Pesquisas colaborativas internacionais no campo da Psicologia da Música: um relato de experiências

Rosane Cardoso de Araújo

Resumo


Ações de internacionalização têm sido cada vez mais incentivadas no âmbito dos Programas de Pós-Graduação no Brasil. O presente artigo traz como foco a apresentação de duas pesquisas internacionais, realizadas colaborativamente entre pesquisadores da Universidade de Bolonha (Itália) e da Universidade Federal do Paraná (Brasil). Os estudos apresentados foram conduzidos por meio de um estudo sobre representações sociais, com base na psicologia social, e de um estudo fundamentado na psicologia cognitiva/Psicologia, com foco na criatividade e na Teoria do Fluxo. Ambas as investigações trouxeram consequências relevantes para o programa de Pós-Graduação em Música da UFPR, gerando publicações colaborativas e desdobramentos em estudos posteriores que ampliaram as possibilidades investigativas para a linha de pesquisa cognição/ educação musical.


Palavras-chave


internacionalização; música - pesquisa; psicologia social; MIROR Project

Texto completo:

PDF

Referências


ADDESSI, A. R.; ARAÚJO, R. C. Um estudo sobre representações sociais de alunos de graduação sobre os conceitos de. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE COGNIÇÃO E ARTES MUSICAIS, 7., 2011, Brasília. Anais […]. Brasília: Fundação Darcy Ribeiro, 2011. v. 1. p. 355-365.

ADDESSI, A. R.; ARAÚJO, R. C. Designing the Miror-Body Gesture Framework for Music and Dance Creativity. In: SIMPÓSIO DE COGNIÇÃO E ARTES MUSICAIS, 9., 2013, Belém. Anais […]. Belém: UFPA, 2013. V. 1. p. 74-94.

ADDESSI A. R.; ARAÚJO, R. C.; VALLS, A.; GLUSCHANKOF C. A comparative research about social representations of music held by university students. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON MUSIC PERCEPTION AND COGNITION PROCEEDINGS, 11., 2010, Seattle. Proceedings […]. Seatle: University of Washington, 2010. p. 28-35.

ADDESSI, A. R.; BONFIGLIOLI, L. Interação Reflexiva como paradigma transversal para a criatividade, educação musical e musicoterapia. Orfeu, v. 2, n. 2, p. 175-199, 2017.

ADDESSI, A. R.; CARUGATI, F.; SELLERI, P. Music teachers’ knowledge and social representations of music. In: SIMPÓSIO DE COGNIÇÃO E ARTES MUSICAIS INTERNACIONAL, 3., 2007, Salvador. Anais […]. Salvador: UFBA, 2007, p. 138-151.

ADDESSI, A. R.; CARUGATI, F. Social representations of “musical child” held by university students: an empirical investigation on implicit music knowledge in Higher Teacher Education. Music Education Research, v. 3, n. 12, 2010.

ADDESSI, A. R.; PACHET, F. Experiments with a musical machine: musical style replication in 3/5 year old children. British Journal of Music Education, v. 22, p. 21-46, 2005.

ADDESSI, A. R.; PACHET, F. Sistemas musicais interativos-reflexivos para educação musical. Cognição e Artes Musicais, Curitiba: DeArtes, v. 2, n. 1, p. 62-72, 2007.

ADDESSI, A. R.; PSCHEIDT, J.; ARAÚJO, R. C. Stili e identità musicali nell’infanzia in ambienti riflessivi. Rivista Infanzia (Firenze), v. 3, p. 218-224, 2017.

ADDESSI, A. R.; PSCHEIDT, J.; ARAÚJO, R. C. Arts and childhood: children’s musical styles in a “reflexive” environment. DEDiCA: Revista de Educação e Humanidades (Dreh-España), v. 16, p. 109-127, 2019.

ARAÚJO, R. C. Representações sociais na prática de ensino de professores de instrumento. In: CONGRESSO DA ANPPOM, 25., 2015, Vitória. Anais […]. Vitória: ANPPOM, 2015a. V. 1. p. 1-6.

ARAÚJO, R. C. Improvvisazioni con la piattaforma MIROR. In: ADDESSI, Anna Rita (org.). La creatività musicale e motoria dei bambini in ambienti riflessivi. 1. ed. Bolonha/Itália: Bononia University Press, 2015b. V. 1, p. 79-86.

ARAÚJO, R. C.; ADDESSI, A. R. Children’s musical improvisation in an interactive/reflexive musical context: a study. In: SIMPÓSIO DE COGNIÇÃO E ARTES MUSICAIS, 9., 2013, Belém. Anais […]. Belém: UFPA, 2013. V. 1, p. 95-105.

ARAÚJO, R. C.; ADDESSI, A. R. Um estudo sobre a improvisação musical de crianças num contexto musical interativo/reflexivo. Música em Contexto (UnB), v. 1/2014, p. 76-91, 2014.

