Educação musical e novas tecnologias digitais: recursos e estratégias no contexto do canto e da flauta doce

Luciane da Costa Cuervo

Resumo


Este trabalho discute o fazer musical contemporâneo permeado pela cultura digital, em especial no âmbito da utilização de aplicativos na educação musical. Em sua fundamentação, propõe o delineamento de algumas das principais transformações promovidas por recursos associados às novas tecnologias digitais e problematiza possíveis novas habilidades e subsídios necessários aos educadores e músicos hoje. Ilustram a discussão investigações e práticas pedagógicas da autora na utilização de diferentes recursos empregados em seus projetos de ensino, pesquisa e extensão no fomento de práticas musicais a partir do canto coletivo e da flauta doce. Conclui entendendo que a cultura digital abarca uma grande variedade de recursos, que podem promover e qualificar a performance musical, exigindo para isso novas capacidades do educador musical, bem como de estudantes e profissionais da música. Nesse sentido, também se ampliam as concepções do fazer musical e do próprio conceito de musicalidade. 

Palavras-chave: musicalidade; flauta; cultura digital.


Palavras-chave


educação musical; música - instrução e estudo; flauta doce; canto; tecnologia e as artes

Texto completo:

PDF

Referências


ANDES. Programa Future-se representa a extinção da Educação Federal Pública. Brasília: Sindicato Nacional dos Docentes do Ensino Superior, 2019. Disponível em: https://www.andes.org.br/conteudos/noticia/entidades-do-setor-da-educacaoprograma-future-se-representa-a-extincao-da-educacao-federal-publica1. Acesso em: 20 jul. 2019.

ALIEL, Luzilei; GOHN, Daniel Marcondes. Jogos Eletrônicos Musicais e EAD: Contingência de Ferramentas para aprendizagem instrumental. In: SIED – SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA; ENPED – ENCONTRO DE PESQUISADORES DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA, 2012, São Carlos. Anais […]. São Carlos: USFCAR, 2012.

BARCELLOS, Marco Antônio; SANTOS, Raphael Souza; OLIVEIRA, Liduino José Pitombeira; PASSOS, Paulo Márcio Coutinho. Flauta Doce Eletroacústica de Baixo Custo. In: XXII CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓSGRADUAÇÃO EM MÚSICA. Anais... João Pessoa, UFPR, 2012.

BAUER, Willian. Music learning and technology. New Directions: A Journal of Scholarship, Creativity and Leadership in Music Education, n. 1, 2014. Disponível em: http://nd.music.msu.edu/music-learning-technology-william-bauer/. Acesso em: 12 mar. 2019.

CALLAGHAN, J.; THORPE, W.; DOORN, J. The science of singing and seeing. In: PARNCUTT, R.; KESSLER, A.; ZIMMER, F. (Eds.). Proceedings of the Conference on Interdisciplinary Musicology (CIM04). 2014, p. 15-18. Graz, Austria. Disponível em: http://gewi.uni-graz.at/~cim04/. Acesso em: 3 mar. 2019.

CUERVO, Luciane. Musicalidade na performance com a flauta doce. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

CUERVO, Luciane. Educação musical e a ideia de arquiteturas pedagógicas: práticas na formação de professores da geração “nativos digitais”. Revista da ABEM, Associação Brasileira de Educação Musical, v. 20, n. 29, p. 62-77, jul./dez. 2012.

CUERVO, Luciane. Musicalidade da performance na cultura digital: estudo exploratóriodescritivo sob uma perspectiva interdisciplinar. Tese (Doutorado Informática na Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

CUERVO, Luciane; DIAS, Marcelo. Práticas Vocais no contexto da Cultura Digital: um estudo sobre as tecnologias de feedback visual. In: XXI CONFERENCIAL REGIONAL LATINOAMERICANA DE EDUCACIÓN MUSICAL E IV CONFERECIA REGIONAL PANAMERICANA DE EDUCACIÓN MUSICAL, 2019, Resistencia - Argentina. Anais... (no prelo). Argentina, Internacional Society for Music Education (ISME). Resistencia, Argentina, jul.2019.

