O conceito de ethos na música da Antiguidade Clássica grega

Tales Pimentel Portugal, Antenor Ferreira Correa

Resumo


No presente texto, apresentamos considerações sobre o conceito de ethos no ideário da Antiguidade Clássica. Duas obras foram tomadas como ponto de partida para essas considerações: A república de Platão e A política de Aristóteles. A partir do confronto entre esses dois filósofos foi possível discorrer sobre a maneira como concebiam a transmissão de emoções e o impacto no caráter dos cidadãos causado pela música, bem como a transformação do posicionamento de ambos em relação à função da música na sociedade. No âmbito dessa argumentação, concluímos que a compreensão mais ampla do conceito de ethos é primordial para o entendimento do pensamento musical dos autores e compositores desde a Antiguidade Clássica até, no mínimo, a Renascença.

Palavras-chave


música - Grécia Antiga; teoria musical; Ethos; antiguidades clássicas; civilização grega

Texto completo:

PDF

Referências


ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. Tradução: Ivone C. Benedetti. Sao Paulo: Martins Fontes, 2007.

ANDERSON, Warren; MATHIESEN, Thomas J. Ethos. In: Grove music online. Oxford music online. Disponível em: http://www.oxfordmusiconline.com/subscriber/article/grove/ music/09055. Acesso em: 01 jan. 2016.

[ARISTÓTELES] ARISTOTLE. The politics of Aristotle. Trad. em inglês: Benjamin Jowett. Oxford: Clarendon, 1885.

BARRY, Phillips. Greek Music. In: The Musical Quarterly, Vol. 5, No. 4 (Oct., 1919), pp. 578-613. Oxford University Press. Disponível em: www.jstor.org/stable/738129 /Acesso em 18 de setembro de 2017.

COOPER, Grovenor W.; MEYER, Leonard B. The rhythmic structure of music. Chicago: University of Chicago Press, 1960.

Church Mode. In: Encyclopaedia Britannica Online. Disponível em: https://www.britannica.com/art/church-mode . Acesso em 10/09/2017.

FARRELL, Joseph (coord.). Glossary. In: ______. Hexametrica. Disponível em: http://www.skidmore.edu/academics/classics/courses/metrica/glossary.html#dactylichexameter. Acesso em: 29 set. 2016.

GROUT, Donald J.; PALISCA, Claude V. A situação da música no fim do mundo antigo: a herança grega. In: ______. História da música ocidental. Trad.: Ana Luisa Faria. Lisboa: Gradiva, 2001. cap. 1, p. 1654.

Iambic. In: http://www.etymonline.com/index.php?term=iambic. Acesso em 10/09/2017.

MATHIESEN, Thomas J. Apollo’s Lyre: Greek Music and Music Theory in Antiquity and the Middle Ages. Nebraska: University of Nebraska Press, 1999.

MONRO, David Binning. The Modes of Ancient Greek Music. London: Oxford University Press Warehouse, (ebook disponibilizado online em) 2012.

PALISCA, Claude V. Mode and ethos in the Renaissance. In: LOCKWOOD, Lewis; ROESNER, Edward. (ed.). Essays in musicology: a tribute to Alvin Johnson. Philadelphia: American Musicological Society, 1990. cap. [7], p. 126139.

PALISCA, Claude V. Music and Ideas in the Sixteenth and Seventeenth Centuries. Chicago: Universtiy of Illinois Press, 2006.

PASQUALI, Giorgio. Anapesto. In: TRECCANI Cultura. Treccani, la cultura italiana: enciclopedia italiana (1929). Disponível em: http://www.treccani.it/enciclopedia/anap esto_(Enciclopedia-Italiana)/. Acesso em: 25 set. 2016a.

PETERS, Francis E. Termos filosóficos gregos: um léxico histórico. 2. ed. Trad.: Beatriz Rodrigues Barbosa. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1983.

______. Trocheo. In: TRECCANI Cultura. Treccani, la cultura italiana: enciclopedia italiana (1937). Disponível em: http://www.treccani.it/enciclopedia/trocheo_%28Enciclopedia-Itali ana%29/. Acesso em: 25 set. 2016b.

PLATÃO. A república. 4. ed. Trad.: Maria Helena da Rocha Pereira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1983.

QUINTILIANO, Aristides. Sobre la música. Tradução ao espanhol e comentários de Luis Colomer e Begoña Gil. Madrid: Editorial Gredos, 1996.

RIBEIRO JR., Wilson A. O verso épico. Publicação em: 19 maio 1999. In: ______. Graecia antiqua. Disponível em: . Acesso em: 29 set. 2016.

ROUGET, Gilbert. Music and Trance: a theory of the relations between music and possession. Tradução ao inglês de Brunhilde Biebuyck. Chicago: University of Chicago Press, 1985.

SANTIAGO, Emerson. Antiguidade clássica. In: INFOESCOLA Serviços em Informática Ltda. Infoescola: navegando e aprendendo. Disponível em: http://www.infoescola.com/ historia/antiguidade-classica/. Acesso em: 10 maio 2017.

STRUNK, Oliver; TREITLER, Leo (ed.). Source readings in music history. ed. rev. New York: W. W. Norton, 1998.




DOI: https://doi.org/10.5965/2525530402012017203

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores, diretórios e bases de dados

                       

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.