ARAÚJO, R. C.; OPIECHON, S. S.; ARAÚJO, C. B.; ALONSO, M. V. Perspectivas de estudantes/professores de música sobre o conceito de criatividade musical e características do comportamento musical criativo. Percepta: Revista de Cognição Musical, v. 5, p. 39-50, 2018.

ARAÚJO, R. C.; PSCHEIDT, J.; ADDESSI, A. R. Interação reflexiva e a criatividade musical empática. In: ARAÚJO, Rosane Cardoso de (org.). Educação musical: criatividade e motivação. 1. ed.Curitiba: Appris, 2019. V. 1, p. 161-182.

ARAÚJO, R. C.; SANTOS, E. A.; HENTSCHKE, L. The development of piano teachers knowledge: three case studies from Brazil. Visions of Research in Music Education, n. 13, p. 1-19, 2010.

CAMPOS, P. H. F.; ROUQUETTE, M. L. Abordagem estrutural e componente afetivo das representações sociais. Psicologia, Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 16, n. 3, p. 435-445, 2003.

CSIKSZENTMIHALYI, Mihaly. Flow: the psychology of optimal experience. New York: Harper & Row, 1990.

CSIKSZENTMIHALYI, Mihaly. A psicologia da felicidade. São Paulo: Saraiva, 1992.

CSIKSZENTMIHALYI, Mihaly. Creativity: flow and the psychology of discovery and invention. New York: Harper Collins, 1996.

CSIKSZENTMIHALYI, Mihaly. A descoberta do fluxo. Psicologia do envolvimento com a vida cotidiana. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

CSIKSZENTMIHALYI, Mihaly. Good business: flow, leadership and making of meaning. New York: Viking, 2003.

FIGUEIREDO, C. F.; LUDERS, V.; SANTOS, A. P. A interação musical do estudante com transtorno do espectro do autismo em um ambiente digital. In: TECNOLOGIA, MÚSICA E DIVERSIDADES, Recife. Anais […]. Recife: NICS Reports Núcleo Interdisciplinar de

comunicação sonora, 2019. V. 1. p. 29-38.

FORESTER, S. Music teacher knowledge: an examination of the intersections between instrumental music teaching and conducting. Journal of Research in Music Education, v. 65, n. 4, p. 461-482, 2017.

GODOY, Rolf; LEMAN, Marc. Musical gestures: sound, movement and meaning. London: Routledge, 2012.

HALLAM, S. Musicality. In: MCPHERSON, G. (ed.). The child as musician: a handbook of musical development. 2. ed. Oxford: Oxford University Press, 2016. p. 67-80.

HARGREAVES, D. J.; PURVES, R. M.; WELCH, G.; MARSHALL, N. A. Developing identities and attitudes in musicians and music teachers. British Journal of Educational Psychology, v. 3, n. 77, p. 665- 682, 2007.

MARSHALL, N.; HARGREAVES, D. J. Crossing the humpback bridge: Primary-secondary school transition in music education. Music Education Research, v. 9, p. 65-80, 2007.

MIRANDA, A. A.; STALLIVIERI, L. Para uma política pública de internacionalização para o ensino superior no Brasil. Revista Avaliação, v. 22, n. 3, p. 589-613, nov. 2017 MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. Petrópolis: Vozes, 2007.

MOSCOVICI, Serge. Pourquoi l’étude des représentations sociales em psychologie? Psychologie et Société, n.4, p. 7-24, 2002.

OPIECHON, S. S.; ARAÚJO, R. C. Representações sociais sobre a criatividade musical das crianças. In: SIMPÓSIO DE COGNIÇÃO E ARTES MUSICAIS, 13., 2017, Curitiba. Anais […]. Curitiba: UFPR, 2017. V. 1. p. 1-7.

PSCHEIDT, J.; ARAÚJO, R. C. Interação reflexiva e criatividade: uma experiência com alunos iniciantes em bateria. In: SIMPÓSIO DE COGNIÇÃO E ARTES MUSICAIS, 13., 2017, Curitiba. Anais […]. Curitiba: UFPR, 2017. p. 1-7.

RAMOS, C. E. A. S. A música da Folia do Divino e a Festa do Divino no município de Guaratuba, Estado do Paraná: um estudo de caso sob a perspectiva da teoria das Representações Sociais. 334 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2019.

RAUSKI, R. D. Representações sociais sobre Música: estilos musicais e aula de música: uma problematização necessária. 168 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2015.

RAUSKI, R.; ROSSO, A. Representações sociais da aula de música no nono ano do ensino fundamental: fruição e aprendizagem. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, v. 17, n. 2, p. 335-352, 2017.

SOARES, G. D. B. A orquestra vai à escola: os significados de um concerto didático para alunos da educação básica. 217 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.




DOI: https://doi.org/10.5965/2525530404022019104

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores, diretórios e bases de dados

                       

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.