CUERVO, Luciane; WELCH, Graham, MAFFIOLETTI, Leda de Albuquerque; REATEGUI, Eliseo. Musicalidade humana sob o prisma cognitivoevolucionista: do Homo sapiens ao Homo digitalis. Revista OPUS, 23(2), 2019, p. 216-242. Doi:10.20504/opus2017b2310

CUERVO, Luciane. Cultura digital e docência: possibilidades para a educação Musical. Revista Acta Scientiarum Educação – formação de professores. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/actaISSN on-line: 2178-5201 Doi: 10.4025/actascieduc.v40i1.34442Acta Sci. Educ., v. 41(1), e34442, 2019.

DINIZ, Mariana. Entidades científicas são contra o fim do Ministério da Ciência e Tecnologia – Seção Notas e Manifestos. Plataforma Política Social, 2018. Disponível em: https://plataformapoliticasocial.com.br/entidades-cientificas-sao-contra-o-fimdo-ministerio-da-ciencia-e-tecnologia/. Acesso em: 10 abr. 2019.

GABRIELSSON, Alf. Music Performance Research at the Millennium. Psychology of Music, Society for Education, Music and Psychology Research (SEMPRE), London, v. 31, n. 3, p. 221- 272, 2003.

GOHN, Daniel Marcondes. Educação musical à distância: abordagens e experiências. E-book. São Paulo: Cortez, 2013.

GOHN, Daniel Marcondes. Educação Musical com as Tecnologias da EAD. In: SILVA, H. L.; ZILLE, J. A. B. Música e Educação. Série Diálogos com o Som. E-book. 2015. Disponível em: https://dl.dropboxusercontent.com/u/30521112/Di%C3%A1logos-com-o-Som-Vol2-Ebook.pdf.pdf. Acesso em: 20 mar. 2019.

FLORES, Luciano Vargas. Uma Infraestrutura para Design da Interação Musical com Dispositivos Móveis Cotidianos. 2014. 142 f. Tese (Doutorado) – Programa de PósGraduação em Computação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2014.

HARGREAVES, David. Within You Without You: Music, Learning and Identity. Electronic Musicological Review, Curitiba, v. 9, oct. 2005. Disponível em: http://www.rem.ufpr.br/_REM/REMv9-1/hargreaves-engl.pdf. Acesso em: 12 mar. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Síntese de Indicadores Sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101629.pdf. Acesso em: 2 mar. 2019.

KRAMER, Jonathan. The Impact of Technology on the Musical Experience. 1997. Disponível em: http://symposium.music.org/index.php?option=com_k2&view=item&id=9390:the-impact-of-technology-on-the-musicalexperience&Itemid=128. Acesso em: 12 set. 2016.

LEVITIN, Daniel. A música em seu cérebro: a história de uma obsessão humana. São Paulo: Civilização Brasileira, 2010.

MULDER, Axel G. E. Virtual musical instruments: accessing the sound synthesis universe as a performer. In: ANNUAL CONGRESS OF THE BRAZILIAN COMPUTING SOCIETY (SBC), 14., 1994, Proceedings of the first Brazilian Symposium on Computer Music, Caxambu. Anais […]. UFMG: SBC, 1994. p. 243-250.

OH, Changhoon; LEE, Taeyoung; KIM, Yoojung; PARK, SoHyun; KWON, Saebom; SUH, Bongwon. Us vs. Them: Understanding Artificial Intelligence Technophobia over the Google DeepMind Challenge Match. Human Computer Integration, Denver, CHI 2017, may 6-11, 2017.

ONU – Organizações das Nações Unidas. The State of Broadband 2015: Broadband as a Foundation for Sustainable Development. A report The Broadband Commission for Digital Development. ONU, sept. 2015. Disponível em: http://www.broadbandcommission.org/Documents/reports/bb-annualreport2015.pdf. Acesso em: 12 jul. 2019.

PADILHA, Valquíria; BONIFÁCIO, Renata, Obsolescência planejada: armadilha silenciosa na sociedade de consumo. Le Monde Diplomatique Brasil, ano 7, n. 74, set. 2013.

SCHLOSS, Andrew. Using contemporary technology in live performance: the dilemma of the performer. Journal of New Music Research, v. 31, n. 1, 2002. Disponível em: https://people.finearts.uvic.ca/~aschloss/publications/JNMR02_Dilemma_of_the_Performer.pdf. Acesso em: 14 abr. 2019.

