes to the study of immersion in telepresence through experimental work carried out by groups Perforum Desterro and Perforum São Paulo, coordinated respectively by Yara Guasque and ArturMatuck.
Key words
Immersion, pictorial, abstract expressionism, art virtual, telepresence.


Texto completo:

PDF


Direitos autorais



Indexadores, diretórios e bases de dados

       


Revista Palíndromo - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

ISSN 2175-2346



A Revista Palíndromo está disponível sob a Licença
Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.