SILVA, Marco. Internet na escola e inclusão. In: BRASIL. Tecnologias na escola. Brasília, DF: Portal MEC-SEED, [s.d.]. p. 75-79. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seed/arquivos/pdf/2sf.pdf. Acesso em: 12 jun. 2019.

THE MUSIC COMMISSION. Retuning our ambition for music learning: every chuld taking music futher. 2019. Disponível em: http://www.musiccommission.org.uk/. Acesso em: 2 jul. 2019.

TEIXEIRA, Adriano Canabarro. Inclusão digital: novas perspectivas para a informática educativa. Ijuí: Editora Unijuí, 2010.

VILLAVICENCIO, Cesar. A flauta doce historicamente informada. Ouvirouver, Uberlândia, v. 7 n. 2, p. 308-324, jul./dez. 2011.

VILLAVICENCIO, Cesar. E-recorder. Página pessoal, 2014. Disponível em: http://www.cevill.com/pt/erecorder/. Acesso em: 12 mar. 2019.

XYDAS, Spiros Daniel. Transforming Music Classes and Rehearsals with Compositions and Ipads: Reflections from a Mid-Carrer Music Educator. Tempo – The Official Magazine of the New Jersey Music Educators Association, Troy/Michigan, Baker Middle School, p. 52-53, mar. 2014.

WANG, Ge. Ocarina: Designing the iPhone’s Magic Flute. Center for Computer Research in Music and Acoustics (CCRMA) Department of Music Stanford University. Computer Music Journal, Massachusetts Institute of Technology, v. 38, n. 2, p. 8-21, 2014.

WANG, Ge. Ocarina 2 Medley. Página pessoal de Ge Wang. Disponível em: http://www.gewang.com/ocarina/. Acesso em: 12 mar. 2016.

WEBSTER, Peter Richard. Computer-Based Technology and Music Teaching and Learning. In: COLWELL, R.; RICHARDSON, C. (Eds.). The New Handbook of Research on Music teaching and Learning. New York: Oxford University Press, 2002a. p. 416-435.

WELCH, Frederick Graham. Investigar o desenvolvimento da voz e do canto ao longo da vida. Revista Música, Psicologia e Educação, n. 5, p. 5-20. 2003.

WELCH, Frederick Graham. Singing as communication. In: MIELL, D.; MACDONALD, R.; HARGREAVES, D. (Eds.). Musical Communication. New York: Oxford University Press, 2005b. p. 239-259. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/265579139_Singing_as_communication. Acesso em: 12 abr. 2019.

WELCH, Frederick Graham. Os maiores benefícios da música. In: SIMPÓSIO DE COGNIÇÃO E ARTES MUSICAIS, 8., 2012, Florianópolis. Anais […]. Florianópolis: UDESC/Departamento de Música, 2012. p. xiii-xvii.

WHITACRE, Eric. A virtual choir 2.000 voices strong. Conferência TED, abr. 2011. Disponível em: https://www.ted.com/talks/eric_whitacre_a_virtual_choir_2_000_voices_strong/transcript. Acesso em: 2 mar. 2019.

WILLIAMS, David Brian; WEBSTER, Peter Richard. Experiencing Music Technology. 3. ed. USA: Schirmer Reference, 2006.

WILSON, Pat H.; THORPE, William C; CALLAGHAN, Jean. Looking at singing: does real-time visual feedback improve the way we learn to sing? Sydney, Australia: School of Communication Sciences and Disorders, University of Sydney, 2015. Disponível em: https://www.afpc-evta-france.com/wp-content/uploads/sites/10/2015/02/72-feeback-visuel-et-apprentissage-chant.pdf. Acesso em: 1 mar. 2019.

WOLFFENBÜTTEL, Cristina Rolim. Música nas escolas públicas municipais do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Educação, v. 22 n. 71. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v22n71/1809-449X-rbedu-22-71-e227181.pdf. Acesso em: 2 mar. 2019.




DOI: https://doi.org/10.5965/2525530404012019120

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores, diretórios e bases de dados

                       